sexta-feira, 2 de novembro de 2018

Navios da Marinha do Brasil e Uruguai abrem para visitação pública em Natal



O Navio Oceanográfico Antares, da Marinha do Brasil, e o Veleiro-Escola Capitán Miranda, da República Oriental do Uruguai, abrem para visitação pública neste sábado (3), das 14h às 17h, no Terminal Marítimo de Passageiros de Natal. O terminal fica na Ribeira, na Zona Leste da cidade. O passeio é gratuito.

Com 73 tripulantes a bordo, o Capitán Miranda participa da 30ª Viagem de Instrução de Guardas-Marinha, promovida pela Marinha uruguaia. O veleiro foi construído em 1930, originalmente como navio de pesquisa hidrográfico, e acabou transformado em navio-escola em 1978, ano de sua primeira viagem de instrução. O nome é uma homenagem ao hidrógrafo e capitão uruguaio Francisco Prudêncio Miranda.

Já o Antares, contempla o Plano de Coleta de Dados Oceanográficos da Diretoria de Hidrografia e Navegação, cuja missão é a obtenção de dados físico-químicos da água do mar, destinados à produção de informações ambientais necessárias ao planejamento e condução de operações navais nas áreas de interesse da Marinha do Brasil.

As informações coletadas irão compor o Banco Nacional de Dados Oceanográficos, que é um instrumento disponível a todas as universidades e instituições que desenvolvem atividades na área oceanográfica.

O Navio Oceanográfico Antares foi incorporado à Marinha do Brasil em 1988. Seu nome é uma homenagem à principal estrela da Constelação do Escorpião, utilizada pelos navegantes para obtenção de posições astronômicas no mar.

Serviço
Evento: Visitação pública ao Veleiro-Escola Capitán Miranda e ao Navio Oceanográfico Antares
Local: Terminal Marítimo de Passageiros de Natal, no bairro Ribeira
Data: 03/11/2018
Horário: 14h às 17h
Entrada: Gratuita
Recomendações

Devido às características e limitações do local (banheiros e bebedouros) e peculiaridades dos navios (como existência de escadas para acesso aos compartimentos), recomendamos que sejam evitadas, na visitação, crianças abaixo de 5 anos e pessoas com dificuldades de locomoção.

0 comentários:

Postar um comentário