domingo, 30 de setembro de 2018

Manifestações a favor de Bolsonaro ocorrem em 16 estados


Neste sábado (29), houve manifestações de apoio ao candidato do PSL em 16 estados.

No Rio de Janeiro, os apoiadores de Bolsonaro se concentraram na Avenida Atlântica, em Copacabana, com bandeiras do Brasil e camisas verde e amarelo.

Em São Paulo, a manifestação pró-Bolsonaro se concentrou em frente ao estádio do Pacaembu e saiu em carreata pelo Centro da capital.

Apoiadores do candidato também fizeram uma carreta na Região Metropolitana de Vitória. O mesmo se repetiu em Divinópolis, no centro-oeste de Minas. Na concentração, os manifestantes vestiam camisas em homenagem ao candidato à presidência do PSL.

Em Palmas, Tocantins, a concentração foi na Praça dos Girassóis e a carreata percorreu várias ruas e avenidas da cidade.

No norte de Tocantins, em Araguaína, os apoiadores do candidato à presidência do PSL levaram balões e uma bandeira do Brasil.

Houve carreata em apoio a Jair Bolsonaro em Erechim no Rio Grande do Sul. Os manifestantes carregavam bandeiras e balões.

Também no sul do país, em Joinville, Santa Catarina, os apoiadores de Jair Bolsonaro fizeram uma passeata no Centro da cidade. Os organizadores estimaram em 3 mil participantes. A PM não divulgou números.

Em Rio Verde, no sudoeste de Goiás, a carreata reuniu 3 mil veículos, segundo a Polícia Militar do estado.

Em Vitória da Conquista, sudoeste da Bahia, a carreata em apoio ao candidato Jair Bolsonaro aconteceu pela manhã. Em Jaguariúna, interior de São Paulo, a carreta contou com a participação de um dos filhos de Jair Bolsonaro.

No início da noite, manifestantes a favor de Bolsonaro também fizeram uma carreata pelas ruas de Teresina.

Aplicativo dá o passo a passo para quem quer virar microempreendedor individual



Quem quer virar MEI – microempreendedor individual – geralmente nunca teve empresa, então fica cheio de dúvidas. Mas um aplicativo dá esse passo a passo. Foi assim que o taxista Luiz Claudio Pellegrino conseguiu tirar o CNPJ. Ele ouviu no rádio sobre uma plataforma digital desenvolvida só para ajudar MEIs.

A ideia de criar o site MEI Fácil foi da Gislaine Zaramella e do sócio dela. Os dois trabalhavam numa empresa de contabilidade e sentiram essa necessidade. “Eles entravam no nosso site pedindo auxílio de como abrir CNPJ, como pagar impostos e quando a gente foi estudar, a gente viu que era público não assistido e com muita insegurança quando o assunto é burocracia”.

Em 2017, eles criaram a startup para desenvolver a plataforma e aplicativo. Alguns serviços são gratuitos, como abertura de CNPJ. Mas para emitir nota e gerar a guia do imposto através da plataforma é preciso pagar uma anuidade de R$ 69,90.

“É muito fácil, não tem como ele ter desculpa de não recolher por não saber. O app dá tudo, o boleto de pagamento é emitido, o DAS é emitido por ele. É tudo muito fácil”, diz o taxista.
E se você tiver qualquer dúvida, ela é esclarecida online.

No site, a startup atende de 1.000 a 1.200 MEIs por dia. No aplicativo são mais de 200 mil usuários ativos. A startup não revela o faturamento.

O PEGN lembra que tirar o registro de MEI é gratuito. Para tirar, você também pode entrar no “Portal do Empreendedor”, do Governo Federal.

Emprego: 17 órgãos abrem as inscrições para 1,7 mil vagas nesta segunda-feira



Pelo menos 17 órgãos abrem as inscrições nesta segunda-feira (1) para 1.757 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 6.721,21 na Prefeitura de Além Paraíba (MG).

Veja abaixo os detalhes dos concursos:
Câmara Municipal de Franco da Rocha (SP)
Inscrições: até 25/10/2018
7 vagas
Salários: até R$ 5.885,60
Cargos de nível médio e superior
Câmara Municipal de Penalva (MA)
Inscrições: até 28/10/2018
14 vagas
Salários: até R$ 1.078,65
Cargos de nível fundamental, médio e superior
Câmara Municipal de Rosário do Catete (SE)
Inscrições: até 15/10/2018
13 vagas
Salários: até R$ 2.500,00
Cargos de nível fundamental, médio e superior
Conselho Regional de Biomedicina da 5ª Região
Inscrições: até 22/10/2018
4 vagas
Salários: até R$ 3.460,32
Cargos de nível fundamental, médio e superior
Vagas para Porto Alegre
Consórcio Intermunicipal Samu Oeste (Paraná)
Inscrições: até 15/10/2018
16 vagas
Salários: até R$ 1.394,71
Cargo de técnico de enfermagem
Corpo de Bombeiros de Minas Gerais
Inscrições: até 27/11/2018
500 vagas
Salários: até R$ 4.098,42
Cargos de nível médio e técnico
Corpo de Bombeiros de São Paulo
Inscrições: até 28/10/2018
600 vagas
Salários: até R$ 1.290,66
Cargos de nível fundamental
Ministério Público de Pernambuco
Inscrições: até 26/10/2018
23 vagas
Salários: até R$ 4.809,54
Cargos de nível médio e superior
Prefeitura de Além Paraíba (MG)
Inscrições: até 03/10/2018
12 vagas
Salários: até R$ 6.721,21
Cargos de nível médio e superior
Prefeitura de Angélica (MS)
Inscrições: até 16/10/2018
31 vagas
Salários: até R$ 3.210,20
Cargos de nível fundamental, médio e superior
Prefeitura de Caiçara (RS)
Inscrições: até 30/10/2018
22 vagas
Salários: até R$ 3.028,71
Cargos de nível fundamental, médio e superior
Prefeitura de Candeias (BA)
Inscrições: até 14/10/2018
215 vagas
Salários: até R$ 2.500,00
Cargos de nível médio e superior
Prefeitura e Câmara de Franciscópolis (MG)
Inscrições: até 31/10/2018
87 vagas
Salários: até R$ 2.750,00
Cargos de nível fundamental, médio e superior
Prefeitura de Goianá (MG)
Inscrições: até 30/10/2018
25 vagas
Salários: até R$ 3.585,80
Cargos de nível fundamental, médio e superior
Prefeitura de Itá (SC)
Inscrições: até 22/10/2018
23 vagas
Salários: até R$ 2.330,49
Cargos de nível médio e superior
Prefeitura de Pirapetinga (MG)
Inscrições: até 01/11/2018
35 vagas
Salários: até R$ 4.277,70
Cargos de nível médio e superior
Prefeitura de São Bento (PB)
Inscrições: até 31/10/2018
130 vagas
Salários: até R$ 2.245,22
Cargos de nível fundamental, médio e superior

Protestos contra Bolsonaro ocorrem em 26 estados e DF; atos a favor, em 16



Manifestantes em todos os estados e no Distrito Federal foram às ruas em atos contra o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) neste sábado (29). O movimento, chamado de #EleNão, foi convocado pelas redes sociais, com o apoio de artistas, durante o mês de setembro. Ao todo, foram 114 cidades com atos contrários.

Em resposta ao movimento, apoiadores de Bolsonaro também se reuniram em atos pelo Brasil para demonstrar apoio ao presidenciável. 40 cidades em 16 estados tiveram atos a favor de Bolsonaro.

No Rio de Janeiro, manifestantes contrários ao candidato se reuniram na Cinelândia, no Centro, no início da tarde. Inicialmente, a concentração foi em frente ao Cine Odeon.

Às 17h, parte dos manifestantes deixou a Cinelândia e seguiu em passeata por ruas do Centro do Rio. O ato foi encerrado por volta das 21h. Não há estimativa de público.

Indonésia: Passa de 800 o número de mortos pelo terremoto seguido de tsunami



O número de mortos nos terremotos e no tsunami que atingiram a ilha indonésia de Sulawesi dobrou e chegou a 832 em um balanço divulgado neste domingo (30). Porém, esse número pode subir, pois 29 pessoas seguem desaparecidas e mais de 500 estão feridas - muitas em estado grave.

Estima-se que 350 mil pessoas tenham sido afetadas pelo terremoto ou pelo tsunami, sendo que 16.732 estão desabrigados ou deslocados desde sexta-feira (28).

A maioria das vítimas foi registrada em Palu, cidade com cerca de 350 mil habitantes na costa oeste da ilha, de acordo com a Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB, sigla em indonésio). Onze pessoas morreram na vizinha Donggala.

O porta-voz da BNPB, Sutopo Purwo Nugroho, afirmou que um enterro em massa será realizado na cidade de Palu, por questões de segurança sanitária. O presidente de Indonésia, Joko Widodo, iniciou neste domingo uma visita às áreas mais afetadas. Ele chegou ao aeroporto de Palu, capital da província, algumas horas depois da sua reabertura para voos comerciais.

“Quero ver eu mesmo e assegurar-me de que a resposta ao impacto do terremoto e do tsunami chega a todos nossos irmãos. Peço a todo o país que reze por eles”, escreveu o presidente no twitter.

A Cruz Vermelha Internacional alertou que ainda há pouca informação sobre Donggala, segunda cidade mais afetada, afirmando ser a situação "extremamente preocupante" no local. Cerca de 277 mil habitantes vivem em Donggala.

As falhas nas comunicações têm dificultado os trabalhos das equipes de busca e salvamento no terreno. As agências internacionais falam em centenas de feridos, que recebem tratamento médico em tendas improvisadas.

Na sexta-feira (28), uma série de terremotos abalou a ilha indonésia de Sulawesi. Um deles, de magnitude 7,5, levou à formação de um tsunami com ondas até 2 metros. A BNPB confirmou a formação do tsunami depois que vários vídeos foram divulgados nas redes sociais.

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Dnit libera tráfego de veículos em trincheira da BR-101 em Nova Parnamirim no sábado (29)



O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) informou que vai liberar no próximo sábado (29) a passagem inferior construída na BR-101, próximo à avenida Maria Lacerda, em Nova Parnamirim, região metropolitana da capital. O trecho a ser liberado é a trincheira construída no vão central da rodovia, que pega as vias nos sentidos Natal - Parnamirim e Parnamirim - Natal.

A liberação deve ocorrer às 10h, de acordo com a superintendência regional do órgão. Também está prevista para o mesmo dia a liberação para o tráfego no retorno para a avenida Maria Lacerda, porém a medida ainda não está confirmada, porque depende de uma vistoria do corpo técnico que ainda será feita no local.

Não foi estabelecido prazo para a liberação do túnel do viaduto que fica próximo à avenida Abel Cabral, também na mesma região. Todos essas estruturas fazem parte das obras remanescentes e complementares da BR-101 na região metropolitana da capital potiguar. 

Fundo PIS-Pasep: prazo para saque das cotas acaba nesta sexta para menores de 60 anos



Termina nesta sexta-feira (28) o prazo para o saque das cotas do PIS-Pasep pelas pessoas com menos de 60 anos que tenham direito aos recursos. Segundo o Ministério do Planejamento, mas de 4 milhões de pessoas ainda não haviam sacado o dinheiro até a tarde de quinta-feira.

Quem não sacar, no entanto, não perde o direito aos recursos: o cotista que perder o prazo poderá sacar quando cumprir 60 anos ou se aposentar. Isso porque, a partir de então, volta a valer a regra de liberação dos saques somente para quem tem a partir de 60 anos e para os casos de aposentadoria, invalidez (inclusive do dependente), morte do cotista (habilitando o herdeiro a sacar) e algumas doenças graves, como câncer, aids, Parkinson e tuberculose (incluindo o dependente).

Nesses casos, é possível fazer os saques a qualquer momento, sem necessidade de seguir cronograma, e o prazo continua aberto por tempo indeterminado.

Agências abertas mais cedo
Para facilitar os saques, a Caixa Econômica Federal abre duas horas mais cedo nesta sexta-feira, assim como ocorreu na quinta. A exceção será nas regiões em que, devido ao fuso, esse horário não for a melhor condição de atendimento aos clientes, como nos estados do Norte.

Para essas regiões específicas, o horário também será ampliado, mas cada superintendência local decidirá se abrirá a agência antes ou se fechará depois do expediente normal.
Quem tem direito

Tem direito ao Fundo PIS-Pasep quem trabalhou com carteira assinada na iniciativa privada ou foi servidor público civil ou militar entre 1971 e 1988. A média de valor para cada beneficiário é de R$ 1.375, mas o Ministério do Planejamento afirma que o valor a ser recebido depende de quanto tempo a pessoa trabalhou no período em que vigorou o Fundo PIS-Pasep.

No ano passado, o governo decidiu estender a idade dos beneficiários, primeiro para o mínimo de 65 anos no caso dos homens e 62 no caso das mulheres, e no começo deste ano reduziu para 60 anos a idade mínima para recebimento.

Em junho, o governo autorizou que todos os brasileiros que receberam esse dinheiro entre 1971 e 1988 pudessem retirá-lo. É para esse público que o prazo termina na sexta.
Depósito automático

O Ministério do Planejamento informou que, dos 6,5 milhões de beneficiários correntistas dos bancos Bradesco, Itaú, Santander, Bancoob, Sicred, Banestes, BRB e Mercantil com potencial de receber o dinheiro por meio de depósitos automáticos em suas contas, 5 milhões terão de procurar uma agência da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil para poder sacar o dinheiro do benefício. É que esses cotistas apresentaram problemas cadastrais em seus bancos.

Segundo o ministério, apesar do esforço em conjunto com a Febraban, que costurou uma parceria com os oito bancos, além da Caixa e do Banco do Brasil, para que os seus correntistas cotistas do fundo pudessem receber os depósitos automáticos em suas conta, apenas 1,5 milhão se mostrou apto a receber os créditos automáticos.

Já os 6,3 milhões de cotistas com conta corrente na Caixa Econômica Federal e no Banco do Brasil com o cadastro do Fundo PIS-Pasep atualizado receberam o depósito automaticamente.

Segundo o Ministério do Planejamento, chegou-se ao número de 6,5 milhões após uma triagem que verificou quem estava com o CPF válido no sistema financeiro, e após a parceria com a Febraban, os oito bancos se interessaram em fazer os depósitos automáticos para seus correntistas/cotistas.

Porém, o cadastro do cotista nem sempre está exatamente igual ao cadastro do correntista desses bancos. Por motivo de segurança, o depósito automático só é feito se bater exatamente as informações, para que o dinheiro não caia na conta de outra pessoa que não seja o cotista.

Por isso, o ministério ressalta que todos que trabalharam no período de 1971 a 1988 com carteira assinada procurem a Caixa e BB para verificar se possuem saldo a receber.
Como consultar o saldo

Para consultar o saldo do Fundo PIS-Pasep, o cotista ou herdeiro devem acessar os sites da Caixa ou Banco do Brasil. Em ambos, com o número do CPF já é possível ver se há dinheiro a ser liberado.

Para realizar o saque, o beneficiário deve levar às agências da Caixa e BB um documento de identificação com foto (RG, CNH, carteira de trabalho ou passaporte) e o número do NIS, no caso do PIS. Veja abaixo como consultar os saldos:

PIS
As contas do PIS, vinculadas aos trabalhadores do setor privado, são administradas pela Caixa Econômica Federal. Os cotistas ou herdeiros poderão verificar se têm saldo a receber através do site do banco, no endereço www.caixa.gov.br/cotaspis

Para consultar o saldo de cotas do PIS, é necessário ou o número do CPF ou o número do NIS do cotista, que pode ser encontrado
:
no Cartão do Cidadão;
nas anotações gerais de Carteira de Trabalho antiga;
na página de identificação da nova Carteira de Trabalho;
no extrato do seu FGTS impresso.

Em caso de consultar com o número do NIS, o beneficiário ou herdeiro também precisarão de uma senha. Quem já possui a Senha Cidadão pode fazer o login neste link, disponibilizado no site da Caixa, e informar a Senha Internet que deseja cadastrar.
Quem não possui a senha pode clicar em "esqueci a senha" e preencher os dados solicitados, ou, se tiver o Cartão Cidadão, fazer um pré-cadastramento da senha pelo telefone 0800-726-0207. Para quem não tem o cartão, também é possível fazer o cadastramento em uma agência da Caixa.

Pasep
Já as contas do Pasep, vinculadas aos servidores públicos civis ou militares, são administradas pelo Banco do Brasil e é esse banco que os cotistas devem procurar para informações e para os saques.

O Banco do Brasil informou que as consultas às cotas podem ser realizadas no endereço eletrônico www.bb.com.br/pasep. A ferramenta informa ao participante se ele tem ou não cota, mas como os saldos do Pasep estão protegidos por sigilo bancário, não é informado o valor disponível para saque.

Os correntistas do Banco do Brasil com saldo de cota podem consultar o valor disponível na internet e nos terminais de autoatendimento, por meio da conta corrente, acessando a seguinte opção: Extratos - Extratos diversos - Agenda financeira.

Saques
O saque das cotas do PIS será efetivado após a confirmação do direito nas agências da Caixa. Os pagamentos com valor até R$ 1.500 podem ser realizados no autoatendimento apenas com a senha cidadão, sem a necessidade do Cartão do Cidadão, ou nas lotéricas e Caixa Aqui com o Cartão do Cidadão e senha, mediante apresentação de documento oficial de identificação com foto.

Os saques de valores até R$ 3 mil podem ser feitos com Cartão do Cidadão e senha no Autoatendimento, nas lotéricas e Caixa Aqui, com documento de identificação oficial com foto.

Os valores acima de R$ 3 mil devem ser sacados nas agências, mediante apresentação de documento oficial de identificação com foto.

No caso do Pasep, caso o cotista não seja correntista ou poupador do BB e possuir saldo de até R$ 2,5 mil, ele poderá realizar a transferência da sua cota via TED, para conta de sua titularidade em outro banco, sem nenhum custo, nos terminais de autoatendimento do BB ou na internet pelo seguinte endereço eletrônico: www.bb.com.br/pasep. Para os demais, os saques poderão ser realizados nas agências do BB, bastando que o cotista apresente documento oficial de identificação.

Herdeiros
No caso de cotistas falecidos, os herdeiros terão direito aos recursos. Eles devem comparecer a uma agência da Caixa Econômica Federal, no caso do PIS, e do Banco do Brasil (Pasep) com os seguintes documentos:

Caixa Econômica Federal
Documento de identificação pessoal do sacador válido;
Certidão ou declaração de dependentes habilitados à pensão por morte expedida pelo INSS; ou

Atestado fornecido pela entidade empregadora (no caso de servidor público); ou
Alvará judicial designando o sucessor/representante legal e Carteira de Identidade do sucessor/representante legal (na falta da certidão de dependentes habilitados); ou
Formal de Partilha/Escritura Pública de Inventário e partilha;
Comprovante de inscrição PIS-Pasep (opcional - caso os dados apresentados não permitam a identificação da conta PIS-Pasep).

Banco do Brasil
Certidão de óbito e certidão ou declaração de dependentes (beneficiários) habilitados à pensão por morte emitida pelo INSS, na qual conste o nome completo do dependente, data de nascimento e grau de parentesco ou relação de dependência com o participante falecido; ou

Certidão de óbito e certidão ou declaração de dependentes (beneficiários) habilitados à pensão por morte emitida pela entidade empregadora, para os casos de servidores públicos, na qual conste o nome completo do dependente, data de nascimento e grau de parentesco ou relação de dependência com o participante falecido; ou

Alvará judicial designando os beneficiários do saque, caso o alvará não faça menção ao falecimento do participante deve ser apresentado a certidão de óbito; ou

Escritura pública de inventário, podendo ser apresentado formal de partilha dos autos de processo judicial de inventário/ arrolamento ou escritura pública de partilha extrajudicial lavrada pelo tabelião do cartório de notas.

Saque por procuração
O saque poderá ser realizado pelo representante mediante procuração particular, com firma reconhecida, ou por instrumento público que contenha outorga de poderes para solicitação e saque de valores.

Não há canais de atendimento para saque de cotas no exterior. No entanto, a solicitação de saque poderá ser realizada mediante apresentação de procuração.

Entenda os Fundos PIS-Pasep
Os fundos do PIS e do Pasep funcionaram de 1971 a 1988 e davam direito ao trabalhador de receber o rendimento das cotas e sacar o dinheiro em caso de aposentadoria, doença grave ou ao completar 70 anos.

A partir de outubro de 1988, após a promulgação da Constituição, a arrecadação do PIS-Pasep passou para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que paga o seguro-desemprego e abono salarial, e para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que faz empréstimos a empresas.

Como as cotas do Fundo PIS-Pasep vigoraram durante um período específico, muitos beneficiários desconhecem esse direito e, no caso de morte do cotista, muitos herdeiros também não sabem que têm direito ao dinheiro. Por isso, o governo tem ampliado o limite de idade e estipulado calendários para incentivar os saques e injetar dinheiro na economia.

ANP leiloa nesta sexta mais 4 áreas do pré-sal com previsão de arrecadação de R$ 6,8 bi e disputa acirrada



A oportunidade de explorar petróleo e gás na camada pré-sal do Brasil reúne nesta sexta-feira (29), no Rio de Janeiro, 12 das principais petroleiras do mundo. Quatro áreas são ofertadas nesta 5ª Rodada de Partilha da Produção e a incerteza quanto ao futuro político país promete acirrar a disputa.

Analistas sugerem que há possibilidade do próximo presidente da República mudar a política do país em relação aos leilões de blocos de petróleo no país. Na segunda-feira (24), durante a abertura da Rio Oil & Gas, maior evento do setor na América Latina, o secretário executivo do Ministério de Minas e Energia (MME), Márcio Félix, admitiu que há possibilidade de mudanças na regulamentação do setor com a nova presidência e reforçou que a incerteza sobre leilões futuros aumenta a atratividade do realizado nesta sexta-feira.
“É uma oportunidade certa, por isso que ela se torna mais atraente”, disse Félix, na condição de ministro interino do MME.

Outro fator que deve aumentar o apetite das petroleiras é o preço do barril de petróleo, que bateu US$ 80 nesta semana, nível mais alto em quatro anos.

O leilão acontece em um hotel na Barra da Tijuca, Zona Oeste da capital fluminense, a partir das 9h. Serão ofertados os blocos Saturno, Titã e Pau-Brasil, na Bacia de Santos, e Sudoeste de Tartaruga Verde, na Bacia de Campos. Se as 4 áreas forem arrematadas, a União irá arrecadar R$ 6,82 bilhões em bônus de assinatura.

As empresas concorrentes são:
Petróleo Brasileiro S.A. (Petrobras) – Brasil
DEA Deutsche Erdoel AG - Alemanha
QPI Brasil Petróleo Ltda. - Catar
Ecopetrol S.A – Colômbia
CNOOC Petroleum Brasil Ltda. – China
CNODC Brasil Petróleo e Gás Ltda. - China
Chevron Brazil Ventures LLC - Estados Unidos
ExxonMobil Brasil - Estados Unidos
Total E&P do Brasil Ltda. - França
Equinor Brasil Energia Ltda. – Noruega
Shell Brasil Petróleo Ltda. - Reino Unido
BP Energy do Brasil Ltda. - Reino Unido

Nas licitações sob o regime de partilha da produção, as empresas vencedoras são as que oferecem ao governo, a partir de um percentual mínimo fixado no edital, o maior percentual de óleo excedente da futura produção. Esse excedente é o volume de petróleo ou gás que resta após a descontados custos da exploração e investimentos.

O percentual mínimo de excedente de óleo que deve ser destinado à União é de 17,54% para Saturno; 9,53% para Titã; 24,82% para a área de Pau-Brasil e de 10,01% para Sudoeste de Tartaruga Verde.

A área de Saturno estava prevista para ser licitada na 4ª rodada de leilão do pré-sal, agendada para junho, mas o bloco foi retirado após recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU). Junto com ela serão licitadas duas áreas que foram excluídas pelo TCU do leilão de petróleo e gás realizado no dia 29 de março. Análises do tribunal apontaram que seria mais vantajoso para o governo que as áreas fossem licitadas junto com o bloco de Saturno, sob o regime de partilha.

RN tem mais de 92 mil títulos eleitorais cancelados por falta em cadastro biométrico



Mais de 92 mil pessoas tiveram os títulos cancelados no Rio Grande do Norte por não terem feito o cadastramento biométrico, exigido nas eleições de 2018, segundo informou o Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TRE) nesta quinta-feira (27). O estado tem 2.373.619 eleitores aptos a votar. O primeiro turno do pleito acontece no dia 7 de outubro. O número exato de potiguares com títulos cancelados para esta eleição foi de 92.663.

(ATUALIZAÇÃO: Após a publicação desta reportagem, o TRE informou que o número de títulos cancelados, na verdade, é de 92.663 mil. Inicialmente o Tribunal havia divulgado que o número era de 216.615. A informação foi alterada às 18h56).

Nesta quarta-feira (26), por sete votos a dois, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou um pedido apresentado pelo PSB para autorizar a votação dos eleitores que tiveram o título cancelado por não terem comparecido à revisão nem terem feito o cadastramento biométrico.

Para a maioria dos ministros, a legislação que permite o cancelamento do título de quem não comparecer à revisão do eleitorado não fere a Constituição nem prejudica os eleitores.
Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em todo o país, cerca de 3,4 milhões de eleitores tiveram título cancelado por não comparecer à revisão do eleitorado, na qual o cadastramento biométrico é realizado. Com a decisão, o Supremo confirmou o cancelamento desses títulos.

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Concurso do Banco do Nordeste tem vagas para o RN



Quem pretende tentar uma vaga de emprego no próximo concurso do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) tem até o dia 15 de outubro para se inscrever no site da banca organizadora. A taxa de inscrição é de R$ 59. Ao todo são quatro vagas de nível médio, mais cadastro de reserva, para a função de analista bancário com remuneração de R$ 2.854,68.

Os aprovados poderão ser lotados em até 19 cidades potiguares, que contam com unidades operacionais e administrativas, a exclusivo critério do Banco do Nordeste. As cidades são Angicos, Apodi, Assu, Caicó, Ceará-Mirim, Currais Novos, Goianinha, Jardim do Seridó, João Câmara, Macaíba, Macau, Mossoró, Natal, Parnamirim, Pau dos Ferros, Santa Cruz, Santo Antônio, São Gonçalo do Amarante e Umarizal.

As provas são do tipo objetiva (com 120 itens) e estão previstas para 2 de dezembro em Natal e Mossoró.

45% dos idosos deixam de consumir por dificuldade em obter crédito, diz SPC



Quase metade dos idosos com idade acima de 60 anos (45%) deixam de consumir algum produto ou serviço que desejam por dificuldade em contrair crédito, apontou pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) divulgada nesta quinta-feira (27) e antecipada ao G1.

Entre os itens que essa faixa etária não compra por falta de crédito, os mais citados são a compra ou reforma de imóveis e materiais de construção (11,5%), tratamentos odontológicos (9,8%) e viagens (8,6%).

Segundo a pesquisa do SPC, 7,2% dos idosos também mencionaram carros e motos entre os produtos que deixam de consumir por este motivo, seguido de móveis (7,0%), eletrônicos e eletrodomésticos (4,1%).


Ex-vice-prefeito de Água Nova, RN, é encontrado morto em estrada de barro



Um ex-vice-prefeito de Água Nova, cidade distante 411 quilômetros de Natal, foi encontrado morto em uma estrada de barro que liga o município a Riacho de Santana. A vítima é Antônio Sezanildo do Nascimento, conhecido por Neném de França.

De acordo com a polícia, Neném de França viajava de moto com destino a Riacho de Santana quando foi executado a tiros de pistola, por volta de 12h20. O veículo foi deixado no local do crime. A Delegacia Regional de Pau dos Ferros investiga o caso.

O filho da vítima, Antônio Kadson da Silva Nascimento, é o atual presidente da Câmara dos Vereadores da cidade. Antônio Sezanildo do Nascimento foi vice-prefeito e também vereador de Água Nova.

Por 7 a 2, Supremo nega pedido do PSB para liberar voto de eleitores com título cancelado



Por sete votos a dois, o Supremo Tribunal Federal rejeitou nesta quarta-feira (26) pedido apresentado pelo PSB para autorizar a votação dos eleitores que tiveram o título cancelado por não terem comparecido à revisão do eleitorado nem terem feito o cadastramento biométrico.

Para a maioria dos ministros, a legislação que permite o cancelamento do título de quem não comparecer à revisão do eleitorado não fere a Constituição nem prejudica os eleitores.
COMO VOTARAM OS MINISTROS

Contra o pedido           
A favor do pedido
Luís Roberto Barroso
Ricardo Lewandowski
Alexandre de Moraes
Marco Aurélio Mello
Edson Fachin
Luiz Fux
Cármen Lúcia
Gilmar Mendes
Dias Toffoli
Fonte: Supremo Tribunal Federal
Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cerca de 3,4 milhões de eleitores tiveram título cancelado por não comparecer à revisão do eleitorado, na qual o cadastramento biométrico é realizado. Com a decisão, o Supremo confirma o cancelamento desses títulos.

O PSB pediu ao Supremo para liberar a votação de quem perdeu o cadastramento biométrico no primeiro turno. O partido também fez pedido alternativo para que, pelo menos, as pessoas sejam liberadas a votar no segundo turno.

A ação do partido argumentou que cerca de 4 milhões de eleitores não fizeram a biometria e que seria injusto impedir que votem.

Segundo dados do PSB, a maioria do eleitorado que teve título cancelado por não comparecer à revisão na Justiça Eleitoral entre 2016 e 2018 está nas regiões Nordeste e Norte do país, o que prejudicaria mais eleitores de áreas pobres.

Termina nesta quinta-feira prazo para tirar 2ª via do título de eleitor



Termina nesta quinta-feira (27) o prazo para quem precisa tirar a 2ª via do título eleitoral. O pedido deve ser feito em cartório da zona em que o eleitor está cadastrado.

Para pedir a 2ª via, é preciso estar quite com a Justiça Eleitoral, não ter débitos pendentes (como multas por ausência às urnas ou aos trabalhos eleitorais, como o de mesário, ou por ter violado o Código Eleitoral e a Lei das Eleições). É preciso regularizar a situção no cartório eleitoral antes de dar início ao pedido.

Quem tiver multas em aberto precisa quitá-las por uma Guia de Recolhimento da União (GRU), emitida pelo cartório eleitoral. O valor vai de R$ 1,05 a R$ 35,14.

O título não é único documento que garante participação nas eleições. Carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira de motorista, passaporte ou qualquer documento oficial com foto também são aceitos.

O eleitor também pode utilizar uma versão digital do documento pelo aplicativo e-Título. O app também informa o local de votação, faz emissão de certidões de quitação eleitoral e negativa de crimes eleitorais.

G1