quarta-feira, 2 de maio de 2018

Em semana curta, Congresso tenta votar crédito para cobrir dívidas de Venezuela e Moçambique



Um semana mais curta, em razão do feriado do Dia do Trabalhador (1º), o Congresso tentará votar um projeto que abre crédito de R$ 1,1 bilhão para pagar garantias – avalizadas pelo Tesouro Nacional – ligadas a exportações não honradas por Venezuela e Moçambique. 

A proposta é o primeiro item da pauta da sessão do Congresso (conjunta, com deputados e senadores) prevista para a próxima quarta-feira (2). 

O recurso será destinado ao Fundo de Garantia à Exportação e é oriundo do cancelamento de despesas previstas pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador. 

Em reunião com parlamentares na semana passada, o presidente Michel Temer pediu esforço dos aliados para comparecerem à sessão. 

"São compromissos assumidos no passado, portanto, não no nosso governo, mas que este governo tem que cumprir. Aproveito para pedir mais uma vez o apoio do nosso Congresso", disse Temer à imprensa após a reunião. 

Segundo a equipe econômica, o prazo para as garantias serem honradas termina no próximo dia 8 de maio.

0 comentários:

Postar um comentário