quarta-feira, 16 de maio de 2018

Comprador do triplex que motivou prisão de Lula diz que fez investimento por 'simbologia' e 'posição privilegiada'



O empresário Fernando Costa Gontijo, que comprou em leilão pelo lance mínimo de R$ 2,2 milhões o triplex em Guarujá (SP) atribuído ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou que o imóvel é um “bom investimento” porque tem “uma simbologia” e "posição privilegiada". 

Em entrevista por telefone à TV Globo, Fernando Gontijo diz que atua no ramo imobiliário de Brasília há mais de 30 anos e adquire imóveis em leilões judiciais. 

Em janeiro, o juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça, ordenou a venda do triplex em leilão público. Devido à condenação no caso do triplex, o ex-presidente foi preso no mês passado. Ele é acusado de ter recebido o triplex como propina da construtora OAS para favorecer a empresa em contratos com a Petrobras. Lula nega as acusações e afirma ser inocente

Fernando Gontijo afirmou que considera o apartamento, na praia das Astúrias, "um bom investimento". 

G1

0 comentários:

Postar um comentário