terça-feira, 8 de maio de 2018

Após chuvas, reservas hídricas do Rio Grande do Norte atingem 30% da capacidade



Depois das chuvas ocorridas o início deste ano, os reservatórios de água do Rio Grande do Norte atingiram neste mês de maio uma recarga de 31,45% em seus volumes. Segundo o Instituto de Gestão das Águas (Igarn), a média está dentro da estipulada pelo órgão, após estudos que foram feitos nas barragens e açudes do estado potiguar.

“Estipulamos que, caso continuasse chovendo, teríamos em maio uma recarga de 40 a 40 por cento no volume desses reservatórios”, reforça Josivan Cardoso, diretor do Igarn.

O Relatório da Situação Volumétrica divulgado nesta terça-feira (8) demonstra que as reservas hídricas totais já atingem 1.385.100.815 m³, o que corresponde a 31,45% dos 4,404 bilhões que o Rio Grande do Norte acumula no total das suas reservas hídricas superficiais monitorados (47, ao todo).

Durante o período de chuvas deste ano, 8 reservatórios já chegaram aos 100% de armazenamento de águas. São eles: Riacho da Cruz II; Apanha Peixe e Santo Antônio de Caraúbas, ambos localizados em Caraúbas; Encanto; Brejo, localizado em Olho D’água dos Borges; Beldroega, em Paraú; Pataxó, em Ipanguaçu; e Mendubim, em Assú. Outros reservatórios como o Rodeador, localizado em Umarizal, já com 97% do seu voluma máximo, estão próximos de sangrar.
.
Bacia Piranhas/Açu está com 910,020 milhões de m³, 30,67% do seu volume total superficial. No mesmo período as bacias acumulavam os seguintes percentuais, 18,99% e 19,07%, respectivamente. O total das reservas hídricas estaduais que atualmente está em 31,45% no mesmo período de 2017 era de 17,98%.

Ainda de acordo com o Igarn, como a quadra chuvosa no interior do Rio Grande do Norte, historicamente, só termina no final de maio, a tendência é que os reservatórios continuem recebendo recargas até o final do mês.

Com informações do G1

0 comentários:

Postar um comentário