segunda-feira, 19 de março de 2018

Lula inicia viagem de 10 dias pelo Sul enquanto tenta evitar prisão



O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) começa nesta segunda-feira (19) uma viagem de 10 dias pela região Sul, mantendo o ritmo de pré-campanha eleitoral enquanto tenta evitar sua prisão no caso do tríplex, da Operação Lava. Além da detenção, a condenação em segunda instância também pode deixá-lo inelegível no momento em que lidera pesquisas de intenção de voto.

Na sexta-feira (16), Lula disse que, se for para a cadeia, será o "primeiro preso político do século 21" no Brasil. Segundo a Folha, o ex-presidente já discute com aliados o que fazer caso sua prisão seja ordenada.

O roteiro de Lula no Sul prioriza agendas ligadas a pautas como educação, agricultura familiar e reforma agrária, mas vai transcorrer sob a possibilidade de que o ex-presidente tenha sua prisão ordenada em plena viagem.

Isso porque a 8ª Turma do TRF-4 (Tribunal Regional Federal), em Porto Alegre, já pode julgar o último recurso que, em tese, esgota a segunda instância para Lula. Petistas têm trabalhado com a possibilidade de que o julgamento ocorra no dia 26, quando o ex-presidente estará em Foz do Iguaçu, mas o TRF-4 ainda não confirmou quando o caso será avaliado.

Após esta análise, Lula pode ter o início do cumprimento de uma pena de 12 anos e um mês ordenado. Caberá ao juiz Sergio Moro, da Justiça Federal em Curitiba, expedir o mandado de prisão. Lula ainda poderá recorrer da condenação ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) e ao STF (Supremo Tribunal Federal).

Encerramento em Curitiba
A capital do Paraná, aliás, é o palco previsto para o fim da caravana, no dia 28. Até o momento, segundo a agenda divulgada no site de Lula, haverá apenas um "ato de encerramento" na cidade, epicentro da Lava Jato --alvo frequente de críticas do ex-presidente e aliados.

Com informações de "O GLOBO"

0 comentários:

Postar um comentário