Featured Video

Páginas

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Direção do Hospital Regional de Assu desconhece campanha realizada em nome da instituição




O Site FOCOELHO procurou a direção do Hospital Regional Nelson Inácio dos Santos buscando informações sobre o andamento da campanha para arrecadação de lençóis e toalhas para o hospital e queria saber como nosso site poderia ajudar, para nossa surpresa a diretora do Hospital, Sra. Marícia Gurjão, informou que o hospital não está participando de nenhuma campanha nesse sentido.

Ela disse ter tomado conhecimento que um grupo intitulado “SENADO” estaria fazendo uma campanha através das redes sociais e aproveitou para esclarecer que não foi realizada nenhuma parceria com este grupo e que o Hospital Regional não está precisando de lençóis.
Além do material para o uso diário, ainda existe uma grande quantidade de lençóis novos no estoque, remanescentes da última compra realizada pelo Governo do Estado, por isso, não entende o motivo da campanha, que estranhamente também estava arrecadando toalhas e o hospital não fornece este item, porque as toalhas são artigos de higiene pessoal e cada paciente traz e utiliza sua própria toalha.

A diretora disse que já ligou para o senhor Adriano que é integrante do grupo, informando que o hospital Regional não está precisando de lençóis e muito menos de toalhas.

A diretora deixou um esclarecimento: “É importante que as instituições ou as pessoas que queiram fazer ações em benefício do hospital nos procurem que teremos a maior presteza em orientar com relação aos itens necessários para doações”.

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Laboratório de DNA: "RN avança para melhorar investigações e elucidar crimes", diz Fábio Faria




Para dar mais agilidade às investigações, elucidação de crimes e identificação de corpos, o Rio Grande do Norte vai ganhar seu primeiro laboratório criminal de DNA, do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep-RN). Com a ordem de serviço assinada pelo governador Robinson Faria nesta quarta-feira (23), a expectativa é que as obras comecem imediatamente e durem em torno de três meses, na sede da Delegacia Geral de Polícia (Degepol), em Natal. 

"O RN avança com esta tecnologia para melhorar investigações e elucidar crimes. Um laboratório como esse vai incrementar o trabalho da polícia no Estado, ajudando a desvendar casos difíceis com mais rapidez", avalia o deputado Fábio Faria, que ajudou a equipe do Itep-RN em Brasília a buscar recursos para equipar a unidade. Em julho, eles estiveram no Ministério da Ciência e Tecnologia solicitando apoio para aquisição do sequenciador de DNA, principal equipamento do laboratório. Segundo o diretor-geral do Itep-RN, Marcos Brandão, o RN terá dois, garantindo a conclusão das análises.

Ainda de acordo com Brandão, o tempo de espera pelos resultados de exames de DNA deve cair de 6 meses para 15 dias. "Isso porque as análises deixarão de ser feitas na Bahia. Assim, acabaremos com um grande problema social também: a angústia de familiares que esperam muito tempo pela identificação de vítimas", diz. Três peritos do Instituto serão capacitados no Ceará até a inauguração. Ao todo, estão sendo investidos R$ 280 mil na adequação do prédio onde funcionará o laboratório.
--
Mariana Rocha
Jornalista - DRT 01842
Assessora de imprensa
(84) 99419-0310

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Eventos culturais celebram dia do Folclore brasileiro na Grande Natal


Por Lucas Cortez, G1 RN
Eventos culturais celebram o dia do Folclore brasileiro na Grande Natal nesta terça-feira (22). Em São Gonçalo do Amarante acontece o IV Festival do Folclore. Organizado pela Fundação Cultural Dona Militana, o evento está sendo realizado na praça do Galo, no bairro Novo Santo Antônio, e terá programação durante todo o dia. 

Apresentações de pastoril, oficinas de artesanato e danças folclóricas, além de palestras na área da saúde, iniciaram a programação. As atrações se estendem a tarde e a noite, com vários grupos potiguares em diversas manifestações folclóricas. O evento vai ser encerrado com apresentação de trio de sanfoneiro. 

Já na capital potiguar a data será comemorada na praça Padre João Maria, na Cidade Alta. Na ocasião haverá o projeto 'Viola e Cordel na Praça', com os violeiros Felipe, Henâno e Marcos Medeiros. Cordelistas também farão parte do evento, que terá início a partir das 16h. 

“Estamos desenvolvendo diversas atividades na Praça Padre João Maria, a ideia é trazer a cultura para os espaços públicos e aproximá-la cada vez mais das pessoas. Infelizmente, muitos não têm acesso à cultura como deveriam em nosso estado e em nosso País. Essa é uma realidade. O projeto visa expandir para além dos muros”, disse Nando Poeta, coordenador do evento.

Câmara aprova MP que renegocia dívidas de estados e municípios com o INSS




Por Fernanda Calgaro, G1, Brasília
A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (22) uma medida provisória que renegocia as dívidas previdenciárias dos estados e municípios com o INSS vencidas até abril deste ano. O texto segue para o Senado. 

Por se tratar de uma MP, a medida entrou em vigor assim que foi publicada, em maio deste ano. No entanto, para virar uma lei definitiva, tem de ser aprovada em até 120 dias pelo Congresso. 

O texto original da MP previa uma renúncia fiscal da ordem de R$ 35,3 bilhões. No entanto, o relator alterou o texto e aumentou do desconto das multas e dos encargos legais, que passa de 25% para 40%. 

Segundo o relator, com a mudança, a renúncia fiscal do governo aumentará em cerca de R$ 3 bilhões de 2018 a 2020, ficando em R$ 38,3 bilhões. 

Pagamento das dívidas
O texto prevê o pagamento das dívidas em até 200 parcelas mensais, o que dará 16 anos e 8 meses. 

Os débitos poderão ser quitados mediante o pagamento à vista de 2,4% do valor total da dívida, sem reduções, em até seis parcelas iguais, vencíveis entre julho e dezembro deste ano. 

Depois, o saldo restante será dividido em até 194 parcelas ou a 1% da média mensal da Receita Corrente Líquida do estado ou município (o que resultar na menor prestação).
As parcelas começarão a ser pagas a partir de 2018 e terão desconto de 40% das multas de mora e dos encargos legais e de 24% dos honorários advocatícios, além de redução de 80% dos juros de mora. 

Foi aprovada ainda uma emenda que prevê o pagamento aos municípios do que lhes é devido a título de estoque da dívida na compensação financeira entre regimes de previdência.