Featured Video

Páginas

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Ex-ministro José Dirceu deixa Complexo Médico-Penal, na Região Metropolitana de Curitiba


O ex-ministro José Dirceu deixou a sede da Justiça Federal em Curitiba por volta das 17h15 desta quarta-feira (3), após colocar tornozeleira eletrônica. Ele parou em um condomínio perto do Parque Tingui, ainda na capital paranaense, antes de seguir para Brasília, onde ficará em endereço sob sigilo a pedido da defesa. Não há informações detalhadas sobre essa parada.

"A gente não está passando informações e pede que todo mundo entenda, para evitar qualquer transtorno, qualquer incidente maior que possa acontecer. Aqui tem muita torcida, de um lado e de outro. A gente quer tentar que isso seja algo mais tranquilo", disse o advogado de Dirceu, Roberto Podval.

Enquanto Dirceu colocava a tornozeleira dentro do prédio da Justiça, no lado de fora manifestantes favoráveis e contrários iniciavam uma pequena confusão, com xingamentos de ambos os lados. A polícia, rapidamente, interveio para separá-los e evitar confronto maior.

Dirceu estava preso no Complexo Médico-Penal, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, de onde foi solto por volta das 16h10. A prisão preventiva dele foi revogada na terça-feira (2) pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF).

"Foi interessante o julgamento. Nós tivemos dois votos a favor, dois votos contra. Quem define é Gilmar Mendes, que era criticado inclusive pelos petistas, pelos de esquerda, dizendo que ele defendia as pessoas do PSDB. E é ele o voto minerva. A história ultrapassou a questão político-partidária", afirmou Podval.

0 comentários:

Postar um comentário