Featured Video

Páginas

sexta-feira, 26 de maio de 2017

TCU manda INSS revisar mais de 89 mil pagamentos com indícios de irregularidade


Por Laís Lis, G1, Brasília

O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) revise 89.395 casos de pagamento de benefícios com indícios de irregularidade. O prazo para que o INSS cumpra a medida é de 360 dias.

A determinação foi aprovada pelo plenário da corte na quarta-feira (24) após análise do resultado de uma auditoria feita em 33,44 milhões de benefícios pagos em julho de 2016.

A auditoria encontrou indícios de irregularidades em mais de 118 mil benefícios, sendo 46 mil casos com fortes indícios de irregularidade, o que pode representar um gasto anual irregular de R$ 433 milhões. Em outros 55 mil casos, o TCU indicou possível erro de cadastro.

Entre as irregularidades encontradas estão 1.076 casos em que há indícios de pagamento acima do teto, que em 2016 era de R$ 5.189,82. A fiscalização também apontou 60.411 ocorrências em que há suspeita de acumulação indevida de benefícios. 

0 comentários:

Postar um comentário