Featured Video

Páginas

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Assú – Lixões a céu aberto – Parte II “Caso de Calamidade Pública”


Em Assú, considerada “Cidade Polo” da Região, a situação é gravíssima; um verdadeiro caso de Calamidade Pública. Além do lixo domestico, depositado de segunda à sexta-feira, em um lixão a céu aberto e praticamente dentro da cidade, ainda nesse mesmo lixão estão sendo depositados dejetos de animais.
Em uma vala cavada a céu aberto, ao lado do Lixão, estão sendo depositados dejetos do abatedouro público municipal, tais como: ossadas, sangue – de dois em dois dias -, Sal e outros restos dos animais abatidos na instância daquele equipamento público.

Nossa reportagem esteve no local, ouviu várias pessoas que preferiram não se identificarem, quando podemos constatar um verdadeiro cemitério de ossada animal.

Também foi possível averiguar a insatisfação dos moradores dos bairros e comunidades situadas ao redor do Lixão, em função do acúmulo de urubus, cachorros, outros animais e insetos, bem como com a fedentina.

Ante a concluirmos a presente matéria tivemos a preocupação em ouvirmos o secretário municipal de Serviços Públicos, Samuel Fonseca, que reconheceu o problema, alegando se tratar de situação natural e existente desde a implantação do Lixão e que não há prazo para solucionar. Concluir dizendo que tudo ali é feito com aquiescência da Saúde Pública Municipal.

Fica o alerta à municipalidade e com a palavra à secretaria de Meio Ambiente e a Vigilância Sanitária do Município.

Torquato tomará posse nesta quarta como ministro da Justiça, diz Planalto


Por Gustavo Aguiar, G1, Brasília

A Secretaria de Imprensa da Presidência informou nesta terça-feira (30) que o novo ministro da Justiça, Torquato Jardim, tomará posse nesta quarta (31), às 15h, em uma cerimônia no Palácio do Planalto.

Torquato substituirá no comando do ministério o deputado federal Osmar Serraglio (PMDB-PR), demitido do cargo no último fim de semana.

Serraglio chegou a ser convidado pelo presidente Michel Temer para assumir o Ministério da Transparência, até então chefiado por Torquato Jardim, mas rejeitou o convite e retornará à Câmara dos Deputados, onde tem mandato até o fim do ano que vem.

Segundo a Presidência, a pasta da Transparência será comandada interinamente pelo atual secretário-executivo, Wagner Rosário.

À frente do Ministério da Justiça, Torquato Jardim será o responsável, por exemplo, pela Polícia Federal; pela Força Nacional de Segurança; pelo Departamento Penitenciário Nacional; e pela política de demarcação de terras indígenas.

Reações
Nesta segunda (29), após a confirmação da troca no comando do ministério, entidades que representam delegados e policiais federais reagiram à nomeação de Torquato Jardim.

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), por exemplo, afirmou que qualquer mudança no comando da pasta "gera preocupação e incerteza sobre a possibilidade de interferências no trabalho" da PF.

Além disso, a Federação Nacional dos Policiais Federais disse esperar que o novo ministro aja com imparcialidade, sem qualquer tentativa de influência nas investigações da PF, especialmente na Lava Jato.

Além disso, no Congresso Nacional, líderes de partidos da base aliada disseram terem sido pegos de surpresa, e a oposição reagiu de forma desconfiada, com receio de interferência nas investigações da Lava Jato.

Íntegra
Leia abaixo a íntegra da nota da Presidência (o horário da posse foi posteriormente corrigido para as 15h):

O jurista Torquato Jardim toma posse nesta quarta-feira, às 10 horas como titular do Ministério da Justiça, em substituição ao Deputado Federal Osmar Serraglio. O presidente Michel Temer reitera mais uma vez seu agradecimento pelo empenho e dedicação de Osmar Serraglio durante sua gestão no Ministério da Justiça.

Receita de royalties do petróleo cresce 37% até abril e rende R$ 2 bi a mais


A arrecadação de royalties e participações especiais sobre a produção de petróleo voltou a crescer em 2017 e acumula até abril alta de 37%, segundo levantamento do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), a partir de dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Em valores, o montante arrecadado nestes 4 primeiros meses do ano aumentou em R$ 2 bilhões na comparação com igual período de 2016, passando de R$ 5,38 bilhões para R$ 7,39 bilhões.

Se for mantido o atual ritmo, será a primeira alta em 3 anos dessa importante fonte de receita para União, estados e municípios. Em 2016, a arrecadação total somou R$ 17,75 bilhões, uma queda de 30% em relação a 2015 (R$ 25,39 bilhões).

Os royalties pagos neste ano contribuíram inclusive para a arrecadação total do governo federal voltar a crescer. Ao divulgar os números de abril na quinta-feira (25), a Receita Federal citou essa fonte de recursos como uma das influências para a alta real de 2,27% na arrecadação federal.

Em tempos de crise fiscal e orçamentária, o aumento da arrecadação dos royalties representa um grande reforço para os caixas da União e dos Estados. Mas o patamar atual do montante pago por empresas que exploram petróleo ainda segue bem abaixo da máxima registrada em 2014, quando os royalties recolhidos entre janeiro e abril somaram R$ 10,720 bilhões.

O levantamento do CBIE mostra que a alta da arrecadação neste começo de ano se deve principalmente em função ao ajuste nos preços internacionais do barril de petróleo. Veja quadro abaixo

Arrecadação com royalties e participações especiais (jan a abr)
2016
2017
Variação 2017/2016
Valor destinado à União, Estados e municípios
R$ 5,388 bilhões
R$ 7,395 bilhões
37%
Produção média de petróleo (até março)
2,395 milhões de barris/dia
2,743 milhões de barris/dia
15%
Preço médio do barril
US$ 35,75
US$ 53,32
49%
Taxa de câmbio média (R$/US$)
R$ 3,82
R$ 3,14
-18%
Fonte: CBIE

om informações do G1.Com

J&F fecha acordo de leniência por R$ 10,3 bilhões, diz MPF


Por G1
A J&F fechou o acordo de leniência e vai pagar multa R$ 10,3 bilhões em 25 anos, segundo o Ministério Público Federal (MPF). O acordo foi fechado na noite de terça-feira (30). O documento será assinado nos próximos dias, após a conclusão das discussões de cláusulas.

O acordo inclui os fatos apurados nas operações Greenfield, Sepsis, Cui Bono, Bullish e Carne Fraca. Do total a ser pago, R$ 8 bilhões serão destinados a Funcef (25%), Petros (25%), BNDES (25%), União (12,5%), FGTS (6,25%) e Caixa Econômica Federal (6,25%). O restante da multa, R$ 2,3 bilhões, será pago por meio de projetos sociais, especialmente nas áreas de educação, saúde e prevenção da corrupção.

O valor de R$ 10,3 bilhões será corrigido pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), e a projeção é que chegue a R$ 20 bilhões em 25 anos. Os pagamentos serão feitos exclusivamente pela holding controladora e devem começar em dezembro deste ano.
O total estipulado na negociação representa 5,62% do faturamento livre de impostos registrado pelas empresas do grupo em 2016.

O acordo representamais que a soma dos valores que serão pagos por Odebrecht (R$3,28 bilhões), Brasken (R$ 3,1 billhões), Andrade Gutierrez (R$ 1 bilhão) e Camargo Corrêa (R$ 700 milhões). Todo o valor da multa paga pela J&F ficará no Brasil.

terça-feira, 30 de maio de 2017

Governo do RN conclui folha de pagamento


O Governo do RN conclui a folha nesta quarta-feira (31), quando deposita o complemento dos salários dos 21.698 servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem acima de R$ 4 mil, uma soma equivalente a R$ 64,3 milhões. Este grupo já havia recebido, em 19 de maio, uma parcela de R$ 4 mil.


É importante ressaltar que desde o dia 12 de maio 80% dos servidores receberam integralmente seus vencimentos.

ASSECOM/RN

Enem 2017 tem o menor número de inscritos confirmados desde 2013


Por Letícia Carvalho, G1
A edição 2017 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terá o menor número de inscrições confirmadas desde 2013. Neste ano, o governo diz que ao menos 6,1 milhões de candidatos já estão aptos a realizarem as provas. Mas esse número pode subir, já que entre os 1,4 milhão que não confirmaram suas inscrições há pessoas que têm direito a recurso para tentar a isenção da taxa.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) mudou neste ano os critérios de isenção. O órgão incluiu no sistema um cruzamento de dados entre a declaração de carência e os dados do governo federal sobre famílias carentes. Por isso, subiu o total de pedidos de isenção recusados no Enem.

Após a reclamação dos candidatos, o Inep fez um acordo com o Ministério Público Federal para dar um prazo para que esses inscritos possam recorrer e comprovar seu direito à isenção.

Além dos problemas com a isenção, o total de inscritos caiu porque o Enem não poderá mais ser usado como diploma de conclusão do ensino médio. Agora, essa função ficará com o o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).


No ano passado, 8.627.194 pessoas confirmaram a inscrição após o prazo de pagamento da taxa. No Enem 2015, esse número foi de 7.746.057 pessoas. O recorde histórico de inscrições confirmadas aconteceu no Enem 2014: foram 8.721.946 inscrições confirmadas após o prazo.

Direito à isenção
Antes, a isenção era automática para alunos concluintes do ensino médio. E havia ainda a possibilidade de autodeclaração de carência. Agora, isso mudou. A isenção é válida para pessoas que se encaixem em três categorias (clique aqui para saber mais).

Segundo Eunice Santos, diretora de gestão e planejamento do Inep, o órgão percebeu que muitos candidatos justificaram seus pedidos de isenção de forma " aleatória" (entre a Lei 12.799/2013 ou Decreto 6.135/2007) e os dados informados não "bateram" com o cadastro do Ministério do Desenvolvimento Social.

De acordo com o Inep, só podem recorrer os candidatos que pediram a isenção, não conseguiram a isenção, mas não efetuaram o pagamento da taxa de R$ 82. Ainda segundo o governo federal, o Inep não vai avaliar todas as 1,4 milhão de inscrições que não foram confirmadas: só serão avaliados os casos dos candidatos que enviarem os documentos exigidos para o e-mail isencaoenem@inep.gov.br.

Travestis e transexuais
Os travestis, transexuais ou demais candidatos e candidatas que desejam receber tratamento pelo seu nome social, e não civil, durante o exame, devem fazer a solicitação específica para isso. O prazo para isso termina às 23h59 do próximo domingo (4). A solicitação deve ser feita pelo site http://enem.inep.gov.br/participante.

Deputado Ricardo Motta tentou comprar silêncio de delator, diz Procurador-Geral de Justiça do RN


Por G1 RN
O Procuradoria-Geral de Justiça do Rio Grande do Norte disse que o deputado estadual Ricardo Motta (PSB) tentou comprar o silêncio de Gutson Bezerra, apontado pelo Ministério Público como o principal responsável pelo esquema que desviou R$ 19 milhões do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) entre janeiro de 2013 e dezembro de 2014.

De acordo com documento encaminhado pelo Ministério Público ao desembargador Glauber Rêgo e obtido pelo jornal Tribuna do Norte, Gutson Bezerra, que fez um acordo de delação premiada, contou que, enquanto estava preso, recebeu a visita de Jorge "Fuleiro", que teria oferecido a ele R$ 50 mil para omitir o envolvimento de Ricardo Motta na fraude.

À Inter TV Cabugi, o advogado de defesa do deputado, Thiago Cortez, disse que vai se posicionar sobre o assunto nos autos do processo, mas que a acusação de Gutson Bezerra é uma "mentira absurda" e que Ricardo Motta nunca teve contato com o delator.

Em depoimento prestado no ano passado, Gutson Bezerra acusou o deputado de ficar com 60% dos desvios do Idema, ou seja, R$ 11,4 milhões. Vinte por cento teriam ficado com o próprio delator e os outros 20% teriam sido rateados entre outros dois ou três réus do processo. O deputado negou a acusação.

Ricardo Motta também é suspeito de chefiar um esquema criminoso, investigado na Operação Dama de Espadas, que desviou recursos públicos da Assembleia Legislativa do RN através de "servidores fantasmas". De acordo com o Ministério Público, o rombo nos cofres da AL pode passar de R$ 5,5 milhões. Sobre essa denúncia, a defesa disse que "só vai se pronunciar após ter acesso não só à denúncia mas também às provas".

Ainda segundo a Procuradoria, o deputado teve acesso a informações sigilosas relativas a medidas cautelares solicitadas pelo Ministério Público ao Tribunal de Justiça do RN e que poderiam ser usadas interferir da investigação. O MP pediu o afastamento de Ricardo Motta do cargo de deputado estadual.

Base e oposição fazem acordo para votar reforma trabalhista na semana que vem


Por Gustavo Garcia, G1, Brasília
Um acordo entre senadores da base governista e da oposição adiou a votação do relatório da reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.

Com o entendimento, a votação do relatório do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), que estava prevista para esta terça (30), ficou para a próxima terça (6). O relatório é favorável à aprovação do projeto.

Após o acordo, a sessão desta terça-feira será destinada apenas ao debate do relatório.
A votação do relatório vai coincidir com o início do julgamento da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), também previsto para a próxima terça. Os desdobramentos do julgamento são considerados um divisor de águas para o governo de Michel Temer.

Um resultado desfavorável ao peemedebista pode promover o desembarque de partidos que fazem a sustentação do Palácio do Planalto.

O acordo
Na semana passada, a reunião da CAE foi marcada por muita confusão entre senadores da base e da oposição. Houve bate-boca entre senadores e tumulto com manifestantes que estavam presentes à sala em que o colegiado se reunia.

Diante dos confrontos, o presidente da comissão, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), decidiu interromper a reunião e considerar lido o relatório de Ferraço, mesmo sem a efetiva leitura do documento.

A reunião desta terça também começou tensa. Houve discussão entre um representante sindical e seguranças do Senado.

No entanto, os ânimos se acalmaram depois que o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), propôs um entendimento: fazer o debate do relatório de Ferraço nesta terça e a votação na próxima semana.

O senador Paulo Paim (PT-RS) concordou com a sugestão, porque acredita que o tema precisa ser “melhor discutido”. O acordo contou também com a anuência de Tasso Jereissati.

A oposição conseguiu ainda fazer com que Ricardo Ferraço fizesse uma leitura resumida do seu relatório, o que não havia acontecido na semana passada.

Sem alteração
Ferraço rejeitou todas as emendas (sugestões de mudanças) ao seu relatório. Ele afirmou nesta terça que o objetivo é evitar que o texto volte para nova análise na Câmara - o relatório de Ferraço mantém os termos do projeto já aprovado pelos deputados.

O Palácio do Planalto tem pressa na aprovação da reforma. Governistas acreditam que o avanço do projeto no Senado pode sinalizar ao mercado que, apesar da crise política, o país tem condições de superar os problemas econômicos.

Senadores da oposição criticam a postura de Ferraço. Argumentam que não há garantias de que o governo federal vai seguir as recomendações feitas pelo tucano.

“Nós nem sabemos se o presidente vai continuar”, disse Vanessa Grazziotin (PC do B-AM).

RN-288 terá trecho de 22km recuperado até a divisa com a PB


Um trecho de 22km da rodovia estadual RN-288 deverá ser totalmente recuperado com o serviço de recapeamento asfáltico, entre a BR 427 até a divisa com a Paraíba. “Apoiamos a recuperação de várias estradas do RN através do meu mandato. É de grande importância ajudar a manter o tráfego seguro, evitando acidentes envolvendo veículos e pedestres também”, afirmou o deputado Fábio Faria, que fez o pleito ao Governo do Estado juntamente com o prefeito de Jardim de Piranhas, Elídio Queiroz (PSD). A demanda será atendida dentro do programa Governo Cidadão.

Para o parlamentar, recuperar esta rodovia estadual significará mais que uma ação pelo aumento da segurança. “Essa é uma estrada muito importante para o Seridó, pois é o caminho mais utilizado para escoamento de produtos e mercadorias da região”, ressaltou. Segundo o coordenador do programa Governo Cidadão, Vagner Araújo, melhorar este trecho da RN-288 trará uma contribuição para o avanço do comércio de produtos seridoenses. “Uma rota sem desníveis e buracos agiliza a entrega e consequentemente o ritmo da dinâmica do mercado”, disse.
--
Mariana Rocha
Jornalista - DRT 01842
Assessora de imprensa

(84) 99419-0310

MP pede afastamento de Ricardo Motta do cargo de deputado estadual do RN


Por G1 RN

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte recebeu pedido do Ministério Público para afastar o deputado estadual Ricardo Motta (PSB) do cargo. Ricardo Motta é suspeito de ter desviado R$ 19 milhões do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) e de chefiar, segundo o MP, uma quadrilha que roubou recursos da Assembleia Legislativa através de “servidores fantasmas”. A decisão do desembargador Glauber Rêgo revela ainda que o MP havia solicitado anteriormente a prisão preventiva do deputado, o que foi negado pelo magistrado.

O advogado de Ricardo Motta, Thiago Cortez, disse que não vê motivos para o afastamento do deputado, mas que vai analisar o pedido do Ministério Público e apresentar a defesa.

Em decisão publicada na última sexta-feira (26), o desembargador Glauber Rêgo, relator da ação cautelar protocolada pela Procuradoria-Geral de Justiça, determinou que o deputado terá prazo de até cinco dias para se defender antes de se pronunciar sobre o pedido de afastamento.

O MP também havia pedido uma condução coercitiva para o deputado depor. Esse pedido foi indeferido pelo desembargador: “Razão não há para tanto, tendo em vista que o Órgão Ministerial sequer demonstrou a negativa do requerido em depor, […] sem contar que a denúncia já foi oferecida e hoje só aguarda a resposta do denunciado”, justificou.

Por outro lado, Glauber Rêgo decidiu atender aos pedidos de levantamento do sigilo e de apuração “do suposto vazamento das informações sigilosas” junto à Corregedoria e à Presidência do TJRN e ao Conselho Nacional de Justiça, bem como à Corregedoria e à Procuradoria-Geral de Justiça do MPRN, já que tanto o Judiciário quanto o MP teriam feito “o manuseio dos autos no trâmite processual”.

Denúncias
Ricardo Motta é denunciado por dois crimes: o de ter desviado, entre janeiro de 2013 e dezembro de 2014, R$ 19 milhões do Idema, em proveito próprio e de terceiros; e de ter chefiado, entre 2011 e 2015, uma organização criminosa que desviou recursos públicos da Assembleia Legislativa mediante a inserção de “servidores fantasmas” na folha de pagamento do órgão.

Natal figura em pesquisa entre destinos mais procurados do Nordeste


Natal figura em pesquisa entre os destinos mais procurados do Nordeste. O dado é do Expedoa, site internacional de vendas de viagem. A capital do Ceará, Fortaleza, lidera o ranking.

Em seguida, aparece Slavador (BA) e Recife (PE), ocupando o segundo e terceiro lugar, respectivamente. Maceió (AL), Porto Seguro (BA), Porto de Galinhas (PE), e João Pessoa (PB), dentre outras cidades da região também são citadas no estudo.


Oposição promete obstruir votação da Reforma Trabalhista


Sob a argumentação de que o parecer de Ferraço não foi efetivamente lido pelo relator, parlamentares da oposição prometem obstruir a sessão desta terça.

"Vamos ter uma reunião tensa. Ninguém vai passar o trator. Não foi lido o relatório nem concedida vista coletiva", disse Lindbergh Farias (PT-RJ) nesta segunda (29).

A senadora Vanessa Grazziotin (PC do B-AM), por sua vez, afirmou que dois questionamentos sobre o tema foram apresentados ao presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), que ainda não deu respostas.

Base aliada
Parlamentares da base governista, no entanto, querem que o relatório de Ferraço seja votado ainda nesta terça. O Palácio do Planalto defende celeridade na aprovação da proposta pelo Senado para que as novas regras entrem em vigor.

Além disso, os governistas acreditam que o avanço do projeto no Senado pode sinalizar ao mercado que, apesar da crise política, as instituições estão funcionando e o país tem condições de superar os problemas econômicos.

"Nós queremos votar, o projeto já foi muito discutido na Câmara e também no Senado. Os partidos que integram a base querem votar", disse o líder do PSDB no Senado, Paulo Bauer (SC).

Relatório
No relatório, Ricardo Ferraço recomenda a aprovação do projeto conforme a redação enviada pela Câmara, mas sugere algumas mudanças a serem feitas pelo governo quando o presidente Temer for sancionar a proposta. Essas mudanças foram negociadas com senadores aliados do Palácio do Planalto.

Comissão deve votar reforma trabalhista nesta terça; oposição quer obstruir


A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE) deverá votar nesta terça-feira (30) o parecer do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) sobre a reforma trabalhista. O relatório é favorável à aprovação do projeto. Parlamentares de oposição, porém, dizem que tentarão obstruir a análise do documento.


Enviada pelo governo do presidente Michel Temer no ano passado, a reforma trabalhista já foi aprovada pela Câmara dos Deputados. Após ser analisada pela CAE, ainda terá de ser discutida nas comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e de Assuntos Sociais (CAS) para, então, ir a votação no plenário do Senado.

A reforma prevê pontos que poderão ser negociados entre empregadores e empregados e, em caso de acordo coletivo, passarão a ter força de lei.

Leitura do relatório
O relatório de Ricardo Ferraço foi entregue à Comissão de Assuntos Econômicos na semana passada.

Antes mesmo de o senador iniciar a leitura do parecer, no qual recomenda a aprovação do projeto, a sessão foi suspensa após confusão. Senadores bateram-boca e os ânimos ficaram exaltados a ponto de seguranças terem de separar parlamentares que gritavam uns com os outros, trocavam xingamentos e até empurrões.


Diante da confusão, o presidente da CAE, Tasso Jereissati (PSDB-CE), colega de partido de Ferraço, encerrou a sessão e deu o relatório como lido mesmo sem a efetiva leitura. Com a decisão de Jereissati, a votação da reforma trabalhista foi marcada para esta terça.

Com informações do G1.Com

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Governador de Pernambuco decreta estado de calamidade em 13 municípios


Por Thays Estarque, G1 PE
O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), anunciou, neste domingo (28), estado de calamidade em 13 municípios por conta das fortes chuvas que castigam o Agreste e Zona da Mata Sul. As cidades são: Rio Formoso, Ribeirão, Água Preta, Palmares, Catende, Maraial, Belém de Maria, Barreiros, Amaraji, Barra de Guabiraba, São Benedito do Sul, Cortês e Jaqueira.

Até o momento, Pernambuco registra 5 mil desabrigados. O governo do estado já considerada essa a pior chuva desde a de 2010, que assolou cidades como Barreiros.

"Instalamos, na manhã de hoje, o gabinete de crise para o monitoramento da situação e para tomar todas as medidas necessárias. Para ter ideia da gravidade. Aquelas chuvas de 2010, que trouxe tanta destruição para as cidades da Mata Sul, em três dias corresponderam um acumulado de 180 milímetros. Essa, em dois dias, já atingiu 140 milímetros", pontuou o governador. Ele irá sobrevoar as cidades atingidas ainda na tarde deste domingo.

O decreto foi divulgado durante uma coletiva de imprensa no início da tarde deste domingo. Além do governador, estavam presentes representantes das secretarias de Segurança, Planejamento e Saúde, a Defesa Civil de Pernambuco, o Corpo de Bombeiros e Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac).

Ao todo, 200 bombeiros e agentes da Defesa Civil foram encaminhados para as regiões afetadas. Eles ficarão nos locais até quando for necessário, segundo o governador. Dois caminhões com mantimentos, lonas, colchões e lençóis também foram destinados. A Compesa está monitorando a situação das barragens e equipes do Departamento de Estradas e Rodagem (DER) seguem recuperando rodovias que foram atingidas. De acordo com o secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni, todos os hospitais da rede estadual estão operando normalmente.

Para o governo, o estrago dessas chuvas só não foi maior devido à barragem de Serra Azul. "Se não fosse ela, as cenas que estamos vendo hoje seriam muito piores. Serra Azul está com apenas 10% da sua capacidade, mesmo acumulando algo em torno de 15 milhões de metros cúbicos em dois dias", afirma Stefanni.

Ao todo, o estado conta com cinco barragens em processo de construção. Para o secretário de Planejamento e Gestão, a paralisação se dá pela falta de recursos do governo federal. Segundo ele, o assunto será tratado durante uma reunião entre o governador do estado e o presidente da república, Michel Temer, ainda neste domingo, no Palácio do Campo das Princesas.

"Vamos aproveitar a visita do presidente e já fizemos esse pleito ao ministro Elder Barbalho", anunciou. A reunião está prevista para acontecer às 19h, a portas fechadas.
Estragos

Os últimos dois dias foram de chuvas intensas em municípios da Zona da Mata Sul e do Agreste de Pernambuco, causando vários estragos. Em Lagoa dos Gatos, um casal morreu soterrado, após o deslizamento de uma barreira. Em Caruaru, duas pessoas estão desaparecidas. A Prefeitura de Barra de Guabiraba registrou cerca de 4 mil desabrigados. Em Cortês, o deslizamento de encostas deixou mais de 40 famílias desalojadas. Em Palmares, a Defesa Civil emitiu alerta sobre o nível do Rio Una. Em Barreiros, a Defesa Civil retirou moradores de oito bairros às margens do Rio Una.

Natal ganha Centro de Iniciação ao Esporte


A Zona Norte de Natal vai ganhar neste ano um equipamento esportivo de primeira grandeza: o Centro de Iniciação ao Esporte (CIE). A nova praça esportiva será construída no bairro de Lagoa Azul com estrutura dotada de ginásio coberto com arquibancadas móveis para até 90 pessoas, sala de professores e técnicos, academia, enfermaria, banheiros e vestiários. Além disso, o CIE também possui acessibilidade para pessoas com deficiência, quadra externa com piso especial, grades de proteção, traves de futebol e tabelas de basquetebol. O Centro Esportivo Integrado tem potencial para utilização por quase 24 horas, com a realização de atividades em até 14 modalidades esportivas.

Responsável pelo projeto, em parceria com o governo federal, a Prefeitura de Natal vai disponibilizar o terreno para construção e investir na criação de vias de acesso, paisagismo, iluminação externa e manutenção do equipamento. A ordem de serviço para a construção do espaço esportivo foi dada semana passada pelo prefeito Carlos Eduardo. A previsão de conclusão dos serviços é de seis meses. A obra de 3.500 metros quadrados terá investimento de R$ 3,6 milhões, dos quais R$ 3,2 milhões são recursos do Ministério do Esporte e R$ 424 mil oriundos do município.

Carlos Eduardo afirma que o Centro terá um impacto muito positivo na comunidade de Lagoa Azul, dada a importância da prática esportiva como indutora social, em especial para os jovens da região que terão à disposição um equipamento esportivo moderno e bem estruturado. “Trata-se de um projeto que vai ajudar a enfrentar o quadro de invulnerabilidade social do bairro de Lagoa Azul, por isso escolhemos o local. Sabemos que levar infraestrutura e, principalmente, o esporte para áreas mais carentes é uma forma de melhorar a vida das pessoas”, destaca o prefeito.

O chefe do Executivo municipal lembra que a Prefeitura vem realizado diversos investimentos no bairro de Lagoa Azul e a chegada do CIE é mais um benefício que a sua gestão leva aos moradores daquela área. “Drenamos e pavimentamos cerca de 140 ruas em Lagoa Azul e ainda executamos a urbanização integrada do bairro de Nossa Senhora da Apresentação, com drenagem e pavimentação em 525 ruas naquela comunidade. Foi o maior projeto de integração urbana já realizado em Natal. Agora, Lagoa Azul vai ganhar com o CIE”.

Para o secretário municipal de Esporte e Lazer, José Vanildo da Silva, a Prefeitura está de parabéns por ter encarado o desafio de levar para a população carente uma obra tão importante e a um custo relativo baixo. Ele informa que a SEL irá gerir o local e garante o acesso da população a todos os benefícios.

Mossoró divulga programação do São joão


Por G1 RN

A prefeitura de Mossoró, no Rio Grande do Norte, divulgou a programação musical do Mossoró Cidade Junina deste ano. Atrações nacionais e regionais confirmaram presença nas festividades, que também darão destaque a músicos locais. “Será uma grande festa popular e com a diversidade cultural que sempre marcou o evento", afirmou o secretário de Cultura Eduardo Falcão.

O Mossoró Cidade Junina será realizado de 2 de junho a 2 de julho. Além de shows gratuitos na Estação das Artes Elizeu Ventania, o evento terá, na Avenida Rio Branco (Corredor Cultural), o “Pingo da Mei Dia”, que abre a programação musical no dia 10, e a “Boca da Noite”, festa de encerramento marcada para começar às 18h de 1º de julho.

A banda Aviões do Forró abre a programação na Estação das Artes no dia 15. No dia 24 é a vez de Michel Teló roubar os holofotes — a apresentação será transmitida pela Globo Nordeste. Outros destaques são Waldonys, Cavaleiros do Forró, Lagosta, Zezo e Gabriel Diniz.

Além de shows de música, o Mossoró Cidade Junina terá outras atividades, como festival de quadrilhas, passeios ciclísticos, seminários, lançamentos de livros, exposições, o espetáculo teatral "Chuva de Bala no País de Mossoró" e a "Cidadela", uma cidade cenográfica que imita a Mossoró dos anos 20. Acompanhe as novidades da programação pela página do evento no Facebook.

Shows na Estação das Artes
15/6: Saia Rodada, Jonh Modão e Aviões do Forró;

16/6: Lagosta, João Neto Pegadão, Felipe Costa e Forró dos 3;

17/6: Elas Cantam Brega, Darlan Dias, Zezo, Ciro Robson e Lucas Lima;

22/6: Farra de Playboy, Cavaleiros do Forró e Dimas Araújo;

23/6: Grupo Vina, Trio Mossoró, Amazan, Wonney Saraiva, Roberto do Acordeon e Forró Encaixe;

24/6: Forró com Ella, Naelson Junior, Junior Vianna, Michel Teló e Aline e Dayvid;

29/6: Brilhantes do Forró, Giuliam Monte, Waldonys e Gabriel Diniz;

30/6: Sirano e Sirino, Forró Classe A, Solteirões do Forró e Renata Falcão.

Corredor Cultural
10/6: "Pingo da Mei dia" — Nataly Vox, Forró dos 3, André Luvi, Giannini Alencar, João Neto Pegadão, Renata Falcão e Aline e Dayvid;

1/7: "Boca da Noite" — Ewerton Linhares, Felipe Grilo, Everaldo Rodrigues e Banda do Magão.

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Presidente do BNDES, entrega renúncia a Temer


A presidente do BNDES, Maria Silvia Bastos Marques, depois de oficializar sua renuncia diretamente ao presidente Michel Temer, Maria Silvia,  se posicionou, através de carta, aos demais executivos e servidores da instituição. Vejamos:

"Prezados benedenses,

Nesta sexta-feira, 26 de maio, informei pessoalmente ao presidente Michel Temer a minha decisão de deixar a presidência do BNDES.

Todos os diretores permanecem no cargo e o diretor Ricardo Ramos, pertencente ao quadro de carreira do BNDES, responderá interinamente pela presidência do Banco.

Deixo a presidência do BNDES por razões pessoais, com orgulho de ter feito parte da história dessa instituição tão importante para o desenvolvimento do país. Nas duas passagens que tive pelo Banco, como diretora, nos anos 90, e agora, como presidente, vivi experiências desafiadoras e de grande importância para a minha vida profissional e pessoal.

Neste ano à frente da diretoria do BNDES busquei olhar para o futuro, estabelecendo novos modelos de negócios e estratégias para o Banco, sem descuidar do passado e do presente, sempre tendo em mente preservar e fortalecer a instituição e seu corpo funcional.

Desejo boa sorte a todos, esperando que sigam trabalhando para que o BNDES continue sendo o Banco que há 65 anos faz diferença na vida dos brasileiros.

Um grande abraço,
Maria Silvia".

Correios apresenta nova estratégia para se reposicionar no mercado


Os Correios apresentaram, nesta quinta-feira (25), uma nova estratégia e um novo modelo de estrutura organizacional. A mudança é mais uma das medidas que vêm sendo adotadas para recuperação financeira da empresa e seu reposicionamento no mercado. A iniciativa irá otimizar os processos e aumentar a eficácia dos serviços, rentabilizar a rede e oferecer soluções inovadoras à sociedade.

Com a nova estratégia e a nova estrutura, a estatal reformulará as áreas de atuação de suas vice-presidências, com destaque para a de Setor Público, que será responsável por estreitar o relacionamento com os clientes integrantes dos governos federal, estaduais e municipais.

O objetivo da mudança é intensificar o foco no cliente e aumentar a eficiência e a produtividade corporativa, enquanto explora melhor as sinergias entre os departamentos, aumenta o controle e a responsabilização de suas ações e reforça sua capacidade digital e de inovação. 

“Os Correios precisam, não só, defender e estender seus negócios principais, postal e encomendas, potencializar sua presença nacional e sua capilaridade, mas também têm que inovar e apresentar soluções digitais aos seus clientes, além de aumentar o foco em outros serviços enquanto investem em novos negócios”, frisou o presidente da empresa, Guilherme Campos.

A nova estratégia e a nova estrutura fazem parte do programa de transformação da estatal, chamado Dez em 1, que também estabeleceu outras medidas como uma gestão de custos por meio da metodologia Orçamento Base Zero e a priorização de processos-chave para aumentar a produtividade.

Nova Identidade Corporativa - Integridade, respeito às pessoas, compromisso com o resultado, responsabilidade, orgulho e orientação ao futuro para responder às necessidades dos clientes com agilidade passam ser os novos valores da empresa. Com a visão de ser a primeira escolha do cliente nos produtos e serviços oferecidos, os Correios cumprem a missão de conectar pessoas, instituições e negócios por meio de soluções postais e logística acessíveis, confiáveis e competitivas.

Assessoria de Comunicação dos Correios - ASCOM/RN
Telefones: (84) 3220-2405 / 2542

Larissa requer soluções para pacientes em corredores de hospitais estaduais


A deputada Larissa Rosado (PSB) solicitou, em caráter de Urgência, ao Governador do Estado, Robinson Faria (PSD), e ao Secretário de Estado da Saúde Pública, George Antunes, informações acerca da real situação de pacientes em corredores da rede pública de saúde, bem como do planejamento estratégico para sanar o problema.

“A Saúde Pública do Rio Grande do Norte vive um caos generalizado, em decorrência da incapacidade gerencial do Estado. A carência começa desde o mais básico material para atendimento, passando pela falta de profissionais, até o sucateamento da estrutura física dos hospitais. E pouco, ou quase nada, é feito para solucionar essa situação calamitosa”, justifica a parlamentar, em seu requerimento.

Larissa complementa que, segundo informações do Sindicato dos Servidores em Saúde (SINDSAÚDE–RN), a rede hospitalar do Estado se encontra superlotada, o que leva à instalação de pacientes em macas e cadeiras pelos corredores das unidades.

“Deste modo, considerando que a saúde é um direito fundamental, e que o Estado vem negligenciando seus deveres constitucionais, solicitamos dados precisos em relação ao número de pacientes nos corredores dos hospitais estaduais, assim como sobre planejamentos de curto, médio e longo prazos para combater esse tipo de tratamento à população, pelo fato de atentar contra a dignidade humana”, reforça a deputada.