Featured Video

Páginas

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Em delação, sobrinho diz que João Maia cobrava propina no Dnit


Vazou a delação premiada do engenheiro Gledson Golbery de Araújo Maia, sobrinho do presidente estadual do PR João Maia e da deputada federal Zenaide Maia (PR).

A delação refere-se a rumorosa Operação Via-Ápia, que desmantelou quadrilha que drenava recursos públicos através de obras do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT).

O caso estourou em 2010, no último ano do governo Lula do PT, em que o Dnit foi entregue de "porteira fechada" ao PR.

Gledson, que na época foi preso em flagrante recebendo propina no estacionamento de uma churrascaria de Natal, disse na delação que João Maia cobrava propina das empreiteiras e que o dinheiro arrecadado era usado em campanha eleitorais.

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal revelam que o prejuízo era superior a R$ 2 milhões. Leia AQUI

Agora pouco, o ex-deputado João Maia divulgou nota sobre a delação premiada, afirmando que confia no Poder Judiciário. Leia:

"A imprensa divulgou nesta terça-feira (04) notícia sobre delação premiada do Sr. Gledson Golbery de Araújo Maia, ex-chefe do serviço de engenharia do DNIT no Rio Grande do Norte, na qual eu sou acusado de ter sido favorecido por irregularidades cometidas naquele órgão.

O processo tramita em segredo de Justiça, e por isso ainda não tive acesso aos autos e ao conteúdo da delação, providência essa que os meus advogados já requereram e que aguarda deferimento para que eu, conhecendo de que sou acusado, possa me defender.

Confio plenamente no Poder Judiciário, e tenho a mais firme convicção de que as investigações irão distinguir a mentira da verdade, e ao final demonstrar que são acusações infundadas de quem busca culpados para as suas próprias fraquezas.

João da Silva Maia - Ex-deputado federal e Presidente Estadual do PR."

LEIA OS BASTIDORES DA POLÍTICA NO BLOG DO CÉSAR SANTOS

0 comentários:

Postar um comentário