Featured Video

Páginas

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Cantora Loalwa Braz, do Kaoma, 'foi queimada viva' diz delegado


O delegado Leonardo Macharet, da 124ª DP (Saquarema), responsável pelo "caso Kaoma", deu entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira, 19, e contou que a cantora Loalwa Braz, de 64 anos, foi queimada viva pelos criminosos.

A vocalista do Kaoma - famosa em todo o mundo pelo hit "Chorando se foi" - foi encontrada morta carbonizada em um carro a 800 metros de sua pousada, em Saquarema. Dois suspeitos acabaram presos horas depois pela polícia, que até as 18h30 procurava um terceiro envolvido. Um deles, Wallace de Paula Vieira, de 23 anos, trabalhava havia poucas semanas na pousada da artista.

"Eles entraram na pousada, bateram nela com um pedaço de madeira, que já foi localizado. Também apreendemos uma faca e a camisa de um dos elementos com sangue. Ela estava gritando muito, eles resolveram levá-la para o carro. Um deles iria sair com ela do local, mas parece que o carro morreu e eles atearam fogo nela. Ela estava viva no momento que a queimaram. Foi queimada viva. Essa foi a parte mais cruel", disse o delegado.

A polícia trabalha com a hipótese de latrocínio. Os suspeitos presos até a tarde desta quinta são Wallace e um rapaz identificado apenas como Gabriel, de 21 anos. Eles seguiriam ainda nesta sexta para o Complexo Penitenciário de Bangu, na Zona Oeste do Rio.

"Estamos aguardando parentes que saibam o que eles têm na casa. A princípio, levaram R$ 15 mil, pertences como louça, itens pessoais". O corpo foi levado para o IML de Araruama e a identificação será feita através da arcada dentária - o dentista de Loawla vai até o IML junto com os familiares para ajudar na investigação.

Com informações do DeFato

0 comentários:

Postar um comentário