Featured Video

Páginas

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Silveira Júnior e Tião da Prest tentam na Justiça impedir candidatura de Rosalba Ciarlini


Os candidatos Silveira Júnior (PSD) e Tião da Prest (PSDB) impugnaram o pedido de registro de candidatura da candidata Rosalba Ciarlini (PP), vista como favorita a vencer a disputa pela Prefeitura de Mossoró.

Os dois pedidos foram dado entrada nesta segunda-feira (22) na 34a zona eleitoral, responsável pelo registro de candidaturas.
Silveira e Tião alegam que Rosalba estaria com débito na Justiça Eleitoral, com multas pendente na Dívida Ativa da União; e que ao ser condenada a pagamento de multa nas eleições de 2012, estaria alcançada pela Lei da Ficha Limpa.

Eles também alegam que Rosalba tem condenação em colegiado, mesmo que para pagamento de multas, e que por isso não pode ter o registro de candidatura deferido pela Justiça Eleitoral.

Os questionamentos eram esperados. Silveira e Tião já haviam dado sinais de que esse seria o caminho para suplantar Rosalba, uma vez que eles não tem perspectivas de vencer no voto.

Rosalba, porém, continuará em campanha normalmente, uma vez que cabe ao juiz da 34a zona eleitoral, Cláudio Mendes, decidir pelo acolhimento ou não das ações.

Quando for citada, Rosalba, através de sua assessoria jurídica, apresentará sua defesa. De logo, os advogados garantem que os questionamentos de Silveira e Tião não têm fundamento e que a ofensiva faz parte da estratégia de tentar criar instabilidade da campanha da adversária.

Enquanto Silveira e Tião trabalham em busca de fôlego na esfera judicial, a candidata Rosalba Ciarlini reuniu uma multidão na noite desta segunda-feira no Sítio Cantópolis.
A candidata da coligação Força do Povo tranquilizou a militância e eleitores de que a situação é legal na Justiça e que a o ofensiva dos adversários faz parte de estratégia de campanha.

"Os ataques que estamos sofrendo não surpreende. Eles já haviam dito que faria isso. Mas, vamos continuar trabalhando, dia a dia, em busca da vitória para reconstruir Mossoró", discursou.

DeFato 

0 comentários:

Postar um comentário