Featured Video

Páginas

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Policiais presos em operação 'Os intocáveis' são suspeitos da prática de 14 homicídios


Os seis Policiais Militares presos em uma operação "Os Intocáveis" deflagrada nesta quarta-feira (22) em Mossoró são suspeitos da prática de 14 homicídios ocorridos na região.

A informação é da Secretaria de Segurança Pública do Estado (Sesed), que convocou uma coletiva de imprensa para às 16 horas desta quarta. A atividade está marcada para acontecer em Natal, com o fim de detalhar os resultados da operação.

A Sesed adiantou que foram presos seis policiais militares suspeitos de integrarem um grupo de extermínio, que atuava na região e que os investigados são apontados como autores de 14 homicídios. Desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira, 22, agentes da Força Nacional e da Polícia Civil cumpre mandados de prisão e condução coercitivas em vários bairros de Mossoró.

A Operação ‘Intocáveis’ investiga policiais acusados de homicídios no município. Um dos nomes vazados à imprensa, que estaria sendo investigado, é do cabo PM Gomes, mais conhecido como "Quebra ossos". No entanto, até agora a Força Nacional não confirma.

Ao todo, 13 mandados estão sendo cumpridos. São nove de busca e apreensão e quatro conduções coercitivas. Segundo informações de um agente da Força Nacional que não quis se identificar, seis pessoas foram presas, sendo três militares e três não policiais.

O Sargento Alfredo Carneiro, do 2º Batalhão de Polícia Militar, falou com os repórteres na saída da Delegacia Especializada em Homicídios (Dehom), no Centro da cidade, mas não adiantou detalhes da operação informando que ficaria a cargo de seus superiores e disse que os acusados estão sendo ouvidos.

“Com relação a operação não tenho muito a acrescentar. Deixar o comandante falar que ele está mais por dentro das informações. Eles (acusados) estão sendo ouvidos lá dentro”.
As autoridades envolvidas na Operação Intocáveis concederão entrevista coletiva tão logo o trabalho seja concluído, para esclarecer e revelar detalhes da operação. Nela, serão divulgados os nomes dos policiais acusados de homicídio.

A operação contou com forte aparato policial e estrutura. Foram usados helicóptero, viaturas e outros equipamentos de segurança. Trecho em frente a Dehom foi interditado durante toda a manhã.

A coletiva de imprensa para detalhar os resultados da operação “Os Intocáveis” será realizada a partir das 16h.

Foram presos seis policiais militares suspeitos de integrarem um grupo de extermínio, que atuava na região.

A coletiva irá acontecer no miniauditório da Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED/RN), localizado no Centro Administrativo, em Natal.

DeFato

0 comentários:

Postar um comentário