Featured Video

Páginas

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Governo quer cortar 4 mil cargos comissionados, diz Romero Jucá


O ministro Romero Jucá (PMDB-RR), do Planejamento, afirmou nesta sexta-feira (13) que o governo do presidente em exercício, Michel Temer, quer cortar até 4 mil cargos de confiança e funções gratificadas, o que representa 18,4% do total. O governo federal tem hoje 21,7 mil cargos comissionados, sendo 16.085 ocupados por servidores de carreira e 5.615 por não concursados.

Jucá concedeu entrevista à imprensa ao lado dos ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Ricardo Barros (Saúde), depois da primeira reunião ministerial liderada por Temer.

Segundo o ministro do Planejamento, o governo dá gratificação de 51 formas diferentes, o que será revisto. "Queremos em 31 de dezembro de 2016 tenha diminuído 4 mil postos desse tipo de gratificação ou contratação", disse. Jucá ressaltou que o número pode ser ampliado, conforme a necessidade.

O corte é semelhante ao proposto pelo governo Dilma no ano passado, de redução de 3 mil postos. Segundo Jucá, isso não foi cumprido. Até fevereiro de 2016, a gestão petista havia cumprido 18,7% da meta, com a extinção de 562 cargos, de um total de 22 mil.

Para o ministro do Planejamento, o corte não resolve a questão do gasto público, "mas é um posicionamento que o governo deve tomar como exemplo para a sociedade". Jucá disse ainda que a economia que o governo pretende fazer com a redução de 4 mil cargos comissionados será anunciada "no momento certo", em razão das diferentes remunerações.

onteúdo: G1.Com

0 comentários:

Postar um comentário