Featured Video

Páginas

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Maternidade da Polícia Militar está fechada já quase quatro anos


A maternidade do Hospital da Polícia Militar do Rio Grande do Norte está fechada há três anos e oito meses. As atividades foram suspensas desde 15 de agosto de 2012, quando a unidade foi fechada para uma reforma que foi concluída, mas que aguarda profissionais para ser reaberta.

A obra para reforma do espaço foi concluída há quase dois anos e a unidade dispõe atualmente de 20 leitos equipados e prontos para atender à população, mas a falta de profissionais mantém a maternidade fechada. A deputada estadual e presidente da Frente Parlamentar da Criança e do Adolescente, Márcia Maia, fez a denúncia no assunto ao plenário da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (07).

“Não é possível que tenhamos uma unidade pronta para funcionar e que não atende à sociedade por falta de pessoal. O que foi gasto na reforma é dinheiro público e é uma irresponsabilidade que a maternidade continue fechada, mesmo com plenas condições para atender à população”, destacou Márcia.

A deputada destacou a importância dos leitos que a maternidade dispõe à população do Rio Grande do Norte. “Apelo ao Governo para que providencie a reabertura da maternidade e volte a oferecer atendimento de qualidade às gestantes”, justificou.

Mais cedo, antes de realizar seu pronunciamento em plenário, a parlamentar esteve reunida com representantes do sistema de Saúde do RN, como o Banco de Leite do RN, Sesap, Suvisa e do próprio hospital da Polícia Militar, oportunidade em que o assunto foi tratado.

0 comentários:

Postar um comentário