Featured Video

Páginas

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Viaduto será entregue este mês


Com 95% das obras concluídas, o viaduto que liga o Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, à BR-406 no acesso Norte, entre Natal e Ceará Mirim,  será entregue nas próximas semanas. A previsão é do diretor geral do Departamento de Estradas e Rodagens, general Jorge Ernesto Fraxe, que estima até dezembro deste ano terminar  as obras do acesso Norte que, além do viaduto, consiste na duplicação e pavimentação da via até o limite com Touros. O aeroporto foi inaugurado em maio do ano passado, com as vias de acesso - pela BR-406, no sentido Natal/Ceará-Mirim, a  RN-160, via São Gonçalo do Amarante, e a BR-304, acesso sul - inacabadas.Ana Silva
Para entrega do viaduto,  falta a implantação de defensas nas quatro alças, sinalização e drenagem
Para entrega do viaduto, falta a implantação de defensas nas quatro alças, sinalização e drenagem 
Ontem, operários trabalhavam  na implantação de defensas nas quatro alças viárias do viaduto na BR-406.  Além das estruturas de proteção da via, o término do trabalho prevê ainda as sinalizações vertical e horizontal e a drenagem. Cada alça terá seis descidas de água, em concreto armado, para evitar erosão do equipamento. 

“Há um empenho para cumprir os prazos dados com a entrega do viaduto este mês e a conclusão da via de acesso Norte, até dezembro”, afirma o diretor do DER. Para isso, falta a duplicação de um trecho de cerca de 3 quilômetros que depende de uma decisão judicial para reintegração do terreno da União. O DER aguarda decisão da Justiça Federal, provocada pelo DNIT, para tocar as obras e saber se  terá ou não que custear indenização por benfeitorias. 

“Não são casos de desapropriação de terras. Nos três casos - um galpão já no  cruzamento da BR-406 com a BR-101, chegando em Touros, e um borracharia e um terreno, na estarda de Ceará Mirim - ocorre invasão de faixa de domínio da União”, afirma general Fraxe. 

As obras dos acessos representam um investimento total de R$ 76 milhões, dos quais  cerca de R$ 20 milhões já foram gastos.  “Temos ainda mais de R$ 50 milhões para concluir o trabalho do acesso Norte e iniciar o acesso Sul”, explica o general Fraxe. 

A BR-304, o acesso sul, sentido Macaíba, terá os trabalhos iniciados ainda neste mês de outubro. Até então, as obras nesse trecho não ultrapassaram o estágio de terraplenagem e implantação de tubulões de uma ponte, com 140 metros, sobre o Rio Potengi.  Das 16 estruturas de fundação da ponte, dez já foram implantadas. O equipamento fica a cerca de 5,5 quilômetros à saída do aeroporto. 

A previsão é que até o final de 2016, a via de acesso Sul seja concluída. Sendo a primeira etapa, trecho entre a saída do terminal aeroportuário até a ponte - entregue em março do próximo ano, “antes do período de chuvas”, garante Fraxe. 

Mudanças
Nesta via, o projeto inicial prevê a construção de um viaduto no entroncamento com a BR-304, que precisou ser alterado. Em vez de quatro alças viárias para circulação, a ligação contará com apenas duas. “A mudança não trará qualquer prejuízo a funcionalidade do viaduto, que não estará em um cruzamento, mas terá uma função de ‘T’, além, de gerar economia”, disse o diretor do DER.

A morosidade para entrega das vias, segundo o general Jorge Ernesto Fraxe se deu em função de “problemas de recursos e gestão” durante o período de construção, que impediram a execução das obras a tempo de estar prontos para inauguração do aeroporto em maior do ano passado. “Não foi verificado nenhum empecilho de ordem técnica. Faltou ter um projeto definido à épocae prioridade política para executar”, afirma. Fraxe pondera, entretanto, que mesmo com os recursos federais assegurados, o Estado enfrenta dificuldade para arcar com os custos de reajustamento do contrato.

Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário