Featured Video

Páginas

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Seca e economia retraída afetam ritmo de leilões


Com a expectativa de movimentar mais de R$ 150 milhões, a 53ª Festa do Boi será aberta oficialmente no próximo sábado (10), às 17h, no Parque Aristófanes O evento segue até o próximo dia 18, com entrada gratuita até às 17h e a expectativa de atrair mais de 500 mil visitantes.Alex Regis
Leilão em edição anterior da Festa do Boi: Este ano, expectativa é movimentar até R$ 3,5 milhões
Leilão em edição anterior da Festa do Boi: Este ano, expectativa é movimentar até R$ 3,5 milhões
Com quatro anos consecutivos de seca e ainda mais uma crise econômica em curso, a movimentação do dinheiro não deve crescer muito, porém, em relação ao ano passado. “O movimento de leilões esse ano é em torno de R$ 3 milhões a R$ 3,5 milhões com a venda de 300 animais”, estimou Eduardo Melo, leiloeiro da Festa do Boi. Ano passado, os leilões movimentaram R$ 3,2 milhões com a venda de 233 animais. 

Essa expectativa mostra que o crescimento do volume de dinheiro circulando deve crescer algo em torno de 6% de 2014 para 2015. De 2013 para o ano seguinte, o crescimento de recursos nos leilões foi de 15%. “Eu gostaria que fosse muito melhor que no passado, mas a gente vai ter que pagar para ver”, comentou Melo. 

A seca e a atividade econômica são motivadoras de uma crescimento tímido em relação ao ano passado. “Além da seca aqui, tem o lado da economia. Muita gente que tem dinheiro está pessimista para gastar. Quem não tem, não tem. Quem tem crédito, às vezes não quer tomar dinheiro emprestado”, analisou. 

Mesmo assim, Melo não deixa de ressaltar que os leilões do maior evento agropecuário do Rio Grande do Norte são uma oportunidade mesmo diante de uma crise.  “A festa do Boi não é um lugar de simplesmente se gastar, mas de fazer bons negócios. É a melhor oportunidade que o criador local faça um melhoramento genético do seu rebanho, aumente sua produção e sua renda também”, argumentou. 

Segundo o leiloeiro da Festa do Boi, os principais compradores são os criadores paraibanos, cearenses, pernambucanos e potiguares. “Mas tem gente de todo o canto do Brasil porque os leilões são retransmitidos pelos Agrocanal e Terra Viva”, informou.  

Assim como ano passado, a expectativa para o maior volume de dinheiro está no leilão dos cavalos Quarto de Milha, líderes de faturamento na edição anterior. Também haverá leilão de pôneis, gado das raças sindi, gir, girolando, guzerá e nelore. Contabilizando o dinheiro investido em outras áreas do evento, a 53º Festa do Boi pretende movimentar R$ 150 milhões. Ainda segundo Eduardo Melo, o evento agropecuário fará uma das maiores exposições de bovinos da raça sindi pura. “Vai ser com mais de 230 animais. Isso só é feito em um evento de relevância como a Festa do Boi”. 

Programação dos leilões
20h00 - Sábado de abertura: pônei 
20h00 – Domingo: Leilão da Emparn (Guzerá, Sindi, Pardo Suiço, Gir,  novilhas e vacas leiteiras Girolando)
20h00 – Terça-feira: Cavalos Quarto de Milha.
20h00 – Quinta-feira: Leilão nacional Sindi.
20h00 – Sexta-feira: Leilão das raças Guzerá e Nelore.
14h00 – Sábado de encerramento: Cavalos Mangalarga Machador.

53ª Festa do Boi em Números
500 mil visitantes são esperados.
R$ 150 milhões movimentados em todos os segmentos da festa.
5 mil empregos temporários. 
200 expositores de todo o Brasil.
Exposição com 230 animais. “É a maior exposição de animais da raça sindi puro no mundo”

Polícia reforçará segurança na área do evento
A Secretaria de Segurança Pública e a Associação de Criadores definiram as estratégias de segurança para a 53ª edição da Festa do Boi. Segundo o comandante do Batalhão responsável pelo policialmente de Parnamirim, haverá 150 policiais extras durante os dias de shows. Nos dias sem atrações musicais, o efetivo extra chegará a 80 policiais militares. Segundo comandante do 3º Batalhão, Jair Júnior, o policiamento do resto da cidade não será afetado. Outros 70 militares ficarão responsáveis pelas demais ocorrências fora do Parque Aristófanes Fernandes. O valor investido nas diárias operacionais não foi informado. 

Além da Polícia Militar, a Polícia Civil também estará presente no local com uma delegacia móvel e uma equipe completa que resultará em 80 policiais civis ao longo dos oito dias de festa. A Polícia Rodoviária Federal também anunciou reforço.  Uma equipe do Corpo de Bombeiros também estará presente. As estratégias estão sendo traçadas para uma expectativa de público de 17 mil pessoas em dias sem shows. A organização espera o dobro de pessoas em dias das apresentações das bandas.

Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário