Featured Video

Páginas

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Projeto recupera áreas no RN


Patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental e executado pela Associação Norte Rio-Grandense de Engenheiros Agrônomos – Anea, em parceria com o Incra, IFRN, associações comunitárias e sindicatos de trabalhadores rurais de Assú e Carnaubais, o Projeto Vale Sustentável vem realizando a recuperação de 140 hectares de áreas degradadas, através do plantio de mudas frutíferas e nativas do bioma caatinga, utilizando mão de obra local e atuando na conservação da biodiversidade das áreas de reserva legal em assentamentos rurais do Vale do Açu.Divulgação
A recuperação de áreas degradadas tem ocorrido com o plantio de mudas frutíferas e nativas
A recuperação de áreas degradadas tem ocorrido com o plantio de mudas frutíferas e nativa
“Foram contratados cerca de 60 agricultores familiares através das associações dos projetos de assentamento. Entre os serviços prestados por eles, posso destacar a preparação da área com marcação, a abertura e adubação orgânica das covas que receberam as mudas nativas provenientes dos viveiros do IFRN de Ipanguaçu e do assentamento Professor Maurício de Oliveira”, explicou Auricelio Costa, coordenador do Projeto Vale Sustentável.

Produção

O Projeto tem promovido ainda ações de educação ambiental e a formação de agentes ambientais e coletores de sementes. Outra meta permanente do projeto é o incentivo de práticas agrícolas sustentáveis. A produção de mudas nativas, por exemplo, contou com a participação de estudantes do IFRN de Ipanguaçu, que foram capacitados a desenvolver todo o processo produtivo, desde a quebra da dormência das sementes até o plantio em campo.  

Foram produzidas até o final de julho, 76.219 mudas nativas de diferentes espécies do Bioma Caatinga, destinadas ao reflorestamento de áreas degradadas nos assentamentos Maurício de Oliveira, Novo Pingos, Irmã Dorothy, Rosa Luxemburgo e Margarida Alves. Além disso, para assegurar a recuperação das áreas de Reserva Legal e de Preservação Permanentes existentes nos assentamentos foram construídos 8.800 quilômetros de cerca e recuperados outros 2 mil quilômetros.

Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário