Featured Video

Páginas

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Geração de vagas formais de trabalho em 2014 foi a pior desde 1999


 O Brasil gerou 623.007 vagas formais de emprego em 2014, o pior resultado anual desde 1999. O número divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) nesta quarta-feira, 9, faz parte da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Houve crescimento de 1,27% no estoque de trabalhadores em 2014, na comparação com o ano anterior. De acordo com o MTE, o resultado aponta uma perda de dinamismo na geração de vagas. Em 2013, o crescimento do estoque foi de 3,14%.
Ana Silva
No país, as demissões podem chegar a 1 milhão de postos de trabalhos fechados até o final do ano
No país, as demissões podem chegar a 1 milhão de postos de trabalhos fechados até o final do ano
O cenário em 2015 não demonstra que o saldo positivo do ano passado vai se repetir. O dado mais recente disponível mostra que somente nos sete primeiros meses deste ano foram fechadas 494 mil vagas de trabalho, segundo levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), também divulgado pelo MTE. Número que, para o ministro Manoel Dias, é preocupante. "Queremos restabelecer aquele período áureo em que geramos empregos, aumentamos a renda", afirmou.

O ministro destacou que o governo Dilma Rousseff criou 5 milhões de empregos, somando os resultados anuais da RAIS desde 2011 com o saldo do Caged até julho deste ano. "Um número superior à soma dos governos Itamar, Collor e os dois governos de Fernando Henrique Cardoso", disse.

Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário