Featured Video

Páginas

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Estudo indica RN como local para HUB dos Correios


A decisão sobre a instalação da unidade de distribuição internacional dos Correios no Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves está praticamente tomada. Segundo o ministro do turismo, Henrique Eduardo Alves, a avaliação técnica, econômica e financeira para a criação da central recomenda sua instalação no Rio Grande do Norte. O posicionamento da Inframérica na disponibilidade do aeroporto foi decisivo para o estado receber o investimento.Assessoria
Henrique e Carlos Eduardo conversam com o ministro Kassab sobre saneamento da Zona NorteHenrique e Carlos Eduardo conversam com o ministro Kassab sobre saneamento da Zona Norte

O Brasil tem um problema crônico na rede de transporte da malha postal, uma vez que há uma grande concentração das operações na região sudeste. A instalação de uma central no Rio Grande do Norte, na avaliação dos técnicos, será benéfica pela proximidade da Europa e Estados Unidos, importantes emissores de correspondências e encomendas para o Brasil. A central no RN deve gerar redução dos custos envolvidos no transporte da carga postal e diminuição no prazo de entrega. A concentração operacional na região sudeste onera o processo de transporte e armazenamento de cargas, além de aumentar o prazo de entrega das encomendas e correspondências.

A expectativa da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos é que a unidade do Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves seja um centro de excelência dos Correios. A empresa estima que a unidade seja inaugurada no 2º semestre de 2016, com uma operação que gire em torno de 10 mil encomendas por dia, podendo chegar a 40 mil a partir do 4º ano. Pela proposta da Inframérica, concessionária do Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, o aluguel do espaço que pode chegar a 30 mil metros quadrados será de dez anos. Um dos obstáculos apontados pelos Correios para a implantação da unidade é o acesso ao aeroporto. As obras de duplicação dos acessos sul e norte são importantes tanto para a chegada de passageiros, quanto para o escoamento de cargas.

Para Henrique Eduardo Alves, a instalação do HUB dos Correios é uma vitória para o Rio Grande do Norte. “Na última semana me reuni com o presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, Wagner Pinheiro de Oliveira, e insisti com ele sobre a importância de recebermos esse investimento para o estado”, disse o ministro. Para Henrique Eduardo Alves, essa vitória só foi possível porque hoje o estado dispõe de um aeroporto moderno e com capacidade para expansão.

As negociações para a instalação do chamado “Hub dos Correios” vêm ocorrendo desde maio de 2014. O investimento garantirá maior competitividade à empresa pública no transporte de encomendas internacionais, geradas, principalmente pelo comércio eletrônico. De 2010 a 2014 o volume de carga postal encaminhada ao Brasil cresceu 53,4%. Atualmente, os Correios são líderes no segmento de e-commerce nacional e internacional, com quase metade (45%) de todo o mercado. O investimento deve gerar aproximadamente 100 empregos diretos.

Conteúdo: Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário