Featured Video

Páginas

domingo, 26 de abril de 2015

Leilão terá usinas eólicas e termelétricas à biomassa


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realizará amanhã, a partir das 10h, o Leilão de Fontes Alternativas (LFA) nº 02/2015, a partir do qual pretende contratar energia de projetos a biomassa e eólicos. Serão ofertados três produtos, com fornecimento de energia a partir de janeiro de 2016 e julho de 2017, e duração de 20 anos. O primeiro produto será composto por usinas novas e existentes movidas a biomassa. Os outros dois produtos envolvem novas térmicas a biomassa e usinas eólicas. O Rio Grande do Norte é o estado com maior oferta de energia eólica na disputa. junior santos
Parque eólico no RN: O estado teve 56 projetos habilitados, com potência somada de 1.223 MW
Parque eólico no RN: O estado teve 56 projetos habilitados, com potência somada de 1.223 MW

O preço-teto estabelecido pela Aneel para a energia gerada pelas térmicas a biomassa é de R$ 215/MWh, válido para os projetos existentes e novos. No caso da energia eólica, o preço máximo a ser pedido pelos geradores será de R$ 179/MWh.

Estão aptos a participar da licitação 172 projetos eólicos, dos quais 56 estão no Rio Grande do Norte. O estado tem a maior oferta de energia eólica habilitada no leilão - são 1.223 Megawatts (MW). Considerando todos os estados com projetos na disputa, a  capacidade total é de 3.930 MW.

Além de projetos de parques eólicos há 28 termelétricas a biomassa, com capacidade total de 322,8 MW. Dentre as térmicas, 23 usinas (57 MW) estão capacitadas para iniciar fornecimento de energia em 2016 e seis empreendimentos (265,8 MW) em 2017. Um dos projetos térmicos consta na lista com fornecimento possível a partir de 2016 e também de 2017.

Os Estados do Rio Grande do Norte, Bahia e Ceará devem ser os principais destaques do certame. Foram habilitados 56 projetos eólicos no Rio Grande do Norte (1.223 MW), 50 empreendimentos eólicos na Bahia (1.084 MW) e 40 projetos com mesmo perfil no Ceará (998,4 MW). São Paulo  terá 16 térmicas a biomassa habilitadas (182 MW). 

Em capacidade instalada, também chamam atenção a Paraíba, com 8 eólicas e 237,9 MW, e o Rio Grande do Sul, com 9 projetos eólicos e 194,3 MW. Estão aptos a participar do leilão projetos de 13 Estados, sendo que oito Estados terão apenas projetos eólicos - Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco (6 projetos), Piauí (1), RN, Rio Grande do Sul e Santa Catarina (2). As térmicas estão em Alagoas (1), Goiás (5), Mato Grosso do Sul (2), MG (4) e SP.

“Esse Leilão é o primeiro de uma série de seis leilões de contratação de energia que ocorrerão este ano. Eles irão garantir a segurança de abastecimento do sistema e a diversificação da matriz elétrica brasileira”, destacou em nota o presidente da EPE, Mauricio Tolmasquim.

Os leilões garantem mercado para os projetos e estimulam novos empregos, ao impulsionarem as obras.

Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário