Featured Video

Páginas

terça-feira, 14 de abril de 2015

Conta de energia vai subir 9,57% a partir de 22 de abril


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (14), um reajuste ordinário anual médio de 9,57% para a Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern). Para alta tensão, haverá de um aumento de 14,41%, enquanto para baixa tensão a elevação será de 7,41%. As novas tarifas começam a vigorar no dia 22. As contas de luz do cerca de 1,31 milhão de consumidores da Cosern já haviam ficado em média 2,8% mais caras em 2015, devido à revisão extraordinária aprovada pela Aneel no fim de fevereiro para todo o setor de distribuição.

A Aneel também aprovou um reajuste ordinário anual médio de 13,26% nas tarifas da Energisa Sergipe. Para alta tensão haverá de um aumento de 17,63%, enquanto para baixa tensão a elevação será de 10,81%. As contas de luz dos consumidores da Energisa Sergipe já haviam ficado em média 8% mais caras em 2015, devido à revisão extraordinária aprovada pela Aneel no fim de fevereiro para todo o setor de distribuição O aumento vale a partir dodia 22.
Ana Silva
A conta de luz é um dos custos que tem pesado mais no bolso
A conta de luz é um dos custos que tem pesado mais no bolso
A Coelba poderá reajustar suas tarifas em média em 11,43%. Para alta tensão, haverá de um aumento de 13,34%, enquanto para baixa tensão a elevação será de 10,45%. As contas de luz dos cerca de 5,5 milhões consumidores da Coelba já haviam ficado em média 5,4% mais caras em 2015, devido à revisão extraordinária aprovada pela Aneel no fim de fevereiro para todo o setor de distribuição. O aumento entra em vigor no dia 22.

A Aneel aprovou reajuste ordinário anual médio de 5,46% nas tarifas da AES Sul. Para alta tensão, haverá de um aumento de 6,95%, enquanto para baixa tensão a elevação será de 4,36%. As contas de luz dos cerca de 1,3 milhão de consumidores da AES Sul já haviam ficado em média 39,5% mais caras em 2015, devido à revisão extraordinária aprovada pela Aneel no fim de fevereiro para todo o setor de distribuição. A empresa teve o maior índice de revisão extraordinária do País. As novas tarifas passam a valer no dia 19. 

Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário