Featured Video

Páginas

sexta-feira, 13 de março de 2015

Sequestro em Capim Macio: PM ainda não cogita invadir apartamento onde acontece sequestro em Capim Macio


A Polícia Militar ainda não cogita fazer uso da força para acabar com o sequestro a um adolescente de 14 anos, que está sendo mantido refém em um apartamento no bairro de Capim Macio, zona sul de Natal. Após mais de 18 horas de negociações com o homem de 52 anos, um agente penitenciário, os policiais consideram a ocorrência estável.

De acordo com o major Rodrigo Trigueiro, o sequestrador não tem parentes, aparenta estar perturbado, mas não apresenta riscos de perigo eminente, apesar do menino ter sofrido agressões. À polícia, foi informado que o agente tem problema com álcool, mas se mantém sóbrio desde o momento da invasão, no início da madrugada desta sexta-feira (13).

Alex RégisMajor Rodrigo Trigueiro atualiza informações sobre o sequestro em Capim Macio
Major Rodrigo Trigueiro atualiza informações sobre o sequestro em Capim Macio

O cárcere privado começou por volta da 1h de hoje (13), após discussão dentro do apartamento. Assim como no almoço, o adolescente e o agente irão receber um jantar. O fornecimento de gás do prédio continua cortado, mas a luz não vai ser desligada. Durante a manhã, a PM aceitou entregar cigarros e retirar os carros que estavam em frente ao bloco onde fica o apartamento em que ocorre o cárcere.

Segundo moradores da região, o agente penitenciário vive em uma casa na praia de Búzios e teria pedido uma ajuda à mulher para fazer exames médicos. Ao chegar ao local, por volta das 20h, teria dado início a discussão que culminou com o sequestro. Uma equipe de polícia foi até Búzios para revistar o imóvel.

Os moradores do condomínio estão autorizados a entrar nos apartamentos, menos o que residem no bloco onde acontece o sequestro.

Tribuna do Norte.

0 comentários:

Postar um comentário