Featured Video

Páginas

segunda-feira, 9 de março de 2015

Cristo Redentor é iluminado de rosa em homenagem ao Dia da Mulher


Do G1 Rio
Cristo ganhou iluminação rosa em homenagem às mulheres (Foto: Alessandro Buzas/ Agência O Dia/ Estadão Conteúdo)
Cristo ganhou iluminação rosa em homenagem às mulheres (Foto: Alessandro Buzas/ Agência O Dia/ Estadão Conteúdo)
Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, o Cristo Redentor foi iluminado de rosa na noite deste domingo (8), no Rio. A mudança nas luzes do cristo é feita pela Arquidiocese, que costuma mudar a cor em datas comemorativas.

O domingo da mulher foi de tempo fechado no Rio. Ao fim da tarde, houve registro de chuva fraca em pontos isolados da cidade.

Por cauda do dia comemorativo, um grupo protestou na praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio, em defesa aos direitos das mulheres. A ideia inicial da manifestação era celebrar o Dia Internacional da Minissaia, criado pelo Coletivo Mulheres Rodadas. Porém, o encontro de diversos movimentos feministas acabou reunindo muitas pessoas na orla carioca para debater inúmeros temas.

"A nossa intenção é chamar a atenção para atitudes machistas, e fazer piada. Sempre de maneira leve, colorida e a mais descontraída possível vamos falar de coisas sérias. Hoje a mulher pode vestir o que ela quiser, no entanto quando vai com uma roupa curta, isso muda a intenção dos homens e isso gera revolta. As vezes a mulher sofre uma violência e está de roupa curta, ela sai como culpada", disse uma das organizadoras do evento, Renata Rodrigues.

No calçadão do bairro, próximo ao Posto 4, os cariocas e turistas puderam participar de inúmeras atividades como dança com bambolês, penteados, produção de tatuagens e até assinaturas de manifestos.

Apoio de Valesca
Além dos coeltivos, outro reforço de peso recebido pelo grupo Mulheres Rodadas foi o de Valesca Popozuda. A cantora não participou do ato, porque tinha um show agendado, mas gravou um vídeo convocando as mulheres para o movimento. O vídeo está disponível na página do evento, que foi definido por Débora Thomé como uma ação de celebração à liberdade feminina.

0 comentários:

Postar um comentário