Featured Video

Páginas

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Explosão em navio-plataforma da Petrobras deixa três mortos no Espírito Santo


G1.COM - Jornal Nacional
A explosão num navio-plataforma no litoral do Espírito Santo deixou três mortos. Seis pessoas ainda estão desaparecidas. Dos 33 resgatados, dez foram levados para hospitais.
A movimentação foi intensa no aeroporto de Vitória. Foi para lá que os feridos no acidente no navio-plataforma Cidade de São Mateus foram levados. Os dez feridos, pelos números da Petrobras, já eram esperados pelas ambulâncias na pista de pouso. Do aeroporto eles foram levados para hospitais da Grande Vitória, especializados em atendimentos de queimados.

Os parentes de funcionários do navio, estavam aflitos à espera de informações.
“Não tenho notícia de nada. Nenhuma confirmação, nada”, lamentava Alana Rodrigues, parente de funcionário.

“Algumas vítimas graves, outras vítimas leves. Não tem informação de como está a plataforma, de como está tudo lá”, diz o médico Christian Trajano.
Imagem de arquivo da plataforma FPSO da Petrobras, em São Mateus, Espírito Santo (Foto: Divulgação)Imagem de arquivo da plataforma FPSO da Petrobras, em São Mateus, Espírito Santo (Foto: Divulgação) O navio plataforma cidade de São Mateus está a 40 quilômetros da costa, no litoral norte do Espírito Santo, e atendia aos campos de Camarupim e Camarupim Norte. O acidente aconteceu às 12h50. Uma explosão na casa de bombas. O fogo foi controlado depois que o plano de emergência foi acionado. Segundo a ANP, não houve derramamento de óleo no mar. E a situação na plataforma é estável.

José Maria Rangel, coordenador da Federação Única dos Petroleiros, afirmou o navio-plataforma Cidade São Mateus passou por uma inspeção da Marinha, em abril do ano passado, que detectou falhas de salvatagem, o nome dado ao setor de combate a incêndios e resgate de vítimas. Ele não soube informar se estes problemas já foram consertados.

De acordo com a Agência Nacional de Petróleo, a FPSO recebeu declaração de conformidade da Marinha em 2015 e a própria agência fez uma atualização de documentação marítima em setembro de 2014.

A ANP informou, por nota, que a plataforma produzia 2,25 milhões de metros cúbicos de gás por dia e 350 metros cúbicos de óleo diariamente.

A sigla FPSO significa, em inglês, Navio Flutuante de Produção, Armazenamento e Carregamento de Petróleo e Gás. Uma das vantagens é que o navio-plataforma pode ser transferido para qualquer região quando necessário. E a conversão do navio em plataforma é mais rápida e mais barata do que a construção de uma plataforma fixa.
A São Mateus foi convertida em navio-plataforma pelo estaleiro Keppel Fels, em Singapura. Pertence à empresa BW Offshore e foi arrendada à Petrobras em 2009. Pode armazenar até 700 mil barris e produzir até 35 mil barris de petróleo por dia.

Em nota, a Petrobras informou que a BW Offshore afirmou que está prestando toda assistência às vítimas e aos parentes. A ANP enviou duas equipes para acompanhar as investigações. E a capitania dos portos do Espírito Santo também vai investigar o acidente. O inquérito será aberto para apurar as causas e responsabilidades pela explosão. O prazo para conclusão do inquérito é de 90 dias.

O acidente no Espírito Santo foi o mais grave dos últimos 14 anos, em plataformas da Petrobras.

Em agosto de 1984, um vazamento de gás provocou um incêndio na plataforma de Enchova, na Bacia de Campos, Norte Fluminense. Trinta e sete trabalhadores morreram.
Em 2001, a explosão da plataforma P-36, também na bacia de campos, deixou onze mortos.

Oito anos depois, a falha numa válvula da plataforma P-34, no litoral sul do Espírito Santo, causou a morte de um operário.

Oito pessoas feridas no acidente estão internadas em um hospital na cidade de Serra, na Região Metropolitana de Vitória.

O hospital informou que está analisando a situação dos pacientes e depois vai divulgar boletins com mais informações.

Outras duas pessoas feriadas foram levadas para outro hospital, também na cidade de Serra. A secretaria estadual de saúde informou que duas pessoas têm queimaduras graves e oito sofreram traumas.

Três pessoas morreram e seis estão desaparecidas depois dessa explosão no navio-plataforma Cidade de São Mateus.

Das 74 pessoas que estavam no navio plataforma, 31 permanecem a bordo e 33 desembarcaram e devem chegar na noite desta quarta a Vitória.

0 comentários:

Postar um comentário