Featured Video

Páginas

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Cunha diz que Dilma ligou para cumprimentá-lo pela vitória na Câmara


Fernanda Calgaro, Nathalia Passarinho e Priscilla Mendes Do G1, em Brasília

Recém-eleito para a presidência da Câmara, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), relatou nesta segunda-feira (2) que a presidente Dilma Rousseff telefonou para ele nesta manhã para cumprimentá-lo pela eleição para o comando da Casa. Segundo o peemedebista, a conversa com a chefe do Executivo foi "amistosa".

“Foi uma conversa amistosa”, disse Cunha, pouco antes do início da sessão do Congresso Nacional que abrirá os trabalhos legislativos de 2015.

Desafeto do Palácio do Planalto, Cunha venceu neste domingo (1º), em primeiro turno, o candidato do PT à presidência da Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (SP). O parlamentar peemedebista obteve 267 votos, contra 136 votos do adversário petista.

O candidato do PSB, Júlio Delgado (MG), ficou em terceiro lugar, com 100 votos, e o do PSOL, Chico Alencar (RJ), em quarto, com oito votos. Dois deputados votaram em branco.
Líder de diversas rebeliões da base governista durante o primeiro mandato de Dilma, Eduardo Cunha se elegeu para o comando da Câmara com um discurso de “independência” do Executivo.

Mais cedo, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que tem "absoluta convicção de que Eduardo Cunha investirá em uma boa relação com o Palácio do Planalto.
"Tenho absoluta convicção de que o presidente Eduardo Cunha investirá profundamente numa boa relação com os poderes do Estado”, afirmou Cardozo ao deixar a cerimônia de abertura do ano judiciário no Supremo Tribunal Federal (STF).

Em um sinal de arrefecimento na queda de braço do Executivo com Cunha, o titular da Justiça disse que o novo presidente da Câmara fará uma “excelente gestão”. “Tenho certeza de que o presidente Eduardo Cunha fará uma excelente gestão e a relação com o Executivo será harmoniosa dentro daquilo que a própria Constituição prescreve”, comentou.

0 comentários:

Postar um comentário