Featured Video

Páginas

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Saúde foi tema de reunião em Assú nesta quinta-feira


Na tarde de hoje (27), no auditório da Flona Assú, aconteceu uma reunião envolvendo prefeitos e secretários de Saúde de municípios do Vale do Açu e circunvizinhos.

O assunto principal girou sobre a adesão dos municípios ao Consórcio Público Intermunicipal do Rio Grande do Norte (Copirn). Essa é considerada por todos como a saída para melhorar as ações dos municípios na área de Saúde.

O prefeito Ivan Júnior aproveitou a ocasião para assinar a adesão ao Copirn.
Durante o encontro foi revelada uma boa informação para a região. A possibilidade de entrar em ação a terceira unidade do Samu. Está em análise à instalação de um ponto de apoio para essa unidade em Alto do Rodrigues ou Pendências.

Ainda sobre o Samu foi discutida a necessidade de se melhorar os procedimentos da regulação. A ideia é proporcionar uma maior agilidade nos atendimentos dessas unidades de urgência.

Outros dois assuntos discutidos foram as dificuldades que vem enfrentando o Hospital Regional de Assú e a Policlínica de Assú. Algumas sugestões foram discutidas para sanar problemas enfrentados por essas unidades hospitalares.

Post: Rabisco do Samuel Júnior

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

História das Fazendas Camelo e Limoeiro


Adquiridas nos idos do século XVIII, pelo Sr. Antônio Dantas Correia de Medeiros, as fazendas Camelo e Limoeiro, juntas, somavam cerca de 8.000 hectares, localizadas no município de Assú/RN, partindo da lagoa do Poassá, lado Norte; limitando-se ao Oeste com terras das fazendas Pingos e Tanques; ao Leste com terras das fazendas Mendubim, Canadá, Canta Galo, Barrocas, Santa Rosa e Tigre; e, ao sul com a fazenda Cruzeiro.

Tendo o então proprietário encontrado tais terras sem estruturas adequadas para os propósitos iniciais, o Sr. Antônio Dantas, casado com Da. Maria Leocádia de Araujo Medeiros, naturais do Seridó potiguar, resolveu promover obras que as tornassem produtivas, apropriadas às práticas da agricultura, da pecuária e da produção de pescado. Para tanto o patriarca da família Dantas de Medeiros, em Assú, não mediu esforços e iniciou a construção de quatro açudes: Camelo, Limoeiro, Volta e Samba (ou Santa) Quixaba, além de mais duas pequenas barragens que interligados e depois de concluídos trouxeram uma nova realidade no tocante ao desenvolvimento socioeconômico da localidade e do município do Assú/RN.

Nas fazendas, já estruturadas, produziam-se: A) agricultura – feijão macacar ou de corda, milho, algodão, arroz, melancia, jerimum ou abóbora, melão e cana de açúcar para fabricação de rapadura, açúcar e mel de engenho; B) pecuária – gado de corte para produção de carne fresca e de charque, já o gado leiteiro respondia pelo abastecimento de leite para o consumo humano e para produção de queijos de coalho e de manteiga, além de outros subprodutos como creme e manteiga de garrafa. Quanto à produção de pescado, junta as demais, colaborava para suprir as necessidades dos trabalhadores das fazendas, dos moradores da localidade e da cidade sede do município.

Além das culturas já mencionadas, também contribuía para o fortalecimento da economia das fazendas o extrativismo da amêndoa da Oiticica e da palha da Carnaúba.

Da união do casal nasceram oito filhos: Maria Apolônia, Maria Leocádia, Manoel Salustiano, José, Ana Tereza, Cândida Esmeraldina, Antônia e Laura, legítimos herdeiros da família Dantas de Medeiros, que, por ocasião da partilha, seis deles venderam suas quotas ao Sr. João Celso Filho, casado com uma das herdeiras, Da. Maria Leocádia de Madeiros Furtado da Silveira (Marizinha), que manteve a unidade das terras até a construção do açude público Mendubim, em 1970, ano em que partes das terras foram indenizadas e inundadas pala formação do lago. Já o restante, sobras, foram doadas aos herdeiros da filha do casal João Celso Filho e Marizinha, a também Maria Leocádia (Dantas da Filgueira), casada com Domício Soares da Filgueira, falecidos em 1962 e 1964, respectivamente.

Com a morte do jurista e então proprietário das fazendas Camelo e Limoeiro, João Celso Filho, as fazendas passaram ser administradas pelos genros Walter de Sá Leitão e Domício Soares, e também pelo filho Expedito Dantas da Silveira.

Da família João Celso e Marizinha descendem os filhos Eudoro, Emílio, Expedito, Celso, Dolores, Laurita e Maria Leocádia, alem de verdadeira legião de netos, bisnetos, trinetos, tetranetos e tal vez mais, dos quais muitos não tiveram o prazer ou até mesmo o interesse de conhecer suas raízes e muito provavelmente não sabem a importância sócio/cultural e econômica que teve essa família, Dantas de Medeiros, para o desenvolvimento do município, da região, do estado e do país.

Os últimos administradores das fazendas foram: fazenda Limoeiro, Expedito Dantas de Silveira, filho do casal. Já a fazenda Camelo coube ao casal Domicio Soares e Maria Leocádia, que, com o falecimento prematuro do casal, assumiram a tarefa Manoel Soares Neto e Domicio Soares da Filgueira Filho, netos do casal João Celso e da então viúva Da. Marizinha.

Atualmente quase nada mais resta para comprovar a história pujante das fazendas Limoeiro e Camelo, apenas ruinas estruturantes e lembranças de pessoas descendentes dos que lá moraram, trabalharam, participaram e fizeram parte dessa história de pioneirismo da família Dantas de Medeiros.

Mais a história dessa distinta família não finada por ai, ela se confunde com a evolução do município de Assú e do Vale do Açu. Constam dos anais do Assú e Vale, ter sido a primeira casa comercial, Casas Dantas, pertencente ao casal Antônio Dantas Correia de Medeiros e Maria Leocádia de Araújo Medeiros, estabelecimento esse responsável pelo suprimento às família abastadas, no tocante a alimentos, vestuário, louças e mobiliário em geral, importados da Europa, além de outros fatos relevantes e marcantes na história da Região.

Para consecução do presente histórico contamos com importante participação de familiares, ancestrais, do casal Antônio Dantas Correia de Medeiros e Maria Leocádia de Araujo Medeiros.

Fábio Faria comemora aprovação da PEC que aumenta repasse ao FPM


Com 349 votos a favor, os deputados aprovaram, nesta quarta-feira (26), o segundo turno da PEC 426/14, que aumenta em 1% o percentual que a União deve repassar ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O segundo vice-presidente, Fábio Faria (PSD/RN), foi um dos defensores da proposta.

“As contas dos municípios chegaram a um ponto crítico. Essa crise se arrasta há anos e tem como principais causadores a queda no repasse que é dado pela União e o aumento das responsabilidades atribuídas às cidades. Trouxemos a discussão para essa Casa com a realização de uma Comissão Geral, em novembro no ano passado, motivados pelo movimento SOS Municípios, que começou no RN”, relembrou o parlamentar.

Faria também lembrou que esse é apenas um passo na busca pela recuperação financeira dos municípios. O parlamentar defende uma mudança na repartição das riquezas entre todos os entes da federação.

De acordo com a PEC, o percentual repassado ao FPM, que atualmente é de 23,5%, deve aumentar para 24,5%. O aumento será feito em duas etapas, metade em julho de 2015 e o restante em julho de 2016.
-- 
---------------------------------------
Estella Dantas.(84) 9401-7111

Assú recebe ações do Casa das Palavras


O projeto itinerante percorre o interior do Estado realizando atividades culturais 
O município de Assú recebe entre os dias 26 e 28 de novembro o projeto itinerante Casa das Palavras. A idéia é oferecer ao município visitado uma vasta programação cultural, valorizando as artes e os artistas potiguares. O projeto irá percorrer várias cidades do Estado, e Assú foi escolhida para ser o ponto de partida.

A abertura oficial acontece nesta quarta, às 19h, no Teatro Pedro Amorim e contará com a apresentação da Orquestra de Cruzeta, do Maestro Humberto Dantas (Bembem). Na quinta-feira (27) é a vez do poeta cordelista Antônio Francisco e da apresentação da peça O Mágico de Oz, pelo grupo Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculo, também no Teatro. O encerramento acontece na sexta-feira (28) com o Coral formado pelos integrantes da Oficina e pela Orquestra Filarmônica Cristovam Dantas de Assú.

Durante os três dias serão ministradas oficinas de Xilogravura, com Gilvan Lopes, de Cordel, com Aldaci de França, formação de coral, com a Maestrina Leninha Campos e de Contação de História, com o Programa Bale. As atividades acontecem pela manhã e pela tarde. As oficinas de Cordel e Xilogravura acontecerão no Auditório do Sebrae. A Oficina de Contação de História será no Auditório da Secretaria de Educação. A Oficina de Formação de Coral será no Teatro Pedro Amorim.

O objetivo do projeto Casa das Palavras é disseminar e fortalecer a cultura local e envolver jovens em idade escolar, adultos e idosos nas atividades de formação e entretenimento. Na verdade, a abrangência e o potencial criativo do projeto permitem que pessoas de várias idades possam se sentir contempladas. Se por um lado, trabalha-se com a capitação das pessoas, por outro, cria-se a possibilidade de interação dessas pessoas com o encantador mundo das artes e seus protagonistas no Estado.

A Casa das Palavras será desenvolvido em seis municípios do RN, em regiões distintas (Assú, São Paulo do Potengi, Macaíba, Pau dos Ferros, Currais Novos e Ceará-Mirim), ao longo de 6 a 8 meses, a partir de novembro de 2014. O Projeto é patrocinado pela Cosern, Governo do RN, através da Lei Câmara Cascudo e tem o apoio da Prefeitura Municipal de Assú.

Saúde de Assú segue com campanha de vacinação contra a paralisia infantil e o sarampo até sexta, dia 28


O município do Assú segue até a próxima sexta-feira, dia 28, com a Campanha de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo. De acordo com a Secretaria de Saúde do Assú, o município trabalha para vacinar 3.615 crianças de seis meses a menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias) ou, no mínimo, atingir uma cobertura vacinal de pelo menos 95% do público-alvo.

Para manter a erradicação da poliomielite e garantir a eliminação do sarampo no Brasil, é fundamental que todas as crianças dentro da faixa etária indicada sejam vacinadas. Neste propósito, a Secretaria de Saúde do Assú mantém ativados postos de vacinação funcionando nas Unidades Básicas de Saúde do município e, ainda, no Posto Central, localizado no Centro Clínico (bairro Dom Eliseu). A recomendação é de que os pais procure o posto de saúde mais próximo e não podem esquecer de apresentar a carteira de vacinação da criança.

A poliomielite e/ou paralisia infantil é uma doença infectocontagiosa grave. Na maioria dos casos, a criança, quando infectada, não morre, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso e provocam paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores.

O sarampo é uma doença viral aguda grave e altamente contagiosa. Os sintomas mais comuns são febre alta, tosse, manchas vermelhas, coriza e conjuntivite. A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, por meio de secreções expelidas ao tossir, falar ou respirar. A única forma de prevenção da doença é a vacinação.
-------------------------------------------------
Assessoria de Projetos Especiais (Sec. de Governo)
Prefeitura Municipal do Assú/RN
Alderi Dantas  (84) 9419 2427

Medalha do Mérito Legislativo reúne autoridades na Câmara dos Deputados


No Salão Negro do Congresso Nacional, foi realizada a cerimônia de entrega da Medalha do Mérito Legislativo da Câmara dos Deputados. Por indicação do segundo vice-presidente da Casa, Fábio Faria (PSD/RN), um dos homenageados deste ano foi o ex-prefeito e presidente do PSD, Gilberto Kassab.

“Kassab foi deputado federal, prefeito da maior cidade do país e inaugurou uma nova forma de fazer política com a criação do PSD. Apesar de optar por apoiar o governo federal, ele não o fez em troca de cargos. Com a condução do Kassab, o partido alcançou a quarta maior força da Câmara dos Deputados e tem feito parcerias com base no que é bom para o país”, justificou o deputado na entrega da medalha.

A cerimônia que é realizada desde 1983, homenageou, neste ano, 49 personalidades e instituições que tem colaborado para o fortalecimento do país e do Poder Legislativo. O deputado Fábio Faria também usou a oportunidade para homenagear o ex-combatente potiguar Lourival Lucas da Silva, que lutou durante dois anos na 2ª Guerra Mundial. Por causa da idade avançada, aos 93 anos, Lourival foi representado na cerimônia pelo filho Marcos Freire.

“Lourival é um exemplo da dedicação de uma geração de combatentes que lutou em condições tão adversas para representar o país na Segunda Guerra Mundial”, ressaltou o parlamentar. 
-- 
---------------------------------------
Estella Dantas.(84) 9401-7111

Prefeitura do Assú divulga Nota de Pesar


A prefeitura do Assú divulgou uma nota de pesar lamentando a morte ocorrida após acidente envolvendo um veículo que presta serviço para Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social.

O acidente ocorreu entre uma Van e uma Motocicleta na BR 304, próximo a comunidade de Acauã, município de Ipanguaçu, por volta das 21h50min, desta terça-feira, 25. A Sra. Janaina Nóbrega Fernandes,
 de 33 anos, faleceu no local.

Veja a nota na íntegra:

NOTA DE PESAR

É com profundo pesar que recebemos a notícia desta tragédia que consterna nossa comunidade.

Diante da imensurável dor e inestimável perda, a Prefeitura do Assú se irmana à família e amigos da Sra. Janaina Buriti Fernandes, rogando a Deus conforto espiritual para todos neste momento difícil.


Prefeitura do Assú
26 de novembro de 2014

CCJ vota empréstimo de R$ 850 milhões ao Governo na terça-feira


A votação do parecer sobre o pedido de empréstimo feito pelo Governo do Estado na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Assembleia Legislativa deverá acontecer apenas na terça-feira (2). Os deputados estaduais analisam a solicitação feita pelo Executivo para um empréstimo de R$ 850 milhões.

Na reunião que aconteceu na manhã desta quarta-feira (26), o deputado Kelps Lima (SD), relator do caso, apresentou o parecer com algumas modificações no projeto, principalmente sobre adestinação dos recursos. Segundo o Governo do Estado, o dinheiro será destinado à obras de infraestrutura nas áreas de transporte e recursos hídricos, além das áreas de saúde, segurança pública, educação, turismo, esporte ou cultura.

Na discussão do caso, o deputado Getúlio Rêgo (DEM) sugeriu a realização de uma audiência pública na Assembleia para que o assunto fosse analisado. Os membros da comissão, concordaram e, na terça-feira, será feita a audiência para votação do empréstimo e decidir sobre a audiência pública.

Mesmo aprovado até o final do ano pelos parlamentares, a verba só deve ser liberada no próximo ano. "São pelo menos dois meses de tramitação desse processo, ou seja, se tudo for aprovado, os recursos estarão disponíveis em 2015", explicou Kelps Lima.

Se o novo empréstimo for aprovado, vai somar aos demais financiamentos do Estado com instituições públicas, que atualmente chegam a R$ 1,207 bilhão. Os dados são referentes ao mês de agosto de 2014, e compõem a Dívida contratual interna junto ao Tesouro Nacional e ao Sistema Financeiro Nacional, apresentadas pelo Banco Central.

Tribuna do Norte

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Com a presença de todos os edis Câmara de Assú realiza sessão serena


Diferente do que esperava, a Câmara Municipal de Assú realizou nesta terça-feira, 25, uma sessão tranquila e serena.
Com a participação de todos os vereadores e, como de sempre, pouca participação popular, os vereadores que ocuparam a tribuna, quase todos, se preocuparam em defender a instituição legislativa em relação à imprensa, atribuindo, em alguns casos, o papel de propagadora de notícias incorretas.
O vereador João Paulo chegou a citar o seguinte adágio popular: “Falar de mim é fácil, difícil é ser eu”, e recomendou aos que falam mal dos políticos que se candidatem e coloquem suas caras às tapas.

Em entrevista para o programa radiofônico da Nova 89 FM, Café com Notícias desta quarta-feira, 26, o vereador Arnóbio Júnior limitou-se a dizer haver recebido a citação e que somente depois de analisa-la irá fazer comentários mais aprofundados.

Já Antônio José, que em seu pronunciamento defendeu o vereador Arnóbio Júnior, também falou ao Café com Notícias, e disse que sua fala foi toda pautada no Regulamento Interno da Casa Legislativa assuense.

Essas e outras notícias você poderá acompanhar amanhã no programa Café com Notícias, que vai ao ar a partir das 07:10 horas, palas ondas da Nova89FM.

Compeve define nova data para divulgação de resultado concurso Assú


Conforme abaixo a COMPEVE define dia 26 como data para divulgar resultado do Concurso Público da Prefeitura do Assú.
 
Página Principal » Concursos » Concurso da Prefeitura de Assú - Edital 001/2014 » Informações Gerais
ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
PREFEITURA MUNICIPAL DO ASSÚ
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS
EDITAL 001/2014

Utilize o menu ao lado para navegar nas opções do Exame.

GABARITOS E EXPECTATIVAS
Confira os Gabaritos Preliminares das Provas Objetivas.
AGENDA DO CANDIDATO
Confira o calendário de atividades.
PROVAS
Confira os cadernos de prova.
DEMANDAS E ESTATÍSTICAS
Confira todos os arquivos disponíveis..
EDITAL
Divulgado o edital do processo seletivo.
RECURSOS
Confira as consultas e os requerimentos disponíveis.

AVISO (25/11/2014)
Devido a problemas técnicos o resultado preliminar das provas objetivas será divulgado às 12 horas do dia 26 de novembro de 2014.

AVISO (24/11/2014)
O resultado preliminar das provas objetivas será divulgado às 18 horas do dia 25 de novembro de 2014.

AVISO (21/07/2014)
Divulgado o Edital do Concurso.

Renan quer 'simplificar' sessão para votar nesta terça ajuste da meta fiscal


Priscilla Mendes Do G1, em Brasília

O presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou nesta terça-feira (25) que vai se reunir com os líderes partidários da Câmara e do Senado para tentar “simplificar” o encaminhamento da sessão destinada à votação de vetos presidenciais e do projeto que autoriza o Executivo a abandonar a meta fiscal de 2014.

Após sessão tumultuada e marcada por debate acalorado entre governistas e oposição, a Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou na noite desta segunda-feira (24) o projeto de lei que autoriza o Executivo a economizar menos para pagar os juros da dívida pública, o chamado superávit primário.

Para ter validade, porém, o projeto ainda terá que ser aprovado pelo plenário do Congresso Nacional (formado por deputados e senadores). Uma sessão foi marcada para as 15h desta terça-feira, mas antes de apreciar o texto, os parlamentares terão que votar 38 vetos presidenciais e outros quatro projetos que trancam a pauta. Diante da extensa pauta, Renan Calheiros disse que pretende “simplificar” a votação dos vetos.

Questionado durante entrevista se será possível votar o projeto da meta fiscal ainda nesta terça, o presidente disse que vai depender da “evolução” da sessão e não descartou a possibilidade de não haver quórum suficiente.

“Não sei, vai depender fundamentalmente da evolução da sessão. Vamos votar os vetos, vou fazer uma reunião com os líderes para tentar simplificar o encaminhamento da sessão. Por enquanto o desejo é votar se houver quórum, para que possamos dar continuidade logo após a conclusão da apreciação dos vetos será melhor”, disse o senador.

Renan disse ainda que o Congresso Nacional não tem “alternativa” ao ajuste da meta de superávit e saiu em defesa do projeto enviado pelo governo.

“Estamos chegando no final do ano, o Congresso não tem alternativa ao ajuste. Não podemos faltar com o Brasil, então é fundamental que nós votemos isso logo”, afirmou.

Mobilização Urbana: Estações voltam a operar em Natal


A Prefeitura de Natal planeja entregar duas das seis estações de transferências de passageiros inicialmente previstas para o  sistema de transporte coletivo do município. Construídas com recursos próprios, os equipamentos situados na marginal direita da BR-101, no sentido para Parnamirim e na avenida João Medeiros Filho, logo após o viaduto de Igapó, têm custo unitário de R$ 1,250 milhão.
Estrutura da Estação de Transferência na marginal da BR-101 está em fase acabamento. Obra deve ser concluída já para utilização em dezembro próximo, como prevê STTUEstrutura da Estação de Transferência na marginal da BR-101 está em fase acabamento. Obra deve ser concluída já para utilização em dezembro próximo, como prevê STTU


O secretário municipal adjunto de Transportes, Clodoaldo Cabral da Trindade Júnior, informou o início das obras havia sofrido um atraso de duas semanas, porque se aguardava a ligação elétrica por parte da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), mas as duas estações já deverão entrar em operação em dezembro, prazo previsto para o fim das obras.

Clodoaldo Trindade Júnior disse que em relação às outras quatro estações de transferências de passageiros, duas deverão ser instaladas de um lado e outro da  avenida Capitão-Mor Gouveia, em frente à Estação Rodoviária da Cidade da Esperança; outra na avenida João Medeiros Filho, no sentido Natal e antes do viaduto de Igapó e a última - “que está sendo estudada” - em Mirassol ou na Cidade Alta.

Segundo Trindade Júnior, os recursos para a construção dessas outras estações de transferências virão do Orçamento Geral da União (OGU), dentro do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC-3) da Mobilidade Urbana, cujas propostas por parte da Prefeitura de Natal já foram selecionadas pelo Ministério das Cidades, conforme portaria de nº 724 assinada pelo ministro Gilberto Occhi e publicada na edição de quinta-feira (20) do “Diário Oficial da União (D.O.U). 

A portaria do Ministério das Cidades tornou pública, ainda, a seleção das propostas do município em relação aos projetos de implantação dos corredores BRT/BRS Norte/Sul e Leste/Oeste, que passarão pelas avenidas João Medeiros Filho, Presidente Bandeira, Prudente de Morais e Terminal de Integração do Soledade, além da construção de quatro terminais de ônibus e 1.052 abrigos de passageiros, que desde março já têm R$ 13,5 milhões garantidos e incluídos no montante de R$ 23,12 milhões previstos para a elaboração dos projetos executivos de corredores exclusivos e semi-exclusivos de ônibus e construções de túneis nos cruzamentos das avenidas Salgado Filho/Bernardo Vieira, Salgado Filho/Antônio Basílio, Salgado Filho/Amintas Barros e Salgado Filho/Nascimento de Castro e duas passarelas na avenida João Medeiros Filho. 

Trindade Júnior afirmou que pelas duas estações de transferência que começam a operar em dezembro, vão circular 15 linhas de ônibus, com 1.015 viagens, sendo que a Estação Bairro Latino, na Zona Sul de Natal, tem capacidade para a circulação simultânea de 250 passageiros, enquanto na Estação de Igapó podem passar, simultaneamente, 280 usuários do sistema de transporte coletivo de Natal.

Tribuna do Norte

IDH: Cai distância entre pior e melhor IDH de 16 regiões metropolitanas do país


Isabella Formiga Do G1 DF
  •  
IDH de capitais (Foto: Editoria de Arte/G1)
A diferença entre São Paulo e Manaus, respectivamente o maior e o menor Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) entre 16 regiões metropolitanas do país, diminuiu de 22,1% para 10,3% entre 2000 e 2010. O IDHM é um índice composto por três das mais importantes áreas do desenvolvimento humano: vida longa e saudável (longevidade), acesso ao conhecimento (educação) e padrão de vida (renda).
O Atlas do Desenvolvimento Humano nas Regiões Metropolitanas Brasileiras foi divulgado nesta terça-feira (25). Ele foi produzido pelo Programa das Nações Unidas pelo Desenvolvimento (Pnud), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pela Fundação João Pinheiro.
O IDHM vai de 0 a 1: quanto mais próximo de zero, pior o desenvolvimento humano, quanto mais próximo de um, melhor.
O quadro total
Como em 2000, Manaus obteve o pior índice e São Paulo, o melhor. Mas a disparidade entre as duas regiões metropolitanas foi reduzida. Em uma década, a região paulista cresceu 11,2% e chegou ao IDHM de 0,794. Manaus teve o maior crescimento do país no período, 23% – foi do índice 0,585, classificado como "baixo", para 0,720, faixa "alta".

As outras 14 regiões metropolitanas analisadas no atlas tinham pontuação entre 0,6 e 0,699 em 2000, considerada "média". Em 2010, todas as capitais cresceram e passaram a ter índice entre 0,7 e 0,799, classificada como "alta". Em 2000, Manaus estava abaixo da primeira faixa (0,585) e São Paulo, acima (0,714).
Longevidade (Foto: Editoria de Arte/G1)
Das 16 regiões metropolitanas analisadas pelos pesquisadores, nove mantiveram a posição inicial. Curitiba, que estava em 2º lugar em 2000, foi para 3º, ultrapassada por Brasília (Região Integrada de Desenvolvimento do DF). A capital federal e municípios ao redor ocupavam o 6º lugar uma década antes e cresceram 16,4%. Já Belo Horizonte caiu de 3º para 4º. O Rio de Janeiro, que estava em 4º, foi para o 6º lugar. Porto Alegre, que ocupava a 5ª posição, desceu para a 9ª.
Atualmente, Manaus, que tem o menor IDHM, tem índice 3,15% maior do que tinha Curitiba em 2000, quando a capital paranaense ocupava a 2ª melhor posição no ranking.
Longevidade
De acordo com o levantamento, a expectativa de vida ao nascer varia, em média, 12 anos dentro das regiões metropolitanas. O melhor índice corresponde a 82 anos. A menor expectativa foi de 67 anos.

A longevidade é medida pela expectativa de vida ao nascer e é calculada por método indireto a partir de dados do IBGE. Esse indicador revela a idade média que uma pessoa nascida em determinado lugar viveria a partir do nascimento, nos mesmos padrões de mortalidade.Veja ao lado os índices de destaque nessa área.
Renda
Na análise dentro de cada região, a desigualdade de renda per capita média mensal nas principais capitais do país continua grande. A diferença salarial entre os segmentos mais abastados e os mais carentes em uma mesma região metropolitana chega a 39 vezes dentro de São Paulo e 47 vezes na região metropolitana de Manaus.

De acordo com o atlas, a renda per capita mais alta de Manaus é de R$ 7.893,75, enquanto a menor é de R$ 169,1.
Em São Paulo, o maior valor chega a R$ 13.802, o maior do país, ao passo que o menor é 37 vezes inferior – R$ 351,85.
Embora São Paulo tenha a maior renda média mensal, Brasília ocupa o primeiro lugar no IDHM em padrão de vida porque o índice é medido pela soma da renda média de todos os moradores. O valor total é dividido pelo número de habitantes da localidade, incluindo os sem registro de renda.
IDHM Educação 2010 (Foto: Arte/G1)
Educação
Nas unidades com melhor desempenho entre as 16 regiões metropolitanas, o percentual de pessoas de 18 anos ou mais de idade com ensino fundamental completo varia de 91% a 96%. Nas de pior desempenho, a variação fica entre 21% e 37%.

Para o pesquisador Olinto Nogueira, da Fundação João Pinheiro, o índice na região metropolitana de São Luís, que registrou médias baixas em longevidade e renda, foi alto em educação porque a área analisada abrange um espaço pequeno, sem os municípios do entorno. O contrário acontece em Porto Alegre.
“Como região metropolitana, São Luís é muito pequena. Às vezes o que está ruim é o entorno da região, não a capital”, afirmou. “Como lá é uma ilha, um espaço pequeno, às vezes quem mora ali são os mais privilegiados. Em Porto Alegre não, a região metropolitana é enorme, por isso conseguimos pegar tudo, o que leva a média para baixo.”
Regiões metropolitanas analisadas: Belém, Belo Horizonte, Cuiabá, Curitiba, Brasília (Distrito Federal), Fortaleza, Goiânia, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís, São Paulo e Vitória.
O atlas foi produzido com base no Censo Demográfico do IBGE de 2010 e apresenta mais de 200 indicadores de desenvolvimento humano, como renda, longevidade, educação, demografia, trabalho, habitação e vulnerabilidade em 5.565 municípios brasileiros.

Atletas de Assú e equipe Jaguar vencem ultramaratona de 300 km


No último final de semana (22 e 23), os atletas José Américo de Oliveira (Américo) e Antônio Fonseca (Toinho Corredor) participaram, com o apoio da Prefeitura de Assú, da Ultramaratona de revezamento Fortaleza x Mossoró, com largada às 04h da manhã do sábado de Fortaleza e chegada a Mossoró já no domingo.

A competição, que atraiu maratonistas de todo o Nordeste, teve percurso de 300 km e cortou a BR 116, CE 040, BR 304, CE 261, RN 013 e, novamente a BR 304. “As equipes de maratonistas eram divididas em cinco atletas que corriam 30 km por dia alternado em 15km. Daqui de Assú partiu eu e o Antônio. Foi uma competição difícil, mas já temos experiência nessas provas”, explicou Américo que juntamente com Toinho Corredor e a equipe Jaguar conquistaram o primeiro lugar na prova.

Os próximos desafios de José Américo serão em dezembro, nas cidades de Mossoró e Afonso Bezerra. “Irei participar da Corrida de Santa Luzia, em Mossoró, no dia 07 de dezembro e no final do ano irei competir na Maratona de Afonso Bezerra”, comentou o atleta.

Incentivo
O maratonista também comentou sobre o apoio da administração de Assú na viagem para a prova. “Sem a ajuda da Prefeitura, não teríamos condições de fazer essa viagem e competir. Sempre consigo alguma resposta positiva da Secretaria de Esportes e da Prefeitura”, lembrou.

De acordo com o secretário de Juventude, Esporte, Lazer e Turismo de Assú, Dailson Machado, o apoio aos atletas da cidade é algo que sempre traz retorno para a gestão. “Sempre apoiamos os competidores de Assú, seja ele de qualquer esporte. Incentivamos viagens e promovemos competições locais para atrair os nossos atletas e, com isso desenvolver a cultura de paz do esporte em todos os assuenses”, ressaltou Machado.

Trajeto completo   
1º Dia – Sábado, 22 de novembro – Largada às 04h da manhã com percurso de aproximadamente 150 km: Fortaleza (RN), ao lado da Arena Castelão (Av. Alberto Craveiro), até a cidade de Aracati (CE), na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário.

2º Dia – Domingo, 23 de novembro – Largada às 04h da manhã com percurso de aproximadamente 150 km: município de Aracati (CE), na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, até Mossoró (RN), na Praça dos Esportes, no centro da cidade.

Fotos: FaceBook Toinho Corredor 

SEACOM/Assessoria de Imprensa - PMA

Concurso Publico: O resultado do Concurso Público da Prefeitura do Assú será divulgado hoje


O Núcleo Permanente de Concursos (Comperve) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), divulgará nesta terça-feira, 25, o resultado preliminar das provas objetivas do concurso público da Prefeitura do Assú.

O concurso realizado no ultimo dia 02/11, abrirá vagas para médicos, agentes de endemias, técnicos administrativos, agentes de trânsito, assistente jurídico, enfermeiros, técnicos em enfermagem, engenheiro, veterinário e diversas outras especialidades.

O resultado esta previsto para ser divulgado às 18 horas no site da Comperve:  http://www.comperve.ufrn.br


SEACOM - PMA

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Economia: Déficit das contas externas é o maior para meses de outubro desde 1947


Alexandro Martello Do G1, em Brasília
O déficit em transações correntes, que engloba a balança comercial, os serviços e as rendas – e é um dos principais indicadores do setor externo brasileiro –  somou US$ 8,13 bilhões em outubro, o pior resultado para este mês desde o início da série histórica do Banco Central, em 1947.

O chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, informou que o déficit recorde das contas externas para meses de outubro se deve "fundamentalmente" ao desempenho da balança comercial brasileira, que registrou resultado negativo de US$ 1,17 bilhão no mês passado. Em outubro de 2013, o déficit da balança comercial havia sido menor (-US$ 230 milhoes).

"As contas de serviços e de rendas seguiram sua evolução normal em outubro. Não dá para atribuir isso [resultado de outubro] à conta de serviços. Já a conta de rendas segue trajetória de expansão moderada que a gente vem observando", acrescentou Maciel.
saiba mais

Acumulado do ano e 12 meses até outubro
No acumulado dos dez primeiros meses deste ano, o resultado negativo somou US$ 70,69 bilhões, o que representa uma alta de 4,92% frente ao mesmo período do ano passado (US$ 67,37 bilhões), de acordo com informações do Banco Central.

Em doze meses até outubro deste ano, o déficit em transações correntes somou US$ 84,42 bilhões, o equivalente a 3,73% do Produto Interno Bruto (PIB). Trata-se do pior resultado desde fevereiro de 2002, quando o déficit somou 3,94% do PIB. Economistas avaliam, assim como o próprio BC, que esta é a forma mais correta de comparação histórica.
Previsão para este ano deve ser superada

Para todo este ano, a expectativa do Banco Central para o déficit em conta corrente permaneceu em US$ 80 bilhões – o equivalente a 3,52% do PIB.

O Banco Central informou, porém, que estima um resultado negatido para as transações correntes superior a US$ 8 bilhões em novembro deste ano, de modo, que nos onze primeiros meses deste ano, o déficit deverá somar quase US$ 79 bilhões.

Questionado se a previsão de US$ 80 bilhões para todo este ano será superada, o chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, informou que a autoridade monetária revisará a estimativa somente em dezembro.

Investimentos estrangeiros diretos
O BC informou ainda que os investimentos estrangeiros diretos somaram US$ 4,97 bilhões em outubro deste ano e US$ 51,19 bilhões nos dez primeiros meses deste ano. Isso representa um aumento de 4,08% frente ao mesmo período do ano passado, quando somaram US$ 49,18 bilhões. O BC manteve em US$ 63 bilhões sua previsão para o ingresso de investimentos no Brasil em todo este ano.

Os números da autoridade monetária mostram, portanto, que o resultado negativo da conta de transações correntes, de US$ 70,69 bilhões na parcial de 2014, não foi, novamente, "financiado" em sua totalidade pela entrada de investimentos produtivos na economia brasileira – algo que já aconteceu em 2013 e que, antes disso, não ocorria desde 2001.
Quando o déficit não é "coberto" pelos investimentos estrangeiros, o país tem de se apoiar em outros fluxos, como ingresso de recursos para aplicações financeiras, ou empréstimos buscados no exterior, para fechar as contas.

Economistas alertam, entretanto, que em um cenário de crescimento menor do PIB e menor disponibilidade de recursos nos mercados (com a sinalização do fim das medidas de estímulo nos Estados Unidos), a atratividade da economia brasileira também é menor, o que pode significar um pouco mais de dificuldade no financiamento do déficit das contas externas.
O governo tem lembrado, entretanto, que as reservas internacionais brasilerias, acima de US$ 370 bilhões, conferem tranquilidade na administração das contas externas brasileiras.
Componentes das contas externas

Dentro da conta de transações correntes, as rendas, que incluem, por exemplo, as remessas de lucros e dividendos ao exterior, registraram um déficit de US$ 30,32 bilhões de janeiro a outubro deste ano - contra um valor negativo de US$ 28,81 bilhões no mesmo período de 2013.

Para todo este ano, a expectativa do BC para o déficit na conta de rendas é de US$ 39 bilhões. As remessas de lucros e dividendos (parcelas de lucros), por sua vez, somaram US$ 19,72 bilhões nos dez primeiros meses de 2014, contra US$ 18,37 bilhões no mesmo período do ano passado.

De janeiro a outubro de 2014, ainda segundo informações do Banco Central, a balança comercial brasileira registrou déficit de US$ 1,87 bilhão, contra um resultado negativo de US$ 1,99 bilhão em igual período do ano passado. Para este ano, a previsão do BC para o superávit da balança comercial (exportações menos importações) está em US$ 3 bilhões.
A conta de serviços, por sua vez, que engloba os gastos de brasileiros no exterior, registrou um déficit de US$ 39,95 bilhões nos dez primeiros meses de 2014, contra um resultado negativo de US$ 39,42 bilhões no mesmo período do ano passado. Para todo este ano, o BC prevê um déficit de US$ 46,5 bilhões para a conta de serviços.