Featured Video

Páginas

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Marina decide apoiar Aécio, dizem aliados


A ex-ministra Marina Silva, terceira colocada na disputa eleitoral pela Presidência da República, vai apoiar o candidato do PSDB, Aécio Neves, no segundo turno. É o que afirmam aliados próximos da candidata do PSB. Para apoiar o tucano, Marina cobraria a inclusão de alguns pontos de seu programa de Governo na agenda do ex-governador mineiro. A tendência é que o apoio seja oficialmente confirmado até quinta-feira (9), após a decisão partidária sobre a questão.
De acordo com apuração da Folha de São Paulo, Marina esteve reunida com aliados ontem (6), em São Paulo, e deixou claro que a Rede Sustentabilidade, criada por ela, tomará uma posição pró-Aécio caso não haja um consenso dentro do PSB para o rumo que a legenda tomará no segundo turno. "A avaliação é que não dá para ter mais quatro anos desse Governo. Isso é ponto pacífico", disse à Folha o assessor João Paulo Capobianco, um dos mais a Marina.

Pesam a favor de Aécio o posicionamento também da viúva de Eduardo Campos, Renata Campos, e de presidentes de legendas que apoiaram o PSB na disputa presidencial, como o PPS, PSL, PHS, PPL e PRP. Para o apoio, porém, Aécio deverá se comprometer a pontos do plano de Governo produzido pelo PSB e Marina Silva.


O fim da reeleição, a reforma tributária, educação em tempo integral e ações em prol da sustentabilidade e crescimento do agronegócio sem desmatamento da Amazônia são alguns dos pontos que deverão ser propostos como condicionantes para o apoio de Marina a Aécio.

Na eleição de domingo (5), Marina Silva somou 22.176.619 votos, o equivalente a 21,32% dos votos válidos do país. A presidente Dilma Rousseff (PT) conquistou 43.267.668 votos (41,59%) e Aécio Neves teve 34.897.211, o equivalente a 33,55% dos votos válidos.

Fonte: Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário