Featured Video

Páginas

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Porta-voz informa que Schumacher continuará tratamento em casa


Por Lausanne, Suíça
Recuperando-se do gravíssimo acidente de esqui ocorrido no fim do ano passado, Michael Schumacher enfim poderá voltar para casa. De acordo com nota divulgada pela assessora do ex-piloto, Sabine Kehm, nesta terça-feira, o heptacampeão da Fórmula 1 apresentou progressos em seu quadro clínico nas últimas semanas e continuará o tratamento na mansão de sua família, na pequena cidade de Gland, às margens do Lago Léman, na Suíça.

Recordista de títulos da Fórmula 1, Michael Schumacher ficou quase seis meses em coma, internado no Hospital de Grenoble, França, após bater a cabeça em uma rocha quando esquiava na estação de Méribel, nos Alpes Franceses. Poucos dias depois de sair do coma, o ex-piloto foi transferido para o Centro Hospitalar Universitário de Vaud, em Lausanne, em junho. A residência da família do alemão fica a 44km do hospital. 

A nota divulgada pela porta-voz ressalta, no entanto, que não se deve presumir que houve grandes mudanças no estado de saúde de Schumi. De acordo com a imprensa europeia, o ex-piloto da Ferrari apresenta evolução lenta, mas constante, e não há previsão de quanto tempo precisará para recuperar os movimentos, a fala e a capacidade de memória. Jornais locais afirmam ainda que ele poderá utilizar uma cadeira de rodas especial, controlada por movimentos com sua boca, no futuro.
Casa de Michael Schumacher e família em Gland, às margens de lago na Suíça (Foto: Getty Images)
Mansão da família de Michael Schumacher em Gland, às margens de lago na Suíça (Foto: Getty Images)

Confira a nota de Sabine Kehm na íntegra: 
"Daqui em diante, a recuperação de Michael Schumacher acontecerá em sua casa. Considerando as graves lesões sofridas no acidente, houve progresso nas últimas semanas. Contudo, ainda há um longo e difícil caminho pela frente.

Gostaríamos de estender nossa gratidão a toda a equipe do Centro Hospitalar Universitário de Vaud, por seu trabalho minucioso e competente.

Pedimos que a privacidade da família de Michael continue a ser respeitada, e que as especulações sobre seu estado de saúde sejam evitadas.

As informações a seguir devem ser consideradas como complementares:

- Não se deve presumir que grandes mudanças em seu estado de saúde foram as razões para a mudança no local do tratamento.

- Não houve qualquer obra em sua residência para tornar esta mudança possível."

0 comentários:

Postar um comentário