Featured Video

Páginas

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Prefeitura vai tentar bloqueio de R$ 40 milhões do Governo para pagamentos à Saúde


A Prefeitura do Natal vai acionar a Justiça para solicitar o bloqueio de aproximadamente R$ 40 milhões das contas do Governo do Estado. A informação foi confirmada na manhã desta quinta-feira (7) pelo secretário de Saúde de Natal, Cipriano Maia. Segundo ele, a verba corresponde a valores de repasses que estariam atrasados.

Em entrevista onde relatou os principais problemas na Saúde de Natal, o secretário disse que a situação chegou ao limite e que serviços básicos podem deixar de ser realizados devido à falta de repasses do Governo do Estado ao Município. Segundo Cipriano, a dívida é referente a repasses pactuados e convênios firmados para assistência farmacêutica básica, Samu, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e atenção básica.

"Estamos prestes a viver uma situação de colapso. É uma crise sem precedentes e com risco de mortes", disse Cipriano Maia, afirmando que há dívidas que perduram desde 2012.

Ainda de acordo com o secretário, a falta nos repasses do Governo ao Município inviabilizam, também, o pagamento por parte da Prefeitura às cooperativas médicas que prestam serviços na rede de Saúde de Natal. Algumas especialidades afirmam que estão sem receber há cinco meses.

"A Procuradoria Geral do Município já foi informada e vai acionar a Justiça solicitando o bloqueio da verba. Vamos aguardar", disse o secretário.

Greve
A situação da greve dos médicos de Natal, de acordo com Cipriano Maia, caminha para um desfecho. De acordo com ele, as negociações estão em curso e alguns pedidos dos profissionais estão sendo atendidos, com a implantação de vantagens solicitadas pelos médicos. Além disso, Cipriano Maia disse que as medidas judiciais recentes têm garantido o andamento dos serviços e que a população não está sendo prejudicada.

Publicação: Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário