Featured Video

Páginas

sábado, 12 de julho de 2014

Gastos dos turistas na Copa somaram R$ 333,74 milhões


Os turistas que estiveram em Natal durante a Copa do Mundo injetaram R$ 333,74 milhões no comércio da cidade com gastos direcionados principalmente aos segmentos de alimentos e bebidas, hospedagem, transportes e compras em geral. A informação foi divulgada ontem pela Federação de Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte (Fecomércio-RN), que entrevistou 1 mil visitantes para a pesquisa realizada de 12 a 25 de junho pelo Istituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio (IPDC), ligado a Fecomércio. O levantamento mostra que o gasto médio por turista foi de R$ 1.854,11 e que Natal recebeu 180 mil visitantes durante a Copa.Magnus Nascimento
Marcelo Queiroz, presidente da Fecomércio: legado positivo
Marcelo Queiroz, presidente da Fecomércio: legado positivo

De acordo com a pesquisa, a maioria dos turistas (69,6%) veio pela primeira vez à cidade. Dentre os visitantes, 69,2% responderam que pretendem voltar em outra oportunidade. “O número final alcançado é satisfatório. O que marca ainda esse resultado satisfatório: quase 70% desses visitantes desejam retornar por conta da hospitalidade, dos atrativos naturais e outros fatores”, analisa Marcos Guedes, diretor executivo da entidade.

Em resposta que permitia múltipla escolha, 80,7% disseram que gastaram com alimentos e bebidas, 62,8% falaram em gastos com hospedagem, 56,8% citaram custos com transportes e deslocamentos e 51% informaram que gastaram em alguma compra. Cada turista ficou em média cinco dias na capital potiguar. 

O levantamento mostrou ainda que o perfil dos visitantes foi de pessoas com idades entre 35 e 59 anos (49,4%), que vieram com suas famílias (46,4%) e de alta renda familiar mensal. Entre os entrevistados para a pesquisa, a maioria (47,4%) têm rendimento entre R$ 7 mil e R$ 15 mil. 

Público
A pesquisa reforça dados que já haviam aparecido em pesquisa divulgada esta semana pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no RN (ABIH-RN): mexicanos (11,9%), americanos (11,1%) e japoneses (10,3%) estiveram entre os principais estrangeiros recebidos em Natal durante o Mundial.  Entre os turistas nacionais, os estados de São Paulo (8,9%), Rio de Janeiro (6,3%),  Pernambuco (2,9%) e Paraíba (2,8%) lideraram a lista de estados emissores.

Sobre os preços, 64,9% dos entrevistados disseram que acharam “normais. Por outro lado, 27,9% avaliaram os valores cobrados como “elevados”. A pesquisa também pediu que os turistas atribuíssem uma nota de zero a dez a alguns itens. A maior nota média ficou com os Atrativos Naturais (8,93), seguida da Hospitalidade  (8,79), dos Locais de Alimentação (8,4%) e Meios de Hospedagem (7,89). 

No quesito acesso e transporte, no entanto, a média ficou em 6,9%, resultado que na avaliação da Fecomércio-RN tem relação com a greve dos rodoviários.

“Os números mostram que tivemos um bom volume de novos recursos circulando, que as pessoas gostaram e pretendem, sim, retornar”, afirma o presidente da Fecomércio-RN, Marcelo Queiroz. “Ficamos como legado com um grande potencial de abertura de novos mercados emissores”, completa.

Fonte: Tribuna do Norte 


0 comentários:

Postar um comentário