Featured Video

Páginas

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Entrevista com Vereador Francisco Diassis Solto (Tê)


O Vereador Francisco Diassis Souto (Tê), PMN, concedeu uma entrevista exclusiva e falou sobre o trabalho que vem realizando através do seu mandato como vereador do Assú, além de posições políticas e sua opinião sobre os problemas enfrentados pelo município em áreas de extrema importância; falou também sobre seus projetos em prol do bem-estar do povo.

TF — Como o Sr. vê a posição política que o prefeito tomou em apoiar Henrique Alves para o Governo do Estado?
Tê — Vejo com naturalidade a decisão política do nosso grupo, pois estamos cientes que no estado em que o RN se encontra o Deputado, Henrique Alves, tem melhores chances e melhor acesso a Brasília para retirar o Estado dessa dificuldade em que se encontra hoje.

TF — O fato de estarem os dois maiores grupos políticos do Assú em um só palanque vai ser entendido pela população?
Tê — Nosso povo é um povo sábio, o Deputado George, do PR, sempre disse que é um seguidor do Deputado João Maia, que hoje é o candidato a Vice-Governador ao lado de Henrique Alves. Nós estamos votando em Henrique, nosso palanque é o palanque do PMDB, e nosso povo sabe que estamos todos lutando em prol do Rio Grande do Norte.
A questão política local será discutida em 2016 quando cada candidato terá seu palanque,  mas hoje foi preciso se unir para retirar o Estado do caos em que ele se encontra.

TF — Como o senhor vê a saúde do Assú diante da eminência da Policlínica deixar de fazer atendimentos pelo Sistema Único de Saúde SUS?
Tê — É lamentável, mas a saúde em todo o Brasil está na UTI, em se tratando da Policlínica, os proprietários alegam que há dez anos a tabela de repasses do SUS não é corrigida e nesse período os custos aumentaram ocasionando  de déficit na receita da instituição.
Como a policlínica atende a todo o Vale do Açu, nós vereadores, defendemos e vamos entrar nas negociações para que os municípios se unam para encontrar uma solução dentro das possibilidades de cada um, pois sabemos que os municípios também recebem via SUS, porém não podemos perder a Policlínica porque os mais humildes serão os mais prejudicados.

TF — Como o senhor vê a educação de Assú no momento?
Tê — Nossa educação teve, nos últimos anos, grandes avanços tanto na área estrutural com escolas reformadas ou construídas que é o caso da escola do Campo que foi erguida na comunidade de Palheiros que hoje é uma escola modelo e a escola Janduís que conta com uma grande estrutura, mas ainda há muito a ser feito, temos, por exemplo, a escola Nair Fernandez que ainda não tem sede própria mas estamos batalhando para alcançar esse e outros objetivos.

Estamos tentando junto à secretaria Municipal de Educação uma ajuda de custo para as pessoas que são de fora, mas trabalham na zona rural do município e ainda uma gratificação para quem está em algum curso de qualificação, pois entendemos que é um dever nosso incentivar a qualificação de nossos profissionais, lógico que tudo isso dentro dos limites da receita da Prefeitura. Temos hoje, mais de 90% dos professores com o nível Superior e em geral temos um quadro de funcionários muito bom.

TF — O Sr. Faz parte do grupo que dá sustentação ao prefeito Ivan Junior Na Câmara Municipal, e também tem feito várias reinvindicações junto a prefeitura, alguma vez houve alguma tentativa de interferência no seu trabalho por parte do poder executivo?
Tê — O prefeito tem se mostrado uma pessoa aberta às reivindicações entendendo que cada um de nós tem um papel a cumprir, o meu é ouvir o povo e levar até ele os anseios da população em forma de projetos e requerimentos além de fiscalizar como são aplicados os recursos do Município e Ivan tem respeitado muito nosso trabalho nesse sentido.

TF — Como o senhor vê o trabalho que está sendo realizado pela Câmara Municipal?
Tê — Nossa casa é uma casa harmônica, haja vista que temos uma grande maioria de vereadores de situação, temos nossas divergências porque temos opiniões diferentes em alguns assuntos, porém  todos trabalham sempre pensado no bem-estar da população.

TF — Como você vê a baixa participação da população nas sessões da Câmara?
Tê — Nós, enquanto população,  não atingimos essa consciência política de que a participação do povo é de extrema importância para o trabalho, tanto do executivo quanto do legislativo. Como nossas discussões são sempre brandas, pois é apenas um debate de ideias e não brigas como vemos em alguns lugares acaba não atraindo publico para a Câmara, mas grande parte da população acompanha nossas sessões pelas emissoras de rádio do nosso município.

TF — O senhor dará suporte a que candidatos no pleito de outubro?
Tê — Votarei no Deputado Kelps Lima por ser do nosso partido e temos a confiança de que ele deve continuar o bom trabalho que vem exercendo através de seu mandato junto à população do Rio Grande do Norte.

O nosso candidato a Deputado Federal é o presidente da Confederação Nacional da Pesca,  Abraão Lincoln, que é um homem do povo, humilde como nós, mas de uma capacidade extrema, tivemos uma conversa, ele me pediu esse voto de confiança e estamos dando essa oportunidade a ele.

Como sou professor e acredito na educação, minha senadora não poderia ser outra, irei apoiar Fatima Bezerra pelo serviço prestado.

Para o Governo, nosso candidato é Henrique Alves pelos motivos que já citei antes e apoiaremos Dilma para a reeleição na Presidência da Republica.

Fonte: Tibério Guedes 

0 comentários:

Postar um comentário