Featured Video

Páginas

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Currais Novos: novo projeto da adutora será entregue 2ª


Brasília (DF) - O deputado Henrique Eduardo Alves conversou na noite desta terça-feira (15), em Brasília, com o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, e técnicos do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) sobre as alterações no projeto para levar água da barragem Armando Ribeiro Gonçalves até Currais Novos através de uma adutora de engate rápido. O projeto deverá ser entregue aos dirigentes do Dnocs, Valter Gomes, e da Caern, Yuri Tasso, na segunda-feira (21) para análise final  e encaminhado ao ministério da Integração Nacional.                                                                   driano Abreu
Henrique discutiu a questão da água em Currais Novos com os ministros Mercadante e TeixeiraHenrique discutiu a questão da água em Currais Novos com os ministros Mercadante e Teixeira

Após reunião, em Natal, entre os técnicos da Caern e Dnocs, o engenheiro José Humberto Dantas, do Dnocs, explicou ao deputado que a alternativa mais viável, rápida e econômica será uma adutora paralela a atual adutora que abastece os municípios da serra de Santana. A água será captada na barragem Armando Ribeiro Gonçalves e transportada, sem tratamento, até Currais Novos onde já existe uma estação de tratamento no açude Dourados.


O projeto anterior, apesar da extensão menor, previa ajustes nas estações de captação, tratamento e elevatórias da atual adutora da Serra de Santana e demandaria mais tempo e custos para execução da obra, além de interrupções no abastecimento dos demais municípios durante a execução das obras. Com a captação feita diretamente na barragem Armando Ribeiro Gonçalves, a extensão da adutora, em relação ao projeto inicial, vai dobrar de 40 para 80 quilômetros. O projeto previa, inicialmente, a captação no município de Florânia.

As explicações feitas ao deputado Henrique Alves foram repassadas ao ministro Francisco Teixeira que espera o projeto definido pelo Dnocs. A alternativa é a mais viável para não atrasar ainda mais uma solução emergencial para o abastecimento de Currais Novos, que está na iminência de entrar em colapso. Os recursos, inicialmente da ordem de R$ 27 milhões, segundo o deputado, são da Defesa Civil Nacional, com possibilidade assegurada pelo governo de complementação com verbas do Orçamento da União.

Nesta terça-feira, Henrique Alves conversou com os ministros Aloizio Mercadante, da Casa Civil, para pedir urgência na liberação dos recursos e viabilizar a adutora o mais rápido possível. Desde que a situação se agravou, o deputado tem recebido apelos de lideranças e moradores da cidade para uma solução emergencial para o problema.

Fonte: Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário