Featured Video

Páginas

quinta-feira, 6 de março de 2014

Violencia: Número de ocorrências no Carnaval cresce 9,1%; Sesed diz que homicídios diminuíram


A Secretaria de Segurança e Defesa Social do Rio Grande do Norte (Sesed) divulgou na manhã desta quinta-feira (6) o balanço sobre as ocorrências no Carnaval potiguar. De acordo com os dados expostos, houve um aumento no número de ocorrências e na fiscalização nas estradas. Porém, de acordo com a Sesed, houve uma diminuição de 40% no número de homicídios.
emanuel amaralComandante da PM, coronel Araújo Silva, apresentou parte dos números de ocorrências no Carnaval 2014Comandante da PM, coronel Araújo Silva, apresentou parte dos números de ocorrências no Carnaval 2014

Durante o Carnaval, 2.400 policiais militares atuaram na segurança ostensiva nos pontos onde havia maior concentração de foliões. Além disso, realizaram a fiscalização de 2.369 veículos, com 821 testes do bafômetro, resultando no recolhimento de 63 habilitações.

Ao todo, houve um aumento de 9,1% no número de ocorrências. Em 2013, foram 1.635 contra 1.783 neste ano. Os chamados à polícia eram, principalmente, relacionados a roubo/assalto, perturbação do sossego e presença de pessoas suspeitas na Região Metropolitana.

Apesar das ações contrárias aos abusos no uso de paredões de som, o número de ocorrências nesse sentido saltou de 207 para 363. Já para roubos, o número saltou de 170 para 205. 

Ainda nas fiscalizações, a PM conseguiu prender um quilo de cocaína, 254 frascos de loló, e 7 armas. Com o policiamento ostensivo, o número de homicídios caiu de 25 (em 2013) para 15 (neste ano).

"A diminuição no número de homicídios é fruto do trabalho conjunto e de integração entre as polícias", disse o comandante da Polícia Militar, coronel Araújo.

Bombeiros
O Corpo de Bombeiros disse que 200 eventos foram realizados e fiscalizados pelo CBM durante a Operação Carnaval. Quanto às ocorrências, foram registrados 40 incêndios, um acréscimo em relação aos 23 computados no ano passado. Já sobre afogamento, foram sete atendimentos no litoral e balneários, com um morto.

Segundo o tenente-coronel Luiz Monteiro Júnior, chefe do Serviço Técnico de Engenharia do CBM, houve um aumento de 270% de eventos fiscalizados em relação a 2012. Em 2013, foram 195 fiscalizações. "É o 'efeito Santa Maria'. Após aquele caso, a população passou a se preocupar mais com acidentes", relatou.

Fonte: Tribuna do Norte


0 comentários:

Postar um comentário