Featured Video

Páginas

sexta-feira, 28 de março de 2014

Fraude: Polícia indicia Ruth Ciarlini


A Polícia Civil de Mossoró indiciou a ex-deputada Ruth Ciarlini, irmã da governadora Rosalba Ciarlini, o médico Eider Barreto de Medeiros, diretor do Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), e mais 11 servidores  por crimes de estelionato qualificado, falsidade ideológica e peculato culposo. O inquérito é fruto de apreensão iniciada em setembro de 2013, após denúncia nas redes sociais. Na época, mediante decisão judicial, os policiais recolheram documentos do setor de recursos humanos do HRTM.
DivulgaçãoRuth teria recebido dinheiro de plantões sem trabalharRuth teria recebido dinheiro de plantões sem trabalhar

A investigação foi conduzida pelos delegados Fábio Montanha, da 1ª DP de Mossoró, Nivaldo Floripes Batista, da 2ª DP, e José Vieira, da Delegacia de Defraudações. De acordo com as investigações, o  processo fraudulento se baseava no ganho de plantões eventuais sem realmente realizar trabalhos no HRTM. A bonificação tinha caráter especial e deveria ser paga para quem de fato ficasse além do expediente normal de serviço, completando escala.

Os desvios de recursos públicos  eram realizados através de fraude na folha de pagamento da unidade. Cada profissional do hospital possuía o direito de receber até quatro plantões eventuais por mês, entretanto, a bonificação era destinada a pessoas que não realizaram trabalhos extras. 

De acordo com as investigações, Eider Medeiros recebia carga máxima de plantões. O diretor foi indiciado por peculato culposo, pois, tinha conhecimento da prática irregular e deu continuidade à fraude.  Ruth Ciarlini responderá por estelionato qualificado e falsidade ideológica.

Fonte: Tribuna do Norte


0 comentários:

Postar um comentário