Featured Video

Páginas

sábado, 8 de março de 2014

Abrigos ameaçam fechar as portas


Os abrigos para idosos de Natal ameaçam fechar as portas definitivamente. Há pelo menos três meses, as instituições não recebem novos moradores e enfrentam dificuldades financeiras. Segundo os administradores dos abrigos, o problema é ocasionado pela suspensão, desde dezembro passado, do repasse da verba feito pela Prefeitura do Natal. A secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas) garante que os valores estão em caixa e serão repassados em breve.
Adriano AbreuEspaço Solidário acolhe 24 idosos e recebe da Semtas R$ 12 mil/mês. Despesas chegam a R$ 51 mil/mês
Espaço Solidário acolhe 24 idosos e recebe da Semtas R$ 12 mil/mês. Despesas chegam a R$ 51 mil/mês

A capital potiguar possui seis abrigos que contam hoje com uma população de 274 idosos abrigados. Todas as instituições dizem que estão na iminência de fechar as portas caso o convênio com a Semtas não seja normalizado. Mais que isso: elas pedem que os valores repassados sejam reajustados.

De acordo com Ion de Andrade, vice-presidente do Centro Sócio-pastoral Nossa Senhora da Conceição, responsável pela administração do abrigo Espaço Solidário, em Mãe Luiza, a quantia destinada pela Semtas não é reajustada há pelo menos quatro anos. Nesse intervalo, foi registrado cinco ágios no salário mínimo e as despesas também aumentaram. “É impossível continuar recebendo os mesmos valores. A necessidade de um reajuste é urgente. Corremos o risco de fechar as portas se a situação continuar como está”, revelou.

O Espaço Solidário acolhe 24 idosos que moram no local além de outros 22 que passam apenas o dia. O repasse mensal da Semtas é de R$ 12 mil, mas as despesas do abrigo giram em torno de R$ 51 mil por mês. Desse montante, R$ 36 mil é o custo da folha de pessoal. O abrigo está com as contas “no vermelho”. Além do repasse da Prefeitura, a instituição recebe – como ordena o Estatuto do Idoso – 70% do valor da aposentadoria de cada abrigado. Cada morador paga mensalidade de R$ 506,00. “Mas cada idoso gera uma despesa de R$ 2 mil por mês”, acrescentou Ion. 

No maior e mais antigo abrigo do Rio Grande do Norte, o Instituto Juvino Barreto, as dificuldade se repetem em grau mais elevado. Com capacidade para receber 120 residentes, o local conta hoje com 90 idosos. Sem o repasse da Prefeitura, os salários dos funcionários estão atrasados e alguns ex-colaboradores brigam na Justiça pelos direitos trabalhistas. “Não estamos recebendo mais ninguém. Não temos condições. Matamos um leão por dia para não deixar de atender os que já estão aqui. O abrigo são não fechou por causa da ajuda da sociedade civil”, lamentou o administrador da unidade, João Maria Rodrigues.
Adriano AbreuJuvino Barreto tem 90 idosos e vem mantendo o funcionamento, nos últimos meses, com doações
Juvino Barreto tem 90 idosos e vem mantendo o funcionamento, nos últimos meses, com doações

Ion de Andrade afirmou que os problemas atingem todos os abrigos. Na manhã de ontem, os administradores participaram de uma reunião no Juvino Barreto onde pactuaram estratégias para enfrentar o “caos”. Os gestores não descartam judicializar a questão. “Já tivemos um contato com o Ministério Público e, se preciso, vamos à Justiça”, disse ele.

A assessoria de imprensa da Semtas afirmou que os valores dos convênios referentes ao ano de 2014 estão assegurados e serão repassados em breve para as instituições. Para tanto, é necessário que cada administrador compareça à secretaria para apresentar uma série de documentos. Entre os papéis, é exigido um relatório com a prestação de contas do exercício anterior. 

Segundo a Semtas, algumas instituições ainda não apresentaram esse relatório. “Sem a comprovação de que está tudo ‘ok’, os valores não podem ser repassados”, informou a assessoria. Os abrigos contestam a informação. Para Ion de Andrade, a secretaria atrasa o pagamento sem motivos aparentes. Todos os documentos necessários para efetivação do convênio, segundo ele, já foram entregues.

Abrigos de idosos - Número de residentes
Abrigo                                                          Atendidos
Espaço Solidário                                                  24 
Lar do Ancião Evangélico (LAE)                              40
Lar da Vovozinha                                                 40
Instituto Juvino Barreto                                          90
Casa de Idosos Jesus Misericordioso                      40   
Lar de Idosos Bom Samaritano                               40 




Fonte: Tribuna do Norte 

0 comentários:

Postar um comentário