Featured Video

Páginas

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Wilma confirma que vai para o Governo ou Senado


A vice-prefeita Wilma de Faria, presidente estadual do PSB,  afirmou que será candidata ao Governo do Estado ou ao Senado nas eleições deste ano. Ela disse que tem certa preferência pelo Legislativo, ou seja, para se candidatar a senadora, uma vez que foi governadora por duas vezes seguidas, mas a decisão só será tomada em março, após uma série de conversas com correligionários e possíveis aliados. 
 Divulgação
Wilma de Faria reúne os vereadores do PSB para conversar sobre sucessão estadualWilma de Faria reúne os vereadores do PSB para conversar sobre sucessão estadual


As declarações da ex-governadora sobre sucessão estadual foram dadas ontem, durante entrevista à rádio 98 FM, no início da noite. Ela também confirmou que recebeu, em janeiro, emissários do governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos. 

O deputado federal paulista Márcio França, o ex-deputado federal Pedro Valadares e o ex-ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra Coelho participaram da reunião, em Natal. Além de Wilma, se reuniram com os emissários do governador de Pernambuco a deputada estadual Larissa Rosado, a deputada federal Sandra Rosado, o ex-deputado Cláudio Porpino e o ex-vereador Enildo Alves.  Wilma de Faria confirmou o diálogo e disse, durante entrevista à rádio 98 FM, que, na ocasião, foi discutida a presença dela na chapa majoritária neste ano. No pleito de outubro, estará em disputa, por voto majoritário, os cargo de governador e senador. 

Preferência
Wilma de Faria afirmou que tem interesse por uma atuação no Legislativo, uma vez que já deu contribuições no exercício de mandatos no Governo do Estado e  na Prefeitura do Natal.  Mas ela disse que a decisão não será individual. A ex-governadora comentou que tem conversado com integrantes do PSB e com a população para tomar a decisão. A definição sobre a candidatura, disse a vice-prefeita, será em março. 

Ao ser questionada sobre o veto dos petistas do Rio Grande do Norte a uma participação do PSB em uma aliança, ela disse que “acha estranha e inacreditável” a postura do PT, mas evitou fazer uma análise mais detalha sobre a decisão dos ex-aliados. Mesmo assim, afirmou que o PSB não fez restrição semelhante. “Não posso apresentar uma avaliação. Meu partido não fez isso, não adota uma verticalização, apenas existe a orientação para uma candidatura majoritária”, comentou. Ontem, antes de conceder a entrevista à rádio 98, Wilma de Faria e a deputada estadual, Márcia Maia reuniram vereadores do partido em Natal – Júlia Arruda, Bispo Francisco, Franklin Capistrano e Júlio Protásio.

Fonte: Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário