Featured Video

Páginas

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Sociologia Rural: Alunos da UFERSA visitam comunidade de Limoeiro


Alunos da Universidade Federal do Semiárido – UFERSA visitaram na tarde desta quarta-feira (12) a comunidade rural de Limoeiro, nome herdado da fazenda que pertenceu em primeiro plano ao Sr. Antônio Dantas Correia de Medeiros, no meado do século XIX.

Os alunos da área de Sociologia Rural, cerca de 25, estudantes dos cursos de Agronomia, Engenharia Florestal, Engenharia de Pesca, Veterinária e Zootecnia, coordenados pela profª Alga Nogueira, tinham por objetivo pesquisarem a história evolutiva da comunidade, antes e depois da construção do Açude do Mendubim.

O evento coordenado pelo presidente da associação comunitária, Sr. Francisco de Assis da Silva, contou ainda com a participação de moradores atuais e de descentes dos antigos proprietários, os Srs. Domício Soares Filgueira Filho e Nelson Nogueira Dantas de Medeiros, bisnetos de Antônio Dantas Correia de Medeiros.

Durante o encontro que foi dividido em dois momentos (antes e depois do Mendubim), os Srs. Domicito Soares e Nelson Dantas fizeram um breve relato sobre o inicio das atividades produtivas da Fazenda Limoeiro (implantação de infraestrutura como construção de pequenos açudes, casas para trabalhadores, engenho açucareiro, cercas, currais e outros), ações que permitiram aos proprietários o cultivo de Algodão, Feijão, Milho, Batata Doce, Arroz, Cana de Açúcar para fabricação de rapadura e mel de engenho, Cera de Carnaúba, Amêndoa de Oiticica e o Pescado, base da economia da fazenda e do município de Assú.

Já no segundo instante as falas envolveram também outros atores, combinando informações sobre um novo modelo rural implantado abruptamente após a construção do Açude Público Mendubim, inaugurado em 1970.

Nossa presença, em função de outros compromissos, se limitou em cerca de uma hora, motivo que nos leva a deixar a matéria incompleta, sem a conclusão do encontro, sabendo apenas não haver sido possível a caravana conhecer in loco o modelo agrícola atual praticado na comunidade e seus redores. 

0 comentários:

Postar um comentário