Featured Video

Páginas

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Mensalão: Jefferson vende imóvel para pagar parte da multa


Apesar de ter sido condenado no regime semiaberto, Jefferson disse que ainda não tem nenhuma proposta de emprego, que permite deixar a prisão durante o dia. “Não adianta eu dar uma de José Dirceu, que pediu para trabalhar em um hotel com salário de R$ 20 mil e não conseguiu nada”, disse Jefferson sobre o mesmo tema, pelo microblog Twitter, citando o ex-ministro da Casa Civil que cumpre pena na Penitenciária da Papuda, em Brasília. 


Jefferson informou que as negociações para a venda de seu escritório no centro do Rio, na Avenida Almirante Barroso, estão bem encaminhadas. O dinheiro será usado para pagar parte da multa de R$ 720 mil imposta pelo STF. O restante, segundo ele, será obtido com doações de correligionários do PTB. O ex-parlamentar disse que está levando para a cadeia dois livros: a Bíblia e um que conta a história da humanidade no século XX, cujo nome não se recordou. 

Enquanto esperava a prisão, hoje, Jefferson também se manifestou pelo Twitter. O ex-deputado disse que ainda não sabia em qual presídio cumprirá pena, mas afirmou que ir para Brasília seria “um desastre”, pois estaria longe dos médicos que o atendem desde o tratamento contra o câncer de pâncreas.

Assinada na sexta-feira, 21, pelo presidente do STF, Joaquim Barbosa, a ordem de prisão foi entregue no fim da manhã de ontem pelo Supremo à Polícia Federal, em papel. A PF digitalizou o documento e enviou por e-mail à Superintendência da PF no Rio. Policiais encaminharam a mensagem a um agente que fazia plantão na frente da casa de Jefferson.

Fonte: Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário