Featured Video

Páginas

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Turismo: Anac autoriza 105 voos extras para Natal na Copa


As empresas aéreas brasileiras já podem negociar, a partir de hoje, os 1973 novos vôos autorizados pela Agência Nacional de Aviação Civil [Anac], para o período da Copa do Mundo. Ontem, em Brasília, a agência anunciou as mudanças  pelas quais a malha aérea do país vai passar durante a Copa. Ao todo, entre novos vôos e mudanças de horários dos que já existem, 80 mil modificações foram autorizadas. O número representa 46% da malha brasileira. Somente a Rota Natal - Guarulhos terá 105 novos vôos. Mas esses números ainda podem variar até a Copa. Apesar de atender aos pedidos das empresas aéreas, alguns dos horários de vôos solicitados foram alterados pela Anac, dentro da capacidade dos aeroportos. 
Júnior SantosUsiel Vieira, da Infraero, aguarda comunicado oficial sobre voos
Usiel Vieira, da Infraero, aguarda comunicado oficial sobre voos

As empresas terão de avaliar se precisarão de algum juste. Se conseguirem se readequar às mudanças, já poderão negociar as passagens. Caso contrário podem entrar com novos pedidos. “Esperamos que até a próxima semana, elas entrem com novas solicitações de mudança”, disse o diretor-presidente da Anac, Marcelo Guaranys, durante entrevista em Brasília. Ainda de acordo com ele,  25 aeroportos receberão esses vôos, sendo os das 12 cidades-sede dos jogos, além de outros 13 com distância de até 200 quilômetros dos estádios. 

Os aeroportos também passarão a ser coordenados pela  agência. O superintendente da Infraero no Rio Grande do Norte, Usiel Vieira, que é responsável pela gestão do Aeroporto Augusto Severo, explicou que desde a última quarta-feira (15), pedidos de vôos extras ou não-regulares para o período entre o dia 6 de junho e 3 de julho passaram a ser avaliados pela Anac e não pelo aeroporto.  No caso de Natal e outras cidades-sede que só receberão partidas na primeira fase, a Anac só tomará a frente dos terminais durante o período equivalente.

A Infraero, porém, ainda não teve acesso ao número de vôos que Natal receberá no período. “Normalmente temos 53 vôos diários, entre chegadas e partidas, com uma circulação de 8 mil pessoas. No período de junho/julho esse número de passageiros geralmente aumenta 20%. Nesse ano deve ser bem mais”, estima. Além do Aeroporto Augusto Severo, Natal vai contar com o Aeroporto Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, que deve ser inaugurado em maio. A demanda da capital ficará dividida entre os dois terminais da Copa. 
Júnior SantosAnac autorizou 105 voos extras entre Natal e São Paulo
Anac autorizou 105 voos extras entre Natal e São Paulo

Guaranys afirmou que, para autorizar os novos vôos e as alterações de horários, a Anac analisou a capacidade dos aeroportos e das próprias empresas aéreas em realiza-los. “Garantimos que os vôos estão sendo aprovados dentro da capacidade dos aeroportos”, disse. Ele informou que haverá reforço na fiscalização durante o período da Copa para garantir que direitos dos passageiros não sejam desrespeitados. Também há espera pela redução do valor da passagem. O Governo Federal afirmou que vai fiscalizar a venda para evitar abusos. 

A rota Natal-Guarulhos ficou entre as quatro mais pedidas pelas operadoras, e devem ter um acréscimo de 105 vôos. Ficou abaixo apenas das rotas: Brasília – Guarulhos, Fortaleza-Guarulhos e Santos Dummont-Campinas. “É pra comemorar. Natal teve mais vôos pedidos que outras capitais maiores do Nordeste. Isso acontece por causa das nossas potencialidades turísticas, nossos 35 mil leitos, além de um dos estádios mais bonitos da Copa”, afirmou o secretário municipal de Turismo, Fernando Bezerril. 

O superintendente da Infraero no RN avaliou que a maior parte dos vôos deverá passar por Guarulhos (São Paulo), porque lá seria a maior porta de entrada dos vôos internacionais. “Além disso, o Sudeste possui a maior parte dos centros de treinamentos das delegações. E, geralmente, onde essas seleções vão, parte da torcida acompanha”, coloca. 

A reportagem ligou para os números de telefone da assessoria de imprensa da Anac, disponibilizados no seu site, para saber quantos vôos novos, no geral, foram autorizados para a capital potiguar. Porém as ligações não foram atendidas.

Fonte: Tribuna do Norte


0 comentários:

Postar um comentário