Featured Video

Páginas

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Material escolar está 34% mais caro em Natal; veja pesquisa


O Procon Natal realizou pesquisa de material escolar em 13 papelarias da cidade do Natal, selecionadas entre as maiores e mais tradicionais do mercado, em todas as regiões (Alecrim, Centro, Tirol, Capim Macio, Zona Norte, Ponta Negra, Cid. da Esperança e Mirassol). Na pesquisa, que não levou em consideração os preços dos livros, ficou constatado que os preços subiram, em média, 34% em relação ao ano passado. 
únior SantosDe acordo com o Procon, pais devem pesquisar antes de comprar o material escolar
De acordo com o Procon, pais devem pesquisar antes de comprar o material escolar

Segundo o órgão, esse ano a pesquisa foi para a compra de 26 itens de papelaria, incluindo apontador, borracha, caneta esferográfica, cola plástica, canetas hidrográficas, lápis cera, gizão de cera, lápis de cor pequeno, lápis de cor grande, lápis preto nº. 2, massa para modelar, pasta de cartolina, pincel atômico, pincel nº. 12, tinta guache, esquadro plástico, régua plástica, caderno, papel almaço e resma de papel ofício A4.

Na pesquisa, o preço médio foi de R$ 126,12, enquanto que ano passado foi de R$ 94,36. Na pesquisa também foi constatado grandes diferenças de preços entre produtos da mesma marca e modelo, chegando, por exemplo, a 636,84%, como é o caso de uma borracha comum pequena da marca Faber Castell, que apresenta preços variando entre R$ 0,38 e R$ 2,80. 

Com os dados, coletados entre os dias 4 e 10 de janeiro, o Procon Natal recomendou que os consumidores pesquisem antes de comprar porque poderão ter economia significativa. 

Confira os menores e maiores preços:
DivulgaçãoPesquisa do Procon Natal foi realizada entre 4 e 10 de janeiro
Pesquisa do Procon Natal foi realizada entre 4 e 10 de janeiro

Fonte: Tribuna do Norte



0 comentários:

Postar um comentário