Featured Video

Páginas

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Economia: Natal CVB planeja captação de 45 eventos este ano


Captar pelo menos 45 eventos para Natal até o final de 2014. Essa é a expectativa do Natal Convention & Visitors Bureau (Natal CVB). A meta foi fixada pela nova presidente da entidade, responsável por fomentar o turismo de eventos na cidade, a hoteleira Emanuelle Barreto, diretora do hotel Vila do Mar, que tomou posse ontem, junto com a também hoteleira Fernanda Paiva, nova vice-presidente do Natal CVB. A presidência era ocupada pelo empresário Fernando Bezerril, que permaneceu no cargo durante quatro anos.
Alex RegisEmpresários apostam em Natal como destino turístico no ano de realização da Copa do MundoEmpresários apostam em Natal como destino turístico no ano de realização da Copa do Mundo

Outros seis representantes do setor turístico também tomaram posse como conselheiros. O atual presidente da Associação de Bares, Restaurantes e Similares, Max Fonseca, foi eleito o novo diretor executivo e substituirá o empresário George Costa, que será conselheiro da entidade a partir de agora.

Segundo Emanuelle, que integrou o conselho da entidade  antes de assumir a presidência, pelo menos 24 eventos já estão garantidos para cidade em 2014. Juntos, eles deverão trazer 32 mil visitantes e gerar cerca de R$ 88,6 milhões em receita. Números que deverão subir com a intensificação na captação este ano. 

Só nos últimos três anos, a entidade captou 118 eventos, entre congressos, convenções, campeonatos e eventos religiosos, o que dá uma média de 39,3 por ano e 9,8 por mês. Só em 2013, foram captados 42 - recorde da entidade, criada há 13 anos. Segundo dados do Natal CVB, a cidade sediou 37 eventos no ano passado e recepcionou 38 mil pessoas que ‘deixaram’ na cidade, em forma de compras e despesas, R$ 106,1 milhões. Embora o número de eventos realizados seja o maior dos últimos três anos, o valor gasto pelos participantes foi o menor registrado no período. “O turismo passa por um momento delicado”, justifica o antigo presidente, Fernando Bezerril.

A meta, no entanto, segundo Emanuele Barreto, é superar os números de 2013. Para isso, a entidade apostará na divulgação do destino durante a Copa do Mundo, que ocorrerá em junho. “Realizaremos uma série de eventos esportivos em 2014. Além do estádio Arena das Dunas, passaremos a contar com o centro de treinamento da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e com outros equipamentos como o Ginásio Nélio Dias, na Zona Norte”, observa Emanuele. 

O consórcio que administra o estádio Arena das Dunas, explica ela, fechou acordo com o Natal CVB e se tornou  mantenedor da entidade, que já conta com 91 parceiros, dos mais variados segmentos. 

Valeska Guimarães, gerente executiva do Natal CVB, concorda e acrescenta que três coisas são necessárias para fomentar o turismo de negócios: equipamentos para sediar o evento, hotéis para hospedar os participantes e acessos. 

Segundo ela, Natal está bem em todos os quesitos e tem tudo para atrair muitos turistas durante a Copa. Valeska, no entanto, observa que o número de eventos realizados no ano poderá cair, em função da realização da Copa e das eleições presidenciais. “Ninguém realizará eventos de negócios nesse período”, justifica. A exposição da cidade durante o Mundial, entretanto, poderá aumentar o fluxo de turistas na cidade nos anos seguintes, compensando qualquer perda, afirma a gerente executiva do Natal CVB, que apresentou ontem, após a posse da nova presidência, o planejamento estratégico de 2014. 

Bate-papo - Emanuelle Barreto
nova presidente do conselho do Natal CVB

Que balanço a senhora faz dos últimos anos?

O Convention Bureau se desenvolveu muito nesse período. Só em 2013, conquistamos 14 novos mantenedores, chegando a 91 empresas associadas no final do ano passado. O número de eventos captados também aumentou, em comparação com 2012. Em 2012, captamos 35. Em 2013, foram 42. O número de eventos realizados também subiu de 32, em 2012, para 37, em 2013, um recorde para a entidade.

A que se deve o incremento num período delicado para o setor?
Ao trabalho da entidade, que tem um corpo técnico muito preparado.

Estamos no ano de Copa. Como o turismo de negócios pode se beneficiar disso?
Vamos aproveitar o gancho que é a Copa do Mundo para divulgar mais o destino e fazer os turistas voltarem a cidade nos meses seguintes, seja a passeio seja a negócios. É preciso entender que o turismo de lazer não está dissociado do turismo de negócios. Eles podem andar lado a lado e é isso que vamos trabalhar em 2014.

O  consórcio que administra o Arena das Dunas acaba de se tornar um dos mantenedores da entidade. O que Natal ganha com isso?
Com a entrada do consórcio , a cidade passa a contar com um equipamento multiuso para sediar vários tipos de eventos jamais visto em Natal. É preciso ressaltar que além dele, teremos outros equipamentos prontos para sediar outras competições.

O que os potiguares podem esperar de sua gestão?
Nós vamos tentar diversificar a gama de eventos captados, focando convenções de empresas, campeonatos e eventos religiosos, e não apenas congressos científicos, que sempre foram o nosso forte. 


Fonte: Tribuna do Norte 

0 comentários:

Postar um comentário