Featured Video

Páginas

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Corrupção: Ministro envia depoimentos do caso Siemens para o procurador-geral da República


O ministro Marco Aurélio Mello enviou nesta segunda-feira (13) ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, os depoimentos sigilosos do caso Siemens, que investiga a existência de um cartel que atuava no Metrô e na CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e envolve membros do PSDB. Com o material ele irá produzir um parecer em que pode defender a continuidade das investigações ou propor o seu arquivamento.

Os depoimentos não foram enviados a Janot dezembro, junto do inquérito principal, pois a Justiça de São Paulo, quando encaminhou os autos ao STF (Supremo Tribunal Federal), o fez em duas remessas.


Tão cedo a primeira chegou, o relator do caso, Marco Aurélio Mello, determinou o envio dos autos a Janot. A segunda parte, no entanto, chegou dias depois ao gabinete e não foi enviada.

Na última sexta-feira Janot devolveu o inquérito principal ao STF e disse que ainda não poderia dar um parecer sobre a necessidade de continuar as investigações pois precisava ler os depoimentos sigilosos, entre eles o de ex-diretor da Siemens Everton Rheinheimer.
Foi devido ao depoimento de Rheinheimer que o caso subiu para o STF, uma vez que ele citou autoridades com foro privilegiado.

Entre os citados, têm foro Edson Aparecido (PSDB), chefe da Casa Civil de Alckmin, Rodrigo Garcia (DEM), secretário de Desenvolvimento Econômico, José Aníbal (PSDB), secretário de Energia, todos deputados licenciados, além do deputado federal Arnaldo Jardim (PPS-SP). Eles negam as acusações.

Fonte: Folha de São Paulo Online


0 comentários:

Postar um comentário