Featured Video

Páginas

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Rosalba tem pior avaliação entre governadores do Brasil, aponta pesquisa


A governadora Rosalba Ciarlini conseguiu se manter no cargo, mas hoje teve novo motivo para preocupação. A chefe do Executivo potiguar tem a pior avaliação entre todos os governadores do país. É o que aponta a pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) ao Ibope, publicada nesta sexta-feira (13). 

No Rio Grande do Norte, apenas 7% da população considera o governo de Rosalba Ciarlini como ótimo ou bom. Quem também tem avaliação parecida é o governador Agnelo Queiroz, do Distrito Federal, que é avaliado como ótimo ou bom por 9%. No Amapá, Camilo Capiberibe, e no Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, que estão empatados, 18% com avaliação positiva. 

Na desconfiança, Rosalba também lidera. O menor grau de confiança da população nos governadores está no Rio Grande do Norte. Somente 11% da população confia em Rosalba, enquanto o índice é de 13% no Distrito Federal, 25% no Amapá, e 28% no Rio de Janeiro.

Do outro lado da lista, aparecem os governadores de Amazonas, Pernambuco e Acre, que são os mais bem avaliados pela população. O governador Omar Aziz, do Amazonas, é o melhor avaliado: 74% da população do estado consideram o governo como ótimo ou bom. Em seguida vem Eduardo Campos, de Pernambuco, com 58% de aprovação, e Tião Viana, do Acre, com 55% bom. No outro extremo, com  as piores avaliações, estão os governadores de Rio Grande do Norte, Distrito Federal, Amapá e Rio de Janeiro.

O levantamento mostra que o governador do Amazonas também está em primeiro lugar em confiança da população, outro indicador importante de popularidade. O percentual de confiança em Omar Aziz é de 75%. Empatados em segundo lugar, com 66%, aparecem Tião Viana e Eduardo Campos. 

O estudo, que avalia a popularidade dos governadores de 26 estados e do Distrito Federal, ouviu 15.414 pessoas com mais de 16 anos em 727 municípios. A margem de erro também é de 2%.

Fonte: Tribuna do Norte



0 comentários:

Postar um comentário