Featured Video

Páginas

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Rui Falcão é reeleito presidente do PT com apoio de Dilma e Lula


O presidente do PT e deputado estadual de São Paulo, Rui Falcão, está matematicamente eleito para mais um mandato à frente do partido. O resultado será anunciado formalmente na tarde desta terça-feira (12), em São Paulo.

Falcão deve terminar a eleição interna do partido com cerca de 70% dos votos. Ele teve apoio da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que nomeou o diretor do Instituto Lula, Luiz Dulci, como um dos coordenadores da campanha de Falcão. Com a confirmação da reeleição, Rui Falcão deve coordenar a campanha da presidente Dilma Rousseff à reeleição.

De acordo com balanço divulgado no começo da tarde desta terça, com 80% das urnas apuradas, Rui Falcão tem 70,2% dos votos válidos. O secretário-geral do PT, deputado federal Paulo Teixeira (SP), que encabeça a chapa "Mensagem ao Partido", mantém a segunda posição com cerca de 19,8% dos votos. Ao todo, cerca de 806 mil dos 1,7 milhão de filiados ao PT estavam aptos a participar da votação, que aconteceu no domingo em todo o país.

Fabio Braga/Folhapress
AnteriorPróxima
Eleições internas do Partido dos Trabalhadores

Principal articulador da recondução do deputado estadual Rui Falcão à presidência nacional do PT, o ex-presidente Lula apostou na eleição interna da sigla para isolar as alas petistas que criticam as alianças feitas pelo partido para sustentar a campanha de reeleição da presidente Dilma.

O governo de coalizão defendido por Lula foi a principal crítica dos outros cinco candidatos que disputaram a presidência do PT contra Falcão. Além disso, a participação atuante de Lula durante todo o processo do PED (Processo de Eleições Diretas) incomodou os candidatos de oposição.

"Lula sempre procurou preservar sua condição de liderança histórica no PT, mas agora resolveu entrar em bola dividida", afirma Markus Sokol, que encabeçou a corrente "O Trabalho" na disputa para a direção nacional.

Fonte: Folha de São Paulo Online


0 comentários:

Postar um comentário