Featured Video

Páginas

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

PMN lança Antônio Jácome como pré-candidato a deputado federal e espera união dos chamados “partidos pequenos” em 2014


O Encontro Estadual do PMN (Partido da Mobilização Nacional), ocorrido na manhã desta quinta-feira, 21, na Assembleia Legislativa, em Natal, deliberou pela pré-candidatura do deputado estadual Antônio Jácome a deputado federal e também decidiu que a legenda está aberta para receber nomes de interessados em disputar vaga na Assembleia Legislativa.

Representantes de diversos municípios potiguares prestigiaram o evento, que também contou com participações do senador Paulo Davim (PV); vereadores Jacó Jácome (PMN) e Maurício Gurgel (PHS); presidente do PSDC no RN, advogado Joanilson de Paula Rêgo; ex-deputado estadual  Leonardo Arruda, representando a vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria (PSB); ex-vereador Osório Jácome (PSC) e ex-presidente da Câmara Municipal de Natal, Edivan Martins (PV).

O tom dos discursos gerou em torno da necessidade da união dos chamados pequenos partidos, em busca da conquista de espaços com a eleição do maior número possível dos seus candidatos.

Edivan Martins ressaltou ser importante o momento para a união dos partidos, dizendo que o deputado Antônio Jácome sempre se fortaleceu e virou uma referência na política do Rio Grande do Norte, com a capacidade de enfrentar as grandiosas estruturas políticas. “O PMN continua vivo e forte e acho que é a vez dos partidos pequenos. Se a gente tiver vergonha na cara, vai se unir para 2014”, disse o ex-presidente da Câmara Municipal de Natal.

O vereador Maurício Gurgel disse que Antônio Jácome, com seu trabalho, merece ser vitorioso para qualquer cargo que disputar e deu seu testemunho que o mandato do colega Jacó Jácome é um dos melhores da Câmara de Natal.

O presidente do PSDC e ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil seccional do RN, Joanilson de Paula Rêgo, foi um dos mais aplaudidos. “É bom sempre exaltar as virtudes das pessoas. Aqui se faz política com homens de bem. Por que não Antônio Jácome ser candidato a governador? Ou ser candidato a deputado federal dos mais votados? Não podemos mais é ficar nessa gangorra, que sobe e desce, sendo uma vez os Alves e outra vez os Maia. Fui candidato a senador e tive sete por cento dos votos do mais votado, que teve voto dos poderosos, dos grandes empresários, de cabo eleitoral que vendeu o voto por vinte reais. Os votos que tive foram votos livres, conscientes”, discursou.

O senador Paulo Davim (PV) lembrou-se de algumas semelhanças entre ele e o deputado Antônio Jácome: “Somos médicos e somos de partidos pequenos. Se querem transformar o Rio Grande do Norte, fortaleçam o PMN, fortaleçam as boas práticas políticas”, disse.

O vereador Jacó Jácome conclamou a sociedade pela luta em prol do espírito público. “Quando se tem boas ideias, quando se tem um bom grupo, chegamos a lugares que nem conhecemos. O PMN tem rumo para 2014. Com esse grupo que aqui está representado, vamos atrair partidos que estão sozinhos e juntos seremos mais fortes. Se tem espírito público, se tem projeto de gestão e se está no PMN, em 2014 o povo vai mostrar que deseja o novo e o novo é o PMN. De pequeno, o PMN só tem a sigla. Nós iremos dar exemplo ao povo do Estado no próximo ano”, disse o parlamentar de 21 anos de idade.

O deputado Antônio Jácome não tem dúvida que a opinião pública vai saber escolher os seus representantes em 2014. “Vamos sair vitoriosos. Não estou falando de projetos pessoais, mas, sim, da continuidade de um trabalho dedicado à coletividade. Naturalmente, vão surgir muitos candidatos. Alguns com história, com a verdade, outros como tratores de esteira, passando por cima de todo mundo, comprando votos, enganando os eleitores. Nosso partido, o PMN, tem muito a crescer e as urnas mostrarão que esse também é o desejo popular”, disse.


* CRÉDITOS DAS FOTOS: JOÃO NETO

-- 
João Ricardo Correia
JORNALISTA - 84.9985.2260

0 comentários:

Postar um comentário