Featured Video

Páginas

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Laudo médico afirma que cardiopatia de Genoino não é grave


Brasília – A junta médica do Hospital Universitário de Brasília, formada para avaliar o estado de saúde do deputado José Genoino (PT-SP), concluiu que ele é portador de cardiopatia “que não se caracteriza como grave” e que não há necessidade permanente de tratamento domiciliar.

O laudo foi entregue nesta terça-feira (26) ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa. Com a base no documento, Barbosa vai decidir se Genoino, condenado na Ação Penal 470, o chamado mensalão, vai permanecer em prisão domiciliar temporária ou voltará para o presídio da Papuda.


Genoino está preso desde o dia 15 de novembro. Ele foi condenado pelo Supremo a pena de quatro anos e oito meses, no caso mensalão. O ex-presidente do PT passou mal no dia 21 deste mês, e foi internado no Instituto de Cardiologia do Distrito Federal com suspeita de infarto. 

O presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, deferiu parcialmente no mesmo dia o pedido formulado pela defesa do deputado federal licenciado José Genoino, garantindo, provisoriamente, tratamento médico domiciliar ou hospitalar ao ex-presidente do PT. “Defiro parcialmente o pedido formulado pela defesa do condenado José Genoino Neto, para, provisoriamente, permitir-lhe o tratamento médico domiciliar ou hospitalar, até o pronunciamento conclusivo da Junta Médica indicada na decisão que proferi na data de hoje, 21 de novembro de 2013”, citou Barbosa em sua decisão. 

Com informações da Agência Brasil

0 comentários:

Postar um comentário