Featured Video

Páginas

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Joaquim Barbosa determina que junta médica avalie saúde de Genoino


O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, determinou hoje (21) que o ex-presidente do PT e deputado federal Jose Genoino (SP) seja submetido a uma perícia médica. No domingo (17), a defesa de Genoino havia pedido ao Supremo que ele cumpra a pena de quatro anos e oito meses em casa. Genoino está entre os 11 condenados no processo do mensalão presos na Penitenciária da Papuda, em Brasília.

No início da tarde, Genoino passou mal em presídio e foi transferido para o Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (IC-DF), no Hospital das Forças Armadas (HFA). De acordo com o advogado de Genoino, Luiz Fernando Pacheco, a suspeita é que o parlamentar tenha sofrido um enfarto. O IC-DF confirmou que o deputado está internado, mas não há previsão de boletim médico.

De acordo com o despacho de Barbosa, uma junta médica formada por, no mínimo, três médicos, deverá produzir uma laudo oficial sobre o estado de saúde de Genoino. Os médicos serão indicados pelos diretores do Hospital Universitário de Brasília (HUB).  O presidente também determinou que o laudo deve esclarecer se Genoino pode permanecer preso. Após o parecer, Barbosa decidirá se o parlamentar cumprirá prisão domiciliar.

Em outro parecer, feito pelo Instituto Médico-Legal (IML), da Polícia Civil do Distrito Federal, constatou-se que o estado de saúde o parlamentar “é bastante delicado e inspira cuidados". O documento foi enviado à Barbosa.

Em parecer enviado ao STF, a procuradora-geral da República em exercício, Ela Wiecko, avaliou que o estado de saúde de Genoino pode tornar inviável o cumprimento da pena, mesmo com tratamento médico disponibilizado dentro da Papuda.

A presidenta Dilma Rousseff manifestou, ontem (20), preocupação quanto à saúde de Genoino. A presidenta explicou que suas observações tratam de aspectos humanitários. Dilma Rousseff disse que conhece o estado de saúde do parlamentar, portador de “uma doença extremamente grave do coração”.

Com informações da Agência Brasil. 

0 comentários:

Postar um comentário