Featured Video

Páginas

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Helicóptero da família de senador é apreendido com cocaína no ES


Um helicóptero que pertence a uma empresa da família do senador Zezé Perrella (PDT-MG) foi apreendido pela Polícia Militar em uma fazenda no interior do Espírito Santo no final da tarde de domingo (24) com mais de 400 kg de cocaína.

O piloto da aeronave foi preso, juntamente com o copiloto e mais duas pessoas. A PM do Espírito Santo passou o caso para a Polícia Federal, devido à quantidade de droga apreendida. Há duas semanas a PM vinha monitorando a fazenda.

O helicóptero é da empresa Limeira Agropecuária, que tem o deputado estadual Gustavo Perrella (SDD), filho do senador, como um dos sócios. A PF não vê, inicialmente, envolvimento da empresa dos Perrella no crime. As investigações vão prosseguir.

Segundo o superintendente da PF do Espírito Santo, Erivelton Leão de Oliveira, o piloto do helicóptero, Rogério Antunes, disse não saber que transportava a droga e que foi contratado para realizar a viagem, pela qual receberia R$ 60 mil.

Segundo o delegado, o piloto não informou quem o contratou e disse que tinha autonomia para usar a aeronave. "Algumas vezes ele colaborou no depoimento, em outras permaneceu no direito de ficar calado", disse ele.

O deputado negou envolvimento no caso e disse, na tarde desta segunda-feira, que o piloto usou o helicóptero sem autorização e, por isso, foi demitido e será processado por furto da aeronave.

"O piloto não tinha autorização de voo da minha parte ou de qualquer membro da minha família, tratamos o assunto como roubo da aeronave por parte dele", disse Gustavo Perrella.

Segundo ele, Antunes havia lhe dito que o helicóptero estaria em manutenção a partir de hoje. "Até por isso eu não fiz uso dela [aeronave] durante o final de semana", disse o deputado.

O senador Zezé Perrella não se manifestou sobre o ocorrido.

Segundo a Polícia Militar do Espírito Santo, a fazenda na cidade de Afonso Cláudio vinha sendo monitorada após uma denúncia de que tinha sido vendida por um valor três vezes superior ao de mercado.

Pessoas estranhas à região foram vistas no local nos últimos dias, movimentação que culminou com a chegada do helicóptero. A PM já tinha cercado a fazenda e agiu logo que o motor da aeronave foi desligado.

A PM suspeita que a droga tenha vindo do exterior e passado antes por São Paulo.

Fonte: Folha de São Paulo Online

0 comentários:

Postar um comentário